Conecte-se Conosco

Sem categoria

Márcio Miranda promete mamógrafo e raio-X para todos os hospitais públicos do Pará no seu governo

Publicado

em

Embalado pelos resultados das pesquisas o que colocam no segundo turno das eleições par o governo do Pará, o candidato da coligação “Em Defesa do Pará”, deputado estadual e capitão-médico da reserva da Polícia Militar do Pará, Márcio Miranda, disse, nesta quarta-feira (19), numa entrevista ao Programa Sem Censura, comandado pela simpática jornalista Renata Ferreira, na TV Cultura do Pará, que, se for eleito, vai  mandar instalar aparelhos de raio-X e mamógrafos em todos os 145 municípios do Estado, como forma de ajudar os profissionais de Saúde a diagnosticar precocemente diversas doenças que exigem um exame mais preciso com esses equipamentos, o que, em consequência, poupará muitas vidas, especialmente de mulheres acometida de câncer tanto no útero quanto nas mamas.

Roda Mulher

Márcio Miranda, que está em segundo lugar na intenção de votos para o governo do Pará, e com tendência, revelada pelos números, de subir ainda mais,  discorreu sobre o program “Roda Mulher”, contemplado em seu Plano de Governo para o Estado, e que é muito interessante e necessário. Disse que fez milhares de consultas e cirurgias em mulheres carentes ou não, e p, necessita-se de um percebeu que “a mulher é o centro da família. Quando se suspeita de um câncer de colo, necessita-se de equipamentos capazes de favorecer o diagnóstico preciso, para não se perder tempo e salvar aquela vida em perigo. Por isso, vou colocar um mamógrafo em cada cidade, para que os pacientes não tenham que ficar se deslocando para centros mais adiantados onde possam fazer os exames, e isso demanda tempo e recursos pessoais para as despesas”, assinalou Márcio Miranda.

Atenção básica

O candidato também declarou que a atenção básica de saúde será um dos focos mais importante num eventual governo seu. Já percorreu todo os hospitais e sabe quais são suas carências. Disse que fará concursos para preenchimento de vagas para médicos e enfermeiros e técnicos em enfermagem. “Nós avançamos muito na alta e média complexidade com os hospitais regionais, tanto que dois estão entre os dez melhores hospitais públicos do Brasil, Mas a atenção básica é uma responsabilidade dos municípios. Vou chamar os prefeitos e eles terão que ter compromisso com a atenção básica  para não sobrecarregar os municípios vizinho e a própria capital. Terão que ter esse compromisso. Onde não existir raio- e tomografo eu vou colocar. Pelo que sei, só 30% dos municípios tem esses aparelhos que custam só R$ 150 mil”.

Hospitais Regionais

Indagado se os hospitais reginais vão permanecer com as Organizações Sociais (ASs) que os administram atualmente e estariam recebendo muito dinheiro do Estado, Marcio Miranda disse que não recebeu nenhuma denúncia neste sentido. Muito pelo contrário: são elogiados ( os administradores) por sua eficiência. Mas vou verificar se os repasses são justos ou estão acima do rcional. Sou médico e conheço esses problemas. Se tudo estiver certo, não tem problema. Caso contra´rio, vamos ajustar. Também não vou aceitar uma onda de denuncismo, sem verificar se procede ou não. Não posso abrir mão, assim de médico especializados que vieram de todas as regiões do Brasil e aqui se estabeleceram, para atender os paraense. Não vieram só por salários, não. Vieram para ajudar nossa gente”.

Com duração prevista de  hora e meia, o programa foi dividido em três blocos onde os candidatos vão responder questionamentos acerca de 12 temas como saúde, educação, segurança, direitos humanos e ciência e tecnologia. Renata Ferreira fazia acompanhar nos debates  pelos jornalistas Antônio Carlos Pimentel e Ivana Oliveira.

Cosanpa não será vendida

Márcio Miranda também disse que não pretende privatizar a Companhia de Saneamento do Pará, ao contrário do que tem anunciado outras autoridades. Belém é uma das cidades brasileiras com pior saneamento básico, só perdendo para Ananindeua, na Região Metropolitana. Marcio Miranda reconhece o problema e disse que vai enfrentá-lo de frente, ma não promete resolvê-lo em apenas quatro anos. “Nos últimos 50 anos, nada foi feito neste setor. A cidade cresceu desordenadamente. Precisamos de uma política de governo de long duração, para poder recuperar o tempo perdido”, assinalou. Disse que espera contar com empréstimos federais, aproximadamente R$ 2 bilhões, e com recurso da PPP (Parceria Público Priovada), e com investimentos externos, para poder enfrentar todos os problemas deste setor. Praticamente, o mesmo é o que pensa para a questão do meio ambiente e do desmatamento.

Helder Barbalho não comparece

Participam do programa os candidatos Márcio Miranda (DEM), Cléber Rabelo (PSTU) e Fernando Carneiro (PSOL).  Helder Barbalho (MDB) e Paulo Rocha (PT) também foram convidados, enviaram representantes no dia do sorteio que assinaram o termo de participação no programa, porém, as assessorias dos candidatos informaram que eles não poderão comparecer por incompatibilidade de agenda. Pela ordem do sorteio, Helder seria o entrevistado desta terça-feira (18/09) e Paulo Rocha na próxima sexta-feira (21/09). Durante as entrevistas, os candidatos também responderão a perguntas pré-gravadas com integrantes da sociedade civil. Os temas foram definidos pelas equipes do Jornalismo Cultura.

Além da TV, o programa foi  transmitido ao vivo pela Rádio Cultura FM e pelo canal do Portal Cultura no Youtube (https://www.youtube.com/canalportalcultura). Você pode assistir a entrevista neste endereço.

Confira a ordem das entrevistas definidas em sorteio:

Dia 17 (segunda-feira): Cléber Rabelo (PSTU)

Dia 18 (Terça-feira): Helder Barbalho (MDB) – Não compareceu

Dia 19 (Quarta-feira): Márcio Miranda (DEM)

Dia 20 (Quinta-feira): Fernando Carneiro (PSOL)

Dia 21 (Sexta-feira): Paulo Rocha (PT) – Não comparecerá

 

 

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual