Conecte-se Conosco

DIREITOS HUMANOS

Ivo Herzog: – É um absurdo alguém jogar no lixo a dignidade humana para ganhar votos

Publicado

em

EL PAÍS

Ivo Herzog, filho do jornalista Vladimir Herzog, critica o presidenciável Jair Bolsonaro que minimizou em entrevistas a morte do seu pai, assassinado durante o regime militar

Para Herzog, deixar de reconhecer o passado traz consequências até hoje para o Brasil por legitimar a violência do Estado, principalmente na polícia. “Se reproduz em casos com o de [a vereadora do PSOL] Marielle [Franco, assassinada em março], ou Amarildo [pedreiro assassinado em 2013]. A família de Herzog processou o Estado brasileiro logo após a morte do patriarca da família, e teve uma vitória parcial em 1978, quando um juiz reconheceu a responsabilidade do Estado. Mas a certidão de óbito do jornalista mantinha a versão do suicídio. A briga na Justiça continuou, até que a família conseguiu do Estado o compromisso para corrigir a certidão. Em 2014, eles receberam o documento corrigido. A família, contudo, continuou sua luta, desta vez pela Corte Interamericana, para que o Estado reconhecesse formalmente a responsabilidade pelo crime. Venceu, e agora o Ministério Público reabriu as investigações sobre o caso. Para Ivo, é uma vergonha que o país tenha de recorrer a uma corte internacional para admitir a própria história.

Continue lendo
Clique para comentar

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual