Conecte-se Conosco

POLÍTICA

Janaina diz que não há crime em diálogos vazados de Moro

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Pleno News

A deputada estadual de São Paulo, Janaina Paschoal (PSL), comentou, neste domingo (23), os supostos diálogos vazados entre o ministro da Justiça, Sergio Moro, e procuradores da Lava Jato. Para ela, não há nenhuma irregularidade nas conversas até o momento.

Os vazamentos foram divulgados inicialmente pelo site The Intercept e trazem Moro, na época juiz dos casos da operação, e o procurador Deltan Dallagnol discutindo procedimentos. Um dos casos é o referente ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Para Janaina, uma das autoras do pedido de impeachment da ex-presidente Dilma Roussfeff, até o momento ela só viu um “desejo de responsabilizar culpados”.

– Acompanho, atenta, a novela Intercept. Um fato é incontestável: nenhum dos diálogos, por enquanto, sugere falsificação de provas ou acusações. As conversas evidenciam o firme desejo de responsabilizar culpados, nada além disso – apontou.

Continue lendo
Clique para comentar

POLÍTICA

Pedido de vista adia votação de projeto sobre prisão após segunda instância

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Agência Senado

Pedido de vista coletiva adiou a votação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da proposta que altera o texto constitucional para possibilitar a prisão após condenação em segunda instância. O projeto (PLS 166/2018), do senador Lasier Martins (Podemos-RS), altera o Código de Processo Penal (CPP) para determinar que “ninguém poderá ser preso senão em flagrante delito ou por ordem escrita e fundamentada da autoridade judiciária competente em decorrência de condenação criminal por órgão colegiado ou em virtude de prisão temporária ou preventiva”.

Atualmente, o artigo 283 do CPP prevê que que a prisão só poderá ocorrer “em decorrência de sentença condenatória transitada em julgado” ou, durante a investigação ou processo, de forma cautelar – temporária ou preventiva. A relatora, Juíza Selma (Podemos-MT), apresentou um substitutivo com alterações no texto.

De acordo com a presidente da CCJ, senadora Simone Tebet (MDB-MS), a proposta foi pautada nesta quarta-feira (20) após entendimento entre os senadores para que fosse priorizado o projeto, que tem a tramitação mais simples que a de uma proposta de emenda à Constituição. Por ser um projeto de lei, a matéria pode ser aprovada no Plenário apenas com maioria simples, portanto, de forma mais fácil que uma PEC, que exige o apoio de pelo menos 49 senadores.

Segundo a senadora, o acordo inclui a retirada de pauta da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 5/2019, do senador Oriovisto Guimarães (Podemos-PR), que possibilita a execução provisória da pena após a condenação por órgão colegiado.

Continue lendo

POLÍTICA

Bolsonaro e senador Arolde de Oliveira cantam hino do Exército

Publicado

em

Presidente Jair Bolsonaro e o senador Arolde de Oliveira cantaram o hino da infantaria do Exército Foto: Agência Brasil/Fábio Rodrigues

O presidente Jair Bolsonaro e o senador Arolde de Oliveira (PSD-RJ) protagonizaram um momento especial durante uma cerimônia realizada no Palácio do Planalto, nesta terça-feira (19). Os dois, que dedicaram parte da vida ao Exército Brasileiro, cantaram o hino da infantaria lado a lado.

O hino foi tocado em homenagem ao Dia da Bandeira, comemorado também nesta terça.

A cerimônia que reuniu o presidente Jair Bolsonaro e parlamentares foi realizada pelo Ministério da Educação, por ocasião do lançamento da Solenidade de Ampliação do Programa Educação Conectada nas Escolas e Comemoração do Dia da Bandeira.

O objetivo do programa é levar acesso à internet para mais de 27 milhões de alunos de escolas públicas pelo Brasil. Até 2020, o governo pretende estender o programa para mais de 70 mil escolas em 5,2 mil municípios. O investimento total será de R$ 224 milhões.

Continue lendo

POLÍTICA

Senador Kajuru passa mal e é atendido no plenário do Senado; Veja o vídeo

Publicado

em

Fonte/Foto: Poder 360

Congressista foi retirado de maca e levado a hospital particular, a sessão de votação foi suspensa.

O senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO), 58 anos, passou mal nesta 3ª feira (19.nov.2019) no plenário do Senado. O congressista desmaiou e foi atendido por colegas enquanto o presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), chamava o serviço média. A sessão para votação de destaques à PEC paralela da Previdência foi suspensa por conta do atendimento ao senador.

Responsável pelo 1º contato com o colega depois do mal súbito, o senador Otto Alencar (PSD-BA) afirmou que ele teve uma convulsão leve. “Teve uma pequena convulsão, mas não teve sofrimento cerebral nenhum”, disse.

Kajuru recobrou a consciência durante o atendimento no posto médico do Senado depois de ser removido do plenário de maca. Com os sinais vitais estabilizados, segundo assessoria, foi levado para 1 hospital particular em Brasília.


Continue lendo

Facebook

Propaganda

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital