Conecte-se Conosco

BELÉM

Jerônimo Souza promete que vai resolver os problemas de Belém

A Província do Pará

Publicado

em

O Partido da Mulher Brasileira (PMB), que realizou sua convenção objetivando as eleições municipais de novembro deste ano, lançou o nome do médico cearense Jerônimo Souza para concorrer ao cargo de prefeito de Belém. Casado, três filhos formados e tendo adotado a cidade de Belém como sua terra de coração, posto que é casado com uma paraense e vive aqui há mais de 40 anos, o candidato pretende fazer um governo que faça “diferente de tudo o que se vê ao longo de todos esses anos, em que a cidade é reformada tantas vezes em sua zona histórica, em seu centro. Vamos fazer um governo que venha da periferia para o centro, sem se fazer promessas levianas e mirabolantes”.

Com efeito, Jerônimo Souza planeja um governo que possa efetivamente “trazer essa sociedade menos privilegiada para a verdadeira área urbana da cidade, isto é, levando para essas pessoas saneamento que não existe, asfalto que não existe”. Contou que, em suas caminhadas, encontrou uma jovem que lhe perguntou se ele asfaltaria sua rua e ele disse que, provavelmente sim, no que ela disse que não, que ele não asfaltaria. “E por que eu não vou asfaltar? E ela me respondeu que, no cronograma da prefeitura, sua rua já era dada como asfaltada, embora esteja na lama. São essas discrepâncias que a gente pretende resolver. Eu não vou asfaltar porque a rua já é dada como pavimentada? Mas eu posso mandar fazer manutenção e aí a rua terá de ser efetivamente pavimentada”, explicou.

É desta forma que Jerônimo Souza avalia sua campanha rumo à Prefeitura de Belém com excelentes perspectivas desde que foi aprovado em convenção de seu partido no dia 31 de agosto. “Eu fui o primeiro nome lançado nessa corrida eleitoral. E por que estou o PMB? É um partido voltado só para a mulher? Não! É o partido da igualdade; é uma legenda, uma sigla partidária que faz uma homenagem à mulher, essa figura batalhadora que engrandece este país como também os homens”.

Jerônimo tem consciência de que seu partido ainda é uma sigla em crescimento, que já teve vereadores, prefeito, porém, ainda não tem representatividade junto ao Congresso Nacional, daí não receber verbas do fundo partidário. No entanto, está preparado para comandar a capital paraense com um orçamento em torno de 3,6 bilhões de reais, verba esta que não chega a ser faraônica, mas que, com um bom governo, com uma boa gestão, dá pra fazer muita coisa. Sua intenção, para começar, é colocar gente certa no lugar certo. “Quero ser um prefeito que trabalha dentro de seu orçamento, mas com gente competente, qualificada para a missão que vai receber. Por exemplo, na secretaria de Saúde, a gente vai buscar um médico, mas há a necessidade que ele tenha qualificação técnica, administrativa para comandar a pasta. Possa até ser que o secretário não seja um médico, mas, se reunir as condições técnicas e administrativas para comandar a pasta, essa pessoa vai ser o nosso secretário de saúde e por aí vai”, acrescentou.

SAÚDE/SANEAMENTO

Ainda falando em saúde, Jerônimo destaca que não se pode ter uma população sadia se essa gente está vivendo da forma errada, em lugares insalubres, sem saneamento, com alagamentos, com mato, com insetos, bichos peçonhentos e lixo. “Volto a dizer: temos que fazer gestão da periferia para o centro da cidade; fazer saneamento, cuidar da cidade de verdade para que as pessoas se sintam bem, tenham saúde e, não tenha dúvida, isso vai refletir no bem-estar de toda a população, quem está bem financeiramente e quem não tem tantos recursos”. Para o médico, a pessoa tendo saúde, “começa a buscar melhorias de qualidade de vida e começa a sair da linha da pobreza que é uma situação muito triste em Belém, cidade que está abaixo da linha do mar, cidade cortada por igarapés e propícia à insalubridade para seus habitantes se não tiver uma gestão séria, comprometida em trabalhar para combater de fato esses problemas”.
Ressalta o candidato Jerônimo Souza que a cidade de Belém tem suas peculiaridades naturais, com chuva, clima quente, úmido, igarapés, mas a natureza não pode ser culpada dos dramas gerais. “A ciência, a tecnologia nos permite saber quando haverá forte chuva. Por que, eu, como prefeito, não vou tomar providências antes de as coisas acontecerem? Temos de fazer a prevenção antes do período de maior quantidade de chuva, de maior incidência pluviométrica. Temos de fazer limpeza de canais, desobstruir as galerias, fazer coleta de lixo e fazer que esse lixo se transforme em riqueza que seja investida na própria população”.
Entende o candidato que não há problemas com lixo e sim, que falta gestão. “Tem empresas até estrangeiras que querem comprar o nosso lixo, que, atualmente, enriquece as empresas e não os cofres públicos. Eu sou candidato e já fui procurado por gente interessada em comprar o nosso lixo, olha só! Temos uma fonte viável de renda que não aproveitamos, estamos jogando lixo fora, jogando dinheiro. Eu vou resolver isso”, prometeu.

TRÂNSITO

Com relação ao trânsito de Belém, Jerônimo Souza afirma que a questão é dramática, porque, volta a afirmar que falta gestão. “Tem muito semáforo, tem muito temporizador irregular, tem muita fila dupla e tem um órgão de trânsito que não fiscaliza, não faz uma organização, uma drenagem no trânsito. O agente da Semob tem de estar nas ruas para fiscalizar, para organizar. A gente precisa organizar o trânsito de verdade e acabar com a indústria da multa. No governo Jerônimo Souza haverá araras apenas em locais pontuais. Para que serve uma arara na avenida Nazaré com a Benjamin Constant, uma área onde todo tempo o trânsito está engarrafado? Quem consegue correr ali? Este é só um dos inúmeros exemplos. Eu quero o fim dessa indústria que toma dinheiro da população”.
Promete, ainda, o candidato que, em caso de sua eleição, uma de suas primeiras medidas será liberar o tráfego, na pista do BRT, para veículos de transporte por aplicativo e táxis, desde que estejam com passageiros. “Essa medida irá desafogar o trânsito, irá economizar tempo, combustível e evitar o estresse de motoristas e passageiros. Você vê só como se trata, também, de uma questão de saúde?”
Também avisa que vai fazer valer o Código de Postura do Município. “Nossa cidade está muito bagunçada. Serei o prefeito que vai botar ordem na casa”, garante.

EDUCAÇÃO

Por fim, Jerônimo Souza diz que faz parte de sua plataforma de governo, adaptar as escolas para que recebam seus alunos dos ensinos fundamental e médio em período integral. Para tal, investirá na melhoria de condições de trabalho para professores, bem como, na ampliação ou construção de creches a fim de que pais possam trabalhar sossegados enquanto os filhos estão sob cuidados de pessoas qualificadas de nossa prefeitura. É assim que deve agir a pessoa que ama Belém e o Jerônimo ama esta cidade, ama nossa gente”.

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/aprovincia/public_html/wp-includes/functions.php on line 4552