Conecte-se Conosco

Sem categoria

Juíza nega a Helder Barbalho retirada do ar de aplicativo que mostra sua folha corrida nada edificante

Publicado

em

 A juíza federal Lucyana Said Daibes Pereira, negou provimento à ação movida pelo  candidato ao governo do Pará, Helder Barbalho (MDB),  na justiça eleitoral,  solicitando a retira do ar do aplicativo Detector de Ficha Política, no qual qualquer cidadão que possua um smartphone, pode acessar a ficha corrida dos candidatos, que concorrem a eleição 2018. Helder Barbalho tomou esse iniciativa, depois que o seu adversário, Márcio Miranda (DEM) passou a usar o aplicativo em sua campanha na televisão, para mostrar que o candidato do MDB não é ficha limpa, como apregoa em seu programa no horário eleitoral, mas que está na mira da Laja Jato e envolvido em pelo menos quatro processos por corrupção.
O aplicativo Detector de Ficha Política detecta processos judiciais, como ações penais e de improbidade, bem como inquéritos, em tramitação contra os candidatos aos cargos em disputa nas Eleições de 2018. Nada consta contra Márcio Miranda. 
A ação judicial movida pela coligação de Helder Barbalho é contra o Instituto Reclame Aqui, que administra o aplicativo. A alegação é que o Detector de Ficha Política faz “propaganda eleitoral irregular”, ressaltando que o aplicativo só expõe os processos contra o candidato do MDB e não há nenhuma ação contra o outro candidato adversário, Márcio Miranda (DEM), que foi denunciado pelo Ministério Público Militar, por suposta fraude na aposentadoria. Mas. em seguida, comprovou que o seu processo de aposentadoria foi absolutamente correto, e que as denúncias do MP foram baseadas em notícias falsas plantadas pelo jornal “Diário do Pará”, da família de Helder Barbalho
Por isso, Helder Barbalho  requereu uma medida liminar para a retirada imediata do aplicativo do ar e para que o processo contra Miranda seja incluído. No tal processo contra o candidato do DEM, a justiça rejeitou a denúncia, mas o Ministério Público recorreu.
Porém, a juíza federal Lucyana Said Daibes Pereira, em despacho na ação, negou a liminar e mandou citar o Instituto Reclame Aqui para apresentar defesa e determinou que o Ministério Público apresente parecer sobre a ação.

Detector de Corrupção

Um aplicativo está tirando o sono de muitos políticos e ajudando o eleitor a conhecer melhor o seu candidato. Trata-se do Detector de Corrupção, gratuito e disponível para Android e IOS, que ajuda a descobrir os processos judiciais aos quais diversos políticos respondem.

O aplicativo apresenta apenas informações oficiais pulverizadas em diversos tribunais, de todas as instâncias, como Supremo Tribunal Federal, Superior Tribunal de Justiça, Tribunais de Justiça dos Estados e Tribunais Federais.

Ao testar o aplicativo com os candidatos ao Governo do Pará, Helder Barbalho (MDB) e Márcio Miranda (DEM), verifica-se que apenas o deputado está limpo. Já o candidato do MDB não passa no teste..

Um  fez uma reportagem – que nós reproduzimos aqui – para saber se os candidatos ao governo passam no teste do detector de corrupção. Clique aqui para saber mais ou assista:
Continue lendo
Clique para comentar

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual