Conecte-se Conosco

Esportes

Libertadores começa com premiação recorde, mas brasileiros acham pouco

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Estadão Conteúdo

Começa nesta terça-feira, com a disputa de uma das três partidas da primeira fase, a Copa Libertadores mais milionária da história, com premiação ao campeão dobrada pelo segundo ano consecutivo. O vencedor do torneio vai embolsar US$ 12 milhões (R$ 45,2 milhões, na cotação de segunda-feira). Ao todo, US$ 161,9 milhões (R$ 610,2 milhões) vão ser distribuídos aos 47 participantes. O jogo inaugural será entre Delfin, do Equador, e Nacional, do Paraguai.

Na edição passada, a Conmebol pagou US$ 98,9 milhões (R$ 372,5 milhões), sendo US$ 6 milhões (R$ 22,6 milhões) ao campeão, o River Plate. Foi o dobro do valor ganho pelo vencedor de 2017 (US$ 3 milhões ou R$ 11,3 milhões). Será também a estreia da final em partida única, marcada para 23 de novembro, em Santiago, capital do Chile.

Vale lembrar que a decisão de 2018, entre os argentinos Boca Juniors e River Plate, acabou tendo um campo neutro (o Santiago Bernabéu, em Madri) como palco do segundo duelo devido a problemas de segurança.

Apesar do upgrade financeiro, os clubes brasileiros ainda reclamam da desvalorização do principal torneio do continente. Basta comparar com o que faturou o campeão da última Copa do Brasil: o Cruzeiro ganhou R$ 50 milhões, ou seja, cerca de R$ 5 milhões a mais do que receberá, em tese, o time mais importante da América do Sul neste ano.

Se a base de comparação for a Europa, então, o dinheiro distribuído pela Conmebol parece troco perto dos euros que saem dos cofres da Uefa para os bolsos dos participantes da Liga dos Campeões.

A estimativa feita pela Uefa para a temporada 2018/19 é de destinar nada menos do que 2,04 bilhões de euros (aproximadamente R$ 8,7 bilhões) apenas para a sua competição mais nobre. Cada um dos 32 integrantes da fase de grupos da Liga dos Campeões embolsa 15,25 milhões de euros (mais de R$ 65 milhões).

Se na Libertadores cada mandante recebe US$ 1 milhão de dólares (R$ 3,769 milhões) por partida em casa, na Liga dos Campeões o prêmio por uma vitória na fase de grupos rende 2,7 milhões de euros (R$ 11,5 milhões).

Mesmo com uma distância ainda abissal entre as duas realidades, a Conmebol comemora o aumento da premiação. “O dinheiro agora chega a quem realmente faz as competições, que são os clubes. São as estrelas da competição e o que fazemos na Conmebol quando se fala de Libertadores e Sul-Americana é pensando no que é melhor para os clubes”, defende Frederico Nantes, diretor de competições de clubes da entidade.

De acordo com o dirigente, que é brasileiro, a elevação do montante desembolsado foi possível “com mudança de gestão do Presidente Alejandro Domínguez, já que os contratos eram antigos”, afirma, referindo-se especialmente aos acordos de direitos de transmissão. Questionado se a expectativa era por novas majorações nas temporadas seguintes, ele disse não ter como responder: “Não podemos garantir”.

Fato é que tem ocorrido uma evolução, ainda que lenta, nos patamares da grana envolvida na Libertadores, que tenta justamente cada vez mais se parecer com o badalado “primo europeu”. As mudanças no formato – torneio durante a temporada inteira, final única – são indício dessa “europeização” do torneio sul-americano.

Continue lendo
Clique para comentar

Esportes

PSG recusa oferta de 100 milhões de euros por Neymar

Publicado

em

PSG negou mais uma oferta do Real Madrid por Neymar Foto: EFE/EPA/Christophe Petit Tesson

Nada parece ser capaz de convencer o Paris Saint-Germain a vender Neymar, nem mesmo uma oferta de 100 milhões de euros (equivalente a 446 milhões de reais) e três estrelas do time espanhol. A nova tentativa frustrada foi divulgada pelo jornal francês L’Equipe, que afirmou que o PSG continua fazendo jogo duro para vender o brasileiro.

Segundo a publicação, o Real Madrid estaria disposto a dar, além do dinheiro, os jogadores Gareth Bale, James Rodríguez e Keylor Navas. Mas o combo, diz a publicação, não foi capaz de seduzir o Paris Saint-Germain. Ainda de acordo com o L’Equipe, o PSG já recusou ofertas de outros dois gigantes europeus, Barcelona e Juventus.

No Real, os três jogadores incluídos no pacote estariam de malas prontas da equipe. Os espanhóis quase venderam o irlandês Gareth Bale para a China, mas o jogador recusou a transferência. James Rodríguez voltou de empréstimo do Bayern de Munique e não está nos planos do técnico Zinedine Zidane. E o goleiro costarriquenho Keylor Navas deseja sair para ter mais chance de jogar, já que Thibaut Courtois é o titular absoluto do gol do Real.

Continue lendo

Esportes

Após 3 a 0 sobre o Sobradinho-DF Remo já respira o clássico

Publicado

em

Crédito: Samara Miranda/Ascom Remo / Fonte: Roma News

O Remo está classificado para as quartas de final da Copa Verde. Após ter perdido por 1 a 0 no jogo de ida, o Leão venceu por 3 a 0 no jogo de hoje, 21, no Mangueirão. Com o resultado, o Remo passa de fase e espera o vencedor do confronto entre Atlético-AC e Ypiranga-AP. Agora, os azulinos já se preparam para o “clássico do século”, contra o Paysandu, no próximo domingo, 25, pela última rodada de classificação da Série C do Campeonato Brasileiro.

A desconfiança pairava a cabeça da torcida remista. Apesar de um belo resultado contra o São José-RS pela Série C, a torcida temia por uma eliminação precoce na competição regional. E com um início de jogo lento, essa preocupação só aumentava nos corações azulinos.

Até que aos 38 do primeiro tempo Dedeco lançou Gustavo Ramos que infiltrou e chutou no canto do goleiro. A esta altura o Sobradinho já tinha perdido algumas chances de abrir o placar.

No segundo tempo, o Leão deslanchou. Hélio entrou improvisado na lateral direita e deu conta do recado. Ele invadiu a área, driblou o marcador e chutou forte. A bola desviou na zaga e enganou o goleiro. 2 a 0 Leão.

E o Emerson Carioca? O atacante amado e odiado pelos torcedores azulinos marcou o dele. A zaga rifou a bola, Gustavo Ramos dominou, foi para cima do adversário e deu um belo passe de trivela para o camisa 9 remista. Carioca finalizou com classe e deu números finais ao jogo. Remo 3 x 0 Sobradinho.

De olho no Papão, pela Terceirona, o time azulino se reaprensta na tarde desta quinta-feira, 22, na Toca do Leão.

Continue lendo

Esportes

Flamengo bate o Inter e abre vantagem pela Libertadores

Publicado

em

Foto: Diego Maranhão / AM Press & Images / Estadão Conteúdo

O Flamengo abriu boa vantagem na busca por um lugar na semifinal da Libertadores ao vencer por 2 a 0 o Internacional, nesta quarta-feira, no Maracanã. Sob os olhos de Tite, presente nas tribunas do estádio, o convocado Bruno Henrique foi o autor dos gols da vitória rubro-negra.

Os donos da casa dominaram grande parte do confronto, mas sofreram com a boa marcação do Internacional. No entanto, no segundo tempo, o Flamengo conseguiu passar pela retranca gaúcha para marcar duas vezes, com Bruno Henrique.

O jogo

A partida começou movimentada, com muita correria por parte das duas equipes. A primeira boa chance aconteceu somente aos oito minutos. Éverton Ribeiro chutou da entrada da área e obrigou Marcelo Lomba a espalmar para longe. Depois, foi a vez de Rodrigo Caio aproveitar escanteio, mas cabecear em cima do goleiro gaúcho.

O Internacional conseguiu equilibrar o confronto durante alguns minutos, só que pecava na parte ofensiva. O Flamengo continua buscando o ataque com mais intensidade e assustou novamente aos 18 minutos, em chute de Bruno Henrique que parou em Marcelo Lomba.

Durante boa parte da etapa inicial, o duelo ficou concentrado entre as intermediárias, com muitos lances físicos. O Flamengo seguia tendo o domínio da posse de bola, mas sofria com a boa marcação gaúcha. Os visitantes, quando tinham a bola, não aceleravam o jogo. Somente aos 45 minutos, os rubro-negros voltaram a ter chance de abrir o placar. Após cruzamento de Filipe Luís, Éverton Ribeiro dominou a bola na área e tocou para Gabigol. O atacante finalizou, mas foi travado por Rodrigo Moledo, que facilitou a defesa de Marcelo Lomba. Assim, o confronto ficou igual até o intervalo.

O segundo tempo iniciou com um nível de tensão maior. Tanto que a bola rolava pouco e as faltas ficaram mais frequentes. O Flamengo não conseguia exercer a mesma pressão da etapa inicial. Já o Internacional ficava com a bola no campo de ataque, mas sem qualquer objetividade.

Aos poucos, os donos da casa passaram a ter o domínio do confronto. No entanto, o Flamengo continuava tendo problemas para criar boas jogadas. Somente aos 29 minutos, os rubro-negros chegaram ao gol no Maracanã. Em contra-ataque rápido, Bruno Henrique foi lançado, mas foi travado por Victor Cuesta. A bola sobrou para Gerson, que tocou para o atacante mandar para a rede.

O gol fez o Internacional buscar o ataque, mas os gaúchos viram o Flamengo fazer o segundo aos 33 minutos. Bruno Henrique recebeu passe na área, girou sobre o marcador e chutou cruzado, sem chance para Marcelo Lomba.

Mesmo após o segundo gol, o Internacional não mudou a postura. Os gaúchos ainda tentavam os avanços, mas sofriam com os contra-ataques do Flamengo. Os cariocas tiveram a chance de ampliar a vantagem aos 40 minutos. Bruno Henrique foi lançado na área e dividiu com Marcelo Lomba. O atacante ficou com a bola e tocou para Gabigol. Só que o atacante furou a finalização para desespero dos rubro-negros.

Somente nos minutos finais, o Internacional criou uma jogada de perigo. Wellington Silva recebeu passe de Nico López, mas chutou pela linha de fundo. Os gaúchos seguiram em busca do gol e tiveram sua melhor oportunidade aos 46 minutos. Nico López roubou a bola de Pablo Marí, entrou na área, mas chutou pela linha de fundo, desta vez para desespero dos colorados. Assim, os donos casa casa mantiveram a vantagem até o apito final.

Continue lendo

Destaque