Conecte-se Conosco

ECONOMIA

Inflação de maio no Brasil será a menor desde 1999, avalia Credit Suisse

A inflação da alimentação em casa, contudo, acumula alta de 8,4% em 12 meses (Imagem: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Publicado

em

A inflação de maio no Brasil, tanto na comparação mensal quanto na anual, será a menor desde 1999, quando o sistema de metas foi estabelecido no Brasil, avaliam os economistas do Credit Suisse em um relatório enviado a clientes.

Leonardo Fonseca e Lucas Vilela estimam uma deflação de 0,45% para o IPCA, abaixo da taxa de 0,31% em abril. Na passagem anual, o índice deve apresentar uma desaceleração de 2,4% em abril para 1,8% em maio. Os números serão conhecidos na quarta-feira (10).

“A menor inflação mensal seria explicada por um declínio acentuado nos preços de combustíveis e serviços causado pelas medidas de distanciamento social e acentuada queda na demanda doméstica”, explicam.

Vale destacar, contudo, que o item de alimentação em casa (peso de 13% do índice) poderá ficar em 0,66% em maio, contra 2,24% em abril. “A forte desaceleração da inflação de produtos perecíveis e lácteos explica a maior parte do declínio da inflação mensal”, concluem.

Em um ano, a inflação da alimentação em casa está em 8,4%.

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual