Conecte-se Conosco

Sem categoria

Justiça desmonta farsa barbalista e atesta: Márcio Miranda é ficha limpa. O único, no páreo.

Publicado

em

Caso ainda houvesse alguma dúvida acerca da integridade moral e da honestidade do deputado Márcio Miranda (DEM), candidato ao governo do Pará, essa foi dissipada completamente nesta sexta-feira (5), pelo juiz Lucas do Carmo de Jesus, que  rejeitou  a denúncia formulada pelo promotor militar Armando Brasil, com base em reportagem falaciosa do jornal da família Barbalho, “Diário do Pará”, contra  Marcio Miranda de que teria se aposentado irregularmente como capitão da Polícia Militar do Pará.

A decisão judicial prolatada pelo juiz Lucas do Carmo de Jesus desmonta a farsa montada pelo jornal da família do candidato ao governo do Pará, Helder Barbalho (MDB), que, denunciado na Operação Lava Jato por delatores da Odebrecht e do grupo JBS/Friboi, tentou arrastar Marcio Miranda, apoiado pelo governador Simão Jatene, inimigo visceral dos Barbalho,  para o vendaval de denúncias de envolvimento em corrupção que enfrenta. No dia anterior, o próprio Márcia Miranda, em entrevista ao programa Mix Atualidade, do Grupo Marajoara de Comunicação, já dizia que os “Barbalho sempre viveram na lama e querem enlamear aos outros”.

“Rejeito a denúncia oferecida pelo Ministério Público Militar em desfavor do denunciado Márcio Desidério Teixeira Miranda, pela qual lhe foi imputada a prática do crime de peculato, tipificado no artigo 303, do Código Penal Militar”,

sentenciou o juiz Lucas de Jesus, após desmontar, ponto a ponto, a denúncia do promotor militar Armando Brasil.

“Determino a remessa de cópia integral dos presentes autos e do Procedimento Investigatório Criminal em apenso ao Ministério Público Estadual e ao Tribunal de Contas do Estado do Pará face o que dispõe o artigo 116, III, da Constituição Estadual para exame da legalidade dos atos de agregação e transferência ex-ofício do denunciado para a reserva remunerada e a adoção das medidas que entenderem cabíveis”, concluiu o magistrado. (com o portal Amazônia Notícias)

LEIA A ÍNTEGRA DA DECISÃO DO JUIZ DO CARMO DE JESUS

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual