Conecte-se Conosco

BRASIL GERAL

Justiça decreta prisão do ex-presidente do Paraguai Horacio Cartes

Por Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil Rio de Janeiro

Publicado

em

A 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro decretou a prisão preventiva do ex-presidente do Paraguai Horacio Cartes. Ele é investigado na Operação Patrón, um desdobramento da Operação Lava Jato, por corrupção, lavagem de dinheiro e participação em organização criminosa, em um esquema envolvendo o doleiro Dario Messer, preso em julho deste ano, pela 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, na Operação Câmbio, Desligo.

Policiais federais fazem hoje (19) a operação para prender o ex-presidente e outros 19 investigados, de acordo com o Ministério Público Federal. Ainda segundo a MPF, a Justiça considerou que a prisão de Cartes é necessária devido a “graves riscos para a ordem pública, pela contemporaneidade e gravidade dos crimes investigados e por ser a única forma para irromper os crimes de lavagem de dinheiro já comprovados”.

BRASIL GERAL

São Paulo deixa o Rio para trás como destino mais procurado no carnaval

Publicado

em

Desfile do Monobloco em São Paulo Foto: Marcos Credie/06-03-2019 / Agência O Globo Fonte: O Globo

Apesar do segundo lugar na pesquisa, o presidente da Riotur, Marcelo Alves, afirma estar satisfeito com os números do turismo no Rio

RIO — A cidade de São Paulo passou o Rio como destino mais procurado por turistas no carnaval. A reviravolta no reinado da folia aparece num levantamento feito pela Decolar, que considera apenas as vendas de produtos de turismo com 80 dias de antecedência, por meio da própria plataforma. Com base nesses parâmetros, este é o segundo ano consecutivo com a capital fluminense na vice-liderança. Em 2019, foi Salvador que ficou à frente da festa carioca.

A plataforma avalia que a terra da garoa e o Rio ocupam o topo do ranking porque concentram os desfiles das maiores escolas de sambas e dos principais blocos. Já Salvador, com seus tradicionais trios elétricos, caiu este ano para a terceira posição.

— As pessoas têm procurado São Paulo porque, além de vários blocos, há boas opções de gastronomia e compras. O resultado é muito positivo. Há 20 anos, não tínhamos nem 5% de ocupação hoteleira no carnaval — comemorou Bruno Omori, presidente executivo da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis São Paulo (ABIH-SP), prevendo 60% dos quartos ocupados nos dias de folia deste ano.

Com a fuzarca paulista crescendo — a expectativa este ano é de 15 milhões de foliões nas ruas, com 861 desfiles de blocos — mais gente decide não sair da cidade. A administradora Thaís Gonçalves, de 30 anos, já curtiu o carnaval no Rio, mas, em fevereiro, decidiu não viajar:

— Acho que vale mais a pena ficar em São Paulo. Há muitos blocos e gente bonita.

Apesar do segundo lugar na pesquisa, o presidente da Riotur, Marcelo Alves, afirma estar satisfeito com os números do turismo no Rio.

— A um mês da festa, temos grande parte dos hotéis com ocupação de 100%. Vamos bater o maior público do carnaval — ressalta Alves.

Continue lendo

BRASIL GERAL

Auxílio-reclusão cai para o menor número desde 2010

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: *Folhapress

Pagamento amplamente criticado pelo presidente Jair Bolsonaro, o auxílio-reclusão recuou para a menor cobertura desde 2010, quando foram distribuídos 29,5 mil benefícios. Numa das primeiras medidas do governo, o presidente endureceu as regras para ter acesso a esse benefício. Com isso, a quantidade de auxílios caiu de 45,4 mil, em 2018, para 31,7 mil no primeiro ano da gestão do novo mandatário.

Segundo dados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), a despesa mensal com auxílio-reclusão caiu de R$ 46,7 milhões para R$ 34,3 milhões entre 2018 e o ano passado. Atualmente, o valor médio do auxílio-reclusão é de R$ 1.079,74.

Desde janeiro do ano passado, passou a ser exigido um período de 24 meses de contribuições ao INSS para que os familiares do presidiário recebam o dinheiro. Antes não havia carência, bastava ter contribuído uma vez. Além disso, Bolsonaro determinou que o auxílio-reclusão seja pago apenas a dependentes de quem está em regime fechado, e não mais para o preso em regime semiaberto.

O governo diz que o sistema de seguridade social não pode ser visto como uma política de segurança pública e defende que as alterações tornaram o processo de concessão do benefício mais criterioso. Um dos argumentos é que praticamente todos benefícios do INSS exigiam carência, o que não havia para o auxílio-reclusão.

A equipe econômica defende que a mudança foi para coibir fraudes e tornar o benefício sustentável, pois, antes, com apenas uma contribuição ao INSS, o presidiário poderia deixar um auxílio a dependentes por muito tempo. Durante a reforma da Previdência, o time do ministro Paulo Guedes (Economia) propôs uma limitação ainda maior ao auxílio-reclusão.

A proposta era que somente quem ganhasse até um salário mínimo poderia deixar o benefício para os dependentes. Atualmente, esse teto é de aproximadamente R$ 1,4 mil. O Congresso derrubou essa ideia ao analisar a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) da reforma da Previdência, mas aprovou a MP (medida provisória), de janeiro do ano passado, que criou a carência para ter acesso ao benefício.

Continue lendo

BRASIL GERAL

Veja as vagas de emprego do Sine Macapá para o dia 28 de janeiro

Publicado

em

Fonte: G1 Foto: Reproducao

O Sistema Nacional de Emprego no Amapá (Sine-AP) oferece vagas de empregos para Macapá. O número de vagas está disponível de acordo com as empresas cadastradas no Sine e são para todos os níveis de escolaridade e experiência.

Os interessados podem procurar o Sine, localizado na Rua General Rondon, nº 2350, em frente à praça Floriano Peixoto. Em toda a rede Super Fácil tem guichês do Sine e neles é possível obter informações sobre vagas na capital.

Para se cadastrar e atualizar os dados, o trabalhador deverá apresentar Carteira de Trabalho, RG, CPF e comprovante de residência (atualizado).

Veja as vagas disponíveis de acordo com as solicitações das empresas:

  • atendente balconista
  • atendente de lanchonete
  • cobrador externo
  • comprador
  • mestre doceiro
  • vendedor interno
  • promotor de vendas externo
  • recepcionista atendente
  • secretária executiva
  • técnico em saúde bucal
  • auxiliar de limpeza – vaga disponível para pessoa com deficiência (pcd)

O Sine informa que as vagas oferecidas podem sofrer alterações de um dia para o outro, pois o sistema não contabiliza os atendimentos ao longo do dia realizado nas unidades Superfácil, que funcionam após o fechamento da agência central.

Continue lendo

Facebook

Propaganda

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital