Conecte-se Conosco

ESPORTES

Lutador Bruno Souza representará o Pará em evento de MMA nos EUA

Foto: arquivo pessoal / Fonte: Portal Cultura

Publicado

em

O lutador Bruno Souza representa o Pará na 84ª edição do Legacy Fighting Alliance, que vai ser realizada no dia 10 de julho, em Dakota do Sul, EUA. O adversário será o americano Kamuela “The Jawaiian” Kirk. O duelo deveria ocorrer em março, mas, devido a pandemia causada pelo novo coronavírus, foi adiado. O evento é considerado como importante meio para atingir patames maiores no MMA (Mixed Martial Arts) como o UFC (Ultimate Fighting Championship) e Bellator. 

Bruno Souza tem sete lutas no cartel. São seis vitórias – duas por finalização, três por decisão dos juízes e uma por desqualificação do adversário – e apenas uma derrota. Kamuela “The Jawaiian” Kirk entrou no cage em 11 ocasiões – soma oito triunfos e três derrotas. Ambos não lutam há quase ano. Apesar disso, o paraense possui boas expectativas para o combate. “meu adversário é experiente, vem do Jiu Jitsu, mas também tem um bom nível de ‘trocação’. Eu espero uma luta divertida, com muito ‘giro’, e que possamos ‘performar’ da melhor forma possível”, afirma. 

Para conquistar mais uma vitória na categoria, o “The Tiger”, como é apelidado Bruno Souza, conta com o suporte de Chinzô Machida, irmão de Lyoto Machida. O paraense faz parte da equipe California Mixed Martial, em Los Angeles, nos EUA, onde está treinando. O vínculo que possui com ambos existe desde a infância e o inspirou a seguir no ramo das artes marciais.

“Comecei a treinar karatê aos 4 anos de idade, em Belém, já na academia Machida, com o Chinzô. Com 8 anos de idade comecei a competir, e toda a minha vida foi voltada para as competições. Em paralelo, minha família sempre foi próxima à família Machida, então vi o Lyoto começar e atingir o sucesso bem de perto, e isso foi o que despertou a vontade de ir para o MMA, mas para isso o Chinzo sempre falou que eu precisaria treinar Jiu Jitsu. Fiz isso, comecei aos 12 anos de idade”, revelou. O “staff” do lutador ainda tem o coach Chad George, Mestre Coelho e Chicão – responsável por preparação física e nutrição. 

Bruno está desde o ano passado na Califórnia para buscar mais oportunidades em eventos no MMA, em que possui metas ambiciosas para o decorrer da carreira. “As minhas ambições são de lutar contra os melhores, estar entre os melhores e ser o melhor. Como você pode perceber, sempre competi, e sempre no mais alto nível possível do karatê, não é diferente no MMA, sou competidor, e só vou estar satisfeito quando eu estiver entre os melhores do mundo, como foi no karatê”, disse. 

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital