Conecte-se Conosco

POLÍTICA

Lideranças no Sul e Sudeste do Pará abandonam campanha de Helder Barbalho com medo de prisão. Muitos mudam de lado

João Salame, ex-prefeito de Marabá, líder no Sul e Sudeste do Pará, está preso em Brasília. Era coordenador da campanha de Helder Barbalho (D)

Publicado

em

No Sul e Sudeste do Pará, de acordo com publicação do blog As Falas da Pólis”, do jornalista Diógenes Brandão , muitas lideranças políticas, que apoiaram Helder Barbalho no primeiro turno,  estão mudando de lado ou, simplesmente, cruzando os braços. O motivo seria a prisão de diversas lideranças políticas aliadas à família Barbalho, nos últimos dias,  como João Salame Neto (PP), preso em Brasília pela Polícia Federal, na sexta-feira passada; o ex-prefeito de São Félix do Xingu, João Cleber (MDB), o ex-prefeito de Pau D’árco, Maurício Cavalcante (MDB), ambos lançados como candidatos à Câmara dos Deputados, mas foram derrotados nas urnas, provavelmente por falta de apoio dos Barbalho. Ao todo, houve oito prisões na região nos últimos 30 dias e a Polícia Federal continua na região, cumprindo madados de prisão etc. Outro coordenador de campanha de Helder Barbalho, o ex-prefeito de Tucuruí, Parsifal Pontes, foi condenado por irregularidades nas suas contas. Tá todo mundo de orelha em pé.
O advogado Sérgio Luiz Santana, atual Procurador Municipal de Redenção, entregou-se à Polícia Civil,  após ter seu mandado de prisão determinado pela justiça e encontrava-se foragido. A prisão foi uma das medidas da Operação Assírios, que além de João Salame, já prendeu 13 pessoas suspeitas de associação criminosa e desvio de R$ 15 milhões dos cofres públicos.
Com 24 milhões de reais bloqueados pela justiça, por fraudes em licitações, o prefeito de Redenção, Carlo Iavé (MDB) acumula um recorde de operações policiais e escândalos e leva ao candidato Helder Barbalho a perder votos e prestígio em todo o sul e sudeste do Pará.
Carlo Iavé é hoje o principal coordenador da campanha de Helder Barbalho na região, da qual Redenção é o município pólo.
Continue lendo
Clique para comentar

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual