Conecte-se Conosco

Sem categoria

Mário Couto não é mais candidato, mas segue apoiando Márcio Miranda para o governo do Pará

Foto: Reprodução

Publicado

em

O ex-senador Mário Couto (PP) já admitiu que está fora da disputa por uma das vagas ao Senado, mas que vai continuar na luta para eleger Márcio Miranda(DEM) governador do Pará, e Flexa Ribeiro (PSDB) e Jarbas Vasconcelos (PV). Mais que isso: quer impedir que Helder Barbalho, candidato do MDB ao governo do Pará, seja eleito; assim como o senador Jader Barbalho se reeleja ao Senado, por considerá-los do “mal”.

Num post em seu perfil no Facebook, Mário Couto disse que vai continua na luta contra a corrupção, mesmo tendo a sua candidatura prejudicada por uma fraude que teria sido cometida pela cúpula do MDB, na calada da noite, 24 horas depois da convenção conjunta do seu partido com o MDB, para lançar a chapa de candidatos ao Senado. Mário Couto escreveu: “Sempre lutei contra a corrupção neste País, com garra e verdade. E agora, por uma ironia do destino, estou impedido de participar das eleições, enquanto aqueles que respondem a processos e se locupletam com o dinheiro público,  estão livres para concorrer. Mas estão enganados, se pensam que me derrotaram. Vou seguir trabalhando de cabeça erguida, ao lado daqueles que, de fato, querem o bem do Pará”.

No áudio que gravou, Mário Couto foi mais incisivo. Disse que nunca respondeu a um processo, em toda a sua vida pública, por corrupção, mas está impedido de concorrer, enquanto aqueles que respondem a muto processos, inclusive são investigado pela \Lava Jato, estão livres para disputar a eleição. “Pai e filho – disse  referindo-se ao senador Jader Barbalho, que concorre à reeleição, e ao seu filho, Helder, Barbalho, que é candidato ao governo do Pará – estão na Lava Jato e não é só num processo,não. São Muitos.”

Mário Couto comparou o seu impedimento de disputar a eleição à facada que o presidenciável Jair Bolsonaro levou em Juiz de Fora (MG), dia 7 passado. “Levei um facada fatal, Pior que a do Bolsonaro, mas vou continua a campanha de porta em porta, para que essas pessoas do mal não assumam o governo do Pará e para que o nosso Estado tenha senadores dignos, sérios e honesto.

Reafirmou que sempre combateu a corrupção no Brasil, que fez história no Senado por combater a corrupção e pediu que seus eleitores. “vocês que colocavam em primeiro lugar nas pesquisas”, que queria “ver um paraense corajoso, combatendo a corrupção, não vai poder ver”. E aduziu: “Mas meu amigo, não vamos sair da campanha. Vamos bater de porta em porta, para que essas pessoas não possam assumir o governo”. E finalizou dizendo: “Chega de raposa velhaca. Chega. Basta! Vamos com Márcio Miranda agora.Ajudem-me nessa caminhada. Você que ia votar em mim, vote em Márcio Miranda. Vote em Flexa Ribeiro e Jarbas Vasconcelos (estes, candidatos ao Senado). Esta é a chapa do bem. Tenho certeza que você vem comigo. Meus queridos amigos  lutei muito, mas Deus não quis. Jesus Cristo não quis. Eu tenho que aceitar a ordem do meu pai e do filho do meu pai

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual