Conecte-se Conosco

CIDADE

Lamentavelmente a Jovem arquiteta Lídia Basile, suicidou-se na tarde de hoje

Publicado

em

Foto: Reprodução rede social / Fonte: Amazonlive

O portal de notícias Amazon Live entrou em contato com o jornalista Antônio José e este confirmou que sua filha, Lídia Basile, arquiteta, de apenas 33 anos, foi quem se jogou do vão da escada do prédio onde morada com sua mãe.

Segundo o pai, que foi editor do jornal A Província do Pará, a filha não apresentava nenhum sinal ou sintoma de ter problemas emocionais e o fato de ter se jogado do 8° andar do edifício Manoel Pinto da Silva, surpreendeu amigos e familiares.

 

 

CIDADE

Procon reforça ao consumidor cuidados necessários na Black Friday

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Agência Pará

No próximo dia 29 de novembro será a Black Friday, a sexta-feira de descontos que mobiliza o comércio em vários países. O Serviço de Proteção e Defesa do Consumidor no Estado do Pará (Procon), vinculado à Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), vem alertando pessoas que pretendem realizar compras nesse dia, para que tomem alguns cuidados antes e depois da aquisição de produtos, para não serem vítimas de fraudes.

O autônomo Patrick Melo, 25 anos, atua como suporte técnico na área de Tecnologia de Informação (TI). Pela familiaridade com a internet, ele prefere fazer compras em sites internacionais. “Percebo que os descontos são mais atrativos, principalmente em produtos da China. Além disso, já me frustrei ao receber um anúncio em rede social e, quando fui à loja física, o produto não estava no mesmo valor. Como eu não tinha feito a captura da tela, não pude comprovar. Mas depois disso fiquei mais criterioso”, contou Patrick Melo.

Fiscalização – É esse olhar mais crítico que o Procon-PA deseja intensificar com a Operação Black Friday, que deve iniciar nos próximos dias em estabelecimentos no Pará. Segundo a coordenadora de Fiscalização do órgão, Ágatha Sodré, o planejamento é um aliado. “Recomendamos que o consumidor faça sempre uma pesquisa prévia para verificar se a promoção é mesmo um benefício. É importante comparar os valores em meses anteriores, fazer captura de tela, gravar propagandas para se respaldar”, orientou a coordenadora.

Caso o consumidor se sinta lesado, pode fazer a denúncia pelo telefone 151 ou presencialmente, no posto do Procon, localizado na Travessa Lomas Valentinas, 1.150, no bairro da Pedreira, em Belém. “Com os indícios apresentados, vamos ao estabelecimento e, caso a irregularidade se confirme, o auto de infração é lavrado, conforme o Código de Defesa do Consumidor. O lojista tem um prazo de dez dias para apresentar defesa ao Procon-PA, e após a avaliação do setor jurídico a penalidade pode ser aplicada, seja multa, interdição ou recolhimento de mercadoria”, informou Ágatha Sodré. O cliente pode ter o produto trocado por outro igual ou no mesmo valor, ou ainda o ressarcimento do dinheiro.

No ano passado as maiores queixas registradas no órgão sobre a sexta-feira de grandes descontos referem-se à propaganda enganosa (14,2%); divergência de valores (7,6%) e problemas para finalizar a compra (7,6%). Os índices vêm apresentando queda em relação a 2016, quando as denúncias de propaganda enganosa chegaram a 22%; divergência de valores, 15%, e dificuldades em concluir o pedido, 12%.

Para não ter problemas, o Procon-PA orienta que o consumidor não compre por impulso. O casal de comerciantes Antônio e Joicelem Negrão, por exemplo, mora em Abaetetuba (região do Baixo Tocantins) e vem com regularidade à capital fazer compras. Eles não pretendem consumir na Black Friday. “Não nos ligamos muito nisso, e como levamos no atacado, nem sempre dá para programar para aproveitar esses descontos”, contou Joicelem Negrão.

Clima de Natal – No centro comercial de Belém as lojas já estão no clima de descontos, com o aumento da procura por itens de decoração de Natal. A Black Friday aparece em algumas propagandas, mas o ponto alto será no fim de semana de ofertas, que deve iniciar na quinta-feira (28) e prosseguir até o domingo (1º de dezembro), quando as lojas estarão abertas excepcionalmente.

De acordo com o gerente de loja Nilton Gaia, no estabelecimento onde trabalha os preços de móveis e eletrodomésticos devem cair em até 70%. “O atrativo da Black Friday é também a quantidade de produtos. Os clientes gostam de ver as pilhas, a loja cheia. Aumentamos o estoque em toda a rede, com o volume foi possível negociar diretamente com os fabricantes e oferecer um desconto real”, disse Nilton Gaia.

Ainda assim, a contadora Vivian Oliveira está em dúvida sobre onde comprará a nova geladeira. “Estou pesquisando desde o dia 15 de outubro. Verifico os preços e comparo quando as lojas começam a divulgar as promoções. Fico com o pé atrás, pois na internet o desconto é maior, mas nem sempre o frete compensa”, acrescentou Vivian Oliveira.

De acordo com a direção do Procon, este ano ainda não houve denúncia sobre o valor do frete para a Região Norte. “O consumidor precisa estar alerta aos anúncios de redes nacionais, que às vezes indicam de forma sutil que nem todas as filiais estão dentro da promoção”, aconselhou a coordenadora Ágatha Sodré.

Recomendações do Procon

1 – Não se endivide com compras desnecessárias e fuja das feitas por impulso, apenas porque achou bonito na vitrine;

2 – É importante acompanhar diariamente o preço do produto que você quer;

3 – Guarde provas das promoções, faça capturas de tela e folhetos das lojas, e gravações de anúncios de rádio e televisão;

4 – Desconfie de preço muito abaixo da concorrência;

5 – Não clique em links e ofertas recebidas por e-mail ou redes sociais, nem coloque seus dados em sites suspeitos. Hackers estão a todo vapor neste dia, só esperando um descuido seu;

6 – Fique atento aos critérios da finalização do pedido, verifique se seu endereço está contemplado no desconto.

Por: Dayane Baía (SECOM)

Continue lendo

CIDADE

Prevenção às drogas é tema de sessão especial na Alepa

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Prefeitura Municipal de Belém
Neste quinta-feira, 7, foi realizado no auditório da Assembleia Legislativa do Estado (Alepa), o segundo dia da “Semana de Políticas de Prevenção às Drogas Pacto Belém Pela Vida”. O objetivo, além de informar a população, é dar oportunidade para que a população se manifeste e diga o que espera do poder público, fazendo valer seus direitos.

Pela manhã, uma sessão especial no Plenário da Alepa, com o tema a “Nova Política Sobre Drogas”, contou com a presença de representantes da Prefeitura de Belém, do deputado Pastor Fábio Freitas e de representantes de autoridades nacionais.

“Essa é uma sessão especial em que é exposta um pouco da nova política sobre álcool e outras drogas do governo federal. Essa política traz uma mudança de rumos muito voltada à redução de danos. Agora tem como foco a abstinência, não excluindo que se possa trabalhar no sentido de minimizar os danos e trazer bem-estar e qualidade de vida”, explicou o coordenador do Pacto Belém pela Vida, Nelcy Colares.

Conhecimento – Durante a tarde, a política de prevenção às drogas também foi abordada, mas com outro viés: em uma audiência pública, momento de diálogo e debate entre a população e autoridades. “O objetivo da audiência é, além de informar a população, dar oportunidade para que as pessoas se manifestem e digam o que esperam das políticas e assim o Estado e seus representantes possam dar encaminhamento para que essas políticas sejam melhor executadas”, ressaltou Nelcy. 

Alunos de várias escolas públicas de Belém participaram da audiência pública. Para o  gestor geral da Federação Brasileira de Comunidades Terapêuticas (Febract), Pablo Kurlander, a iniciativa é de grande importância.”É um evento muito importante para transmitir para os jovens uma noção sobre as políticas de drogas. Esse momento é importante para dividir esses conhecimentos com a população, pois com a população conhecendo as políticas é mais fácil de colocá-las em prática”, disse Pablo. Os usuários Centro de Referência Especializado em Situação de Rua (Centro Pop) fizeram uma apresentação cultural para mostrar a importância de espaços e profissionais na ajuda da recuperação de usuários de drogas.

O Centro Pop disponibiliza serviços assistenciais, como acesso a higiene e alimentação, triagem, investigação social, encaminhamento para a rede de proteção social e de saúde e emissão de documentos, além de proporcionar os serviços de vivência e oficinas para fortalecimento de vínculos.

Pesquisa – De acordo com a última pesquisa da Fundação Oswaldo Cruz, 3,5 milhões de brasileiros consumiram drogas ilícitas em período recente. Os números mostram como o trabalho de profissionais é difícil, necessário e importante para a orientação da população.

“É um trabalho árduo. A droga vem evoluindo e junto com tudo isso o tratamento também tem que evoluir. E a gente precisa dessa ajuda dos profissionais para orientarem tanto a população quanto os profissionais da área”, disse a terapeuta em dependência química da coordenadoria Pacto pela Vida, Gisele Souza.

Texto:Andrey Araújo
Prefeitura Municipal de Belém
Coordenadoria de Comunicação Social – COMUS

Continue lendo

CIDADE

Val-de-Cans é bem avaliado pelos passageiros

Publicado

em

Foto: Assessoria de Imprensa – Infraero / Fonte: A Província do Pará

O Aeroporto Internacional de Belém/Val-de-Cans (PA) foi avaliado com índices máximos pelos passageiros que utilizaram o terminal paraense no terceiro trimestre deste ano, alcançando conceitos “bom” e muito bom”. O dado é da Pesquisa de Satisfação de Passageiros e de Desempenho Aeroportuário, divulgada nesta quinta-feira (7/11), pela Secretaria Nacional de Aviação Civil do Ministério da Infraestrutura.  Clique aqui para acessar a pesquisa. 

O resultado da pesquisa mostra uma evolução da média de satisfação geral do passageiro 5,8% superior à sondagem realizada no mesmo período de 2018. Os indicadores que mais progrediram, em relação ao ano anterior, foram: qualidade do Wi-Fi (43,5%), custo-benefício do estacionamento (12,5%), conforto térmico do aeroporto (17,3%), tempo de fila check-in (10%), disponibilidade de tomadas (26,3%), limpeza geral (6,9%) e preço dos alimentos em lanchonetes e restaurantes (12,5%).  

De acordo com o levantamento, que avalia os 20 aeroportos mais movimentados do País, o Aeroporto de Belém recebeu notas superiores à meta de qualidade do Governo Federal, que é 4,0 (“bom”), em 46% dos 38 indicadores analisados. Já a média de satisfação geral ficou em 4,23.   

O aeroporto da capital paraense também apresentou 14 itens com pontuações acima da média da categoria (4,40), com destaque para o tempo de fila no check-in, que conferiu ao terminal o segundo lugar (4,90) no ranking geral.  Outros quesitos bem avaliados pelos usuários, foram: 

– tempo de fila na emigração (4,70); 

– cordialidade e prestatividade dos funcionários do check-in (4,73);

– confiabilidade da inspeção de segurança (4,62);

– tempo de fila na inspeção de segurança (4,59);

– integridade da bagagem (4,53). 

Para o superintendente de Val-de-Cans, Fábio Rodrigues, os dados mostram que as ações desenvolvidas em Val-de-Cans estão sendo percebidas e bem avaliadas pelos passageiros. “Nós melhoramos processos, o custo de alimentação e estacionamento, fizemos ajustes pontuais em infraestrutura, e passamos a oferecer também mais comodidade com wi-fi gratuito por até uma hora. A disponibilidade de internet, por exemplo, fez com que ficássemos em segundo lugar entre os aeroportos da Rede Infraero analisados na pesquisa”, pontuou.

O aeroporto

A Infraero realizou, recentemente, uma série de melhorias no Aeroporto Internacional de Belém para garantir mais conforto, fluidez e segurança aos passageiros, são elas: a revitalização das pontes de embarque, esteiras de bagagens e sistema de climatização; instalação de novas opções de alimentação na sala de embarque e novo canal de inspeção doméstico.

Desde setembro deste ano, o terminal belenense passa por obras de reforma do Canal de Inspeção Internacional e do Embarque Remoto Doméstico, que ampliarão às áreas garantindo mais agilidade e fluidez nos processos de embarque de passageiros. Estão sendo realizadas também melhorias na sinalização das vias de acesso e cobertura do terminal.  Até o final do ano, estão previstas intervenções associadas à mudança dos forros e a revitalização dos elevadores.

Com capacidade para receber até 7,7 milhões de passageiros por ano, o Aeroporto Internacional de Belém movimentou, até setembro deste ano, quase 2,63 milhões de viajantes – aumento de 1,4% no fluxo em relação ao mesmo período de 2018, que registrou 2,59 milhões.    

Operam diariamente, em Val-de-Cans, uma média de 100 voos comerciais regulares de seis companhias aéreas – Azul, Gol, Latam, MAP, Surinam e TAP. As rotas interligam Belém a diversos destinos brasileiros – Guarulhos e Campinas (SP); Recife (PE); Brasília (DF); Macapá (AP); Altamira, Marabá e Santarém (PA); Rio de Janeiro (RJ); Confins (MG); Manaus (AM); Fortaleza (CE); São Luís (MA); Cuiabá (MT). Já os voos internacionais ligam a capital paraense à Europa, aos Estados Unidos, ao Suriname e à Guiana Francesa.   

Por: Assessoria de Imprensa – Infraero 

Continue lendo

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital