Conecte-se Conosco

EDUCAÇÃO

MEC capacita professores e gestores sobre nova base curricular

Publicado

em

Arquivo/ Agência Brasil

Trezentos professores e gestores de 14 estados, como Amapá, Bahia e Paraná, participaram nesta quinta-feira, em Brasília, do Encontro Formativo do Programa de Apoio à Implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). O objetivo do encontro, de acordo com o Ministério da Educação (MEC), é que os profissionais aprendam ferramentas que possam contribuir para a implementação da base curricular no país a partir de 2020.

Segundo o MEC, a ideia é que eles formem equipes regionais, municipais e nas escolas que ofereçam informações sobre os novos currículos e também ajudem na reelaboração de projetos político-pedagógicos das escolas. A BNCC deve nortear os currículos das redes de ensino público e privada de estados e municípios em todo o Brasil.

Para o secretário de Educação Básica, Janio Macedo, os professores são peças-chave para garantir a efetividade da BNCC. “Eles vão ser responsáveis por colaborar para a formação dos professores para aqueles estados e pela formação do seu projeto, que vai nortear toda a educação nos próximos anos”, disse.

A previsão do ministério é que, na próxima semana, cerca de 300 professores e gestores de 13 estados participem do treinamento – dessa vez, em São Paulo.

Continue lendo
Clique para comentar

EDUCAÇÃO

Seduc promove aulas para o Enem em Belém, Bragança e Benevides

Publicado

em

Foto: Reprodução /Fonte: Agência Pará

A Seduc realiza neste sábado (14) a segunda rodada de aulas do Dplay Pará. Desta vez, os pré-vestibulandos que vão fazer prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e vestibular poderão aprender sobre os principais conceitos que mais caem nas provas, na área de Linguagens. As aulas ocorrem simultaneamente em Belém, Benevides e Bragança.

Idealizado pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc), por meio da Secretaria Adjunta de Ensino, o Dpaly consiste na realização de várias etapas de aulas específicas em preparação para o vestibular 2019, desde o ciclo de aulas até a organização do circuito pedagógico.

Dividido pelas áreas de conhecimento: Natureza, Linguagem e Matemática, o projeto prevê a realização de 15 aulões, começando por Belém e seguindo para as cidades de Bragança, Marabá, Parauapebas, Santarém, Benevides, Moju, Altamira, Breves, Salvaterra e Itaituba.

A primeira etapa ocorreu em Ananindeua, no dia 31 de agosto, com a participação de aproximadamente 300 alunos. Nesta etapa, os participantes aperfeiçoaram os conhecimentos na área de Ciências da Natureza (Biologia, Física e Química).

O projeto proporciona uma manhã de aprendizagem atrativa com linguagem acessível e com a melhor equipe de professores da rede pública do estado. “É uma oportunidade para que os futuros universitários reforcem a sua preparação com uma equipe de excelência”, diz a secretária adjunta de ensino da Seduc, Ana Paula Renato.

O Dplay Pará é direcionado a todos os estudantes do estado, mas dá prioridade para os alunos da rede estadual. Os interessados devem se inscrever no Portal Dplay Pará http://www.seduc.pa.gov.br/site/dplaypara. A participação é gratuita.

Serviço:

Dplay Pará

Data: 14 de setembro

Horário: das 8h às 12h

Locais: Unama BR (BR 316, km 03 – Ananindeua); Benevides (Centro Mariápolis Glória. Av. Augusto Meira Filho, nº 1.000. Centro); Bragança (Instituto Santa Terezinha, Praça da Bandeira, s/n. Centro).

Continue lendo

EDUCAÇÃO

Participantes do Enem poderão usar identidade vencida

Publicado

em

Foto: Reprodução /Fonte: Agência Brasil

Participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) poderão usar documentos vencidos para identificação nos dias do exame. Essa é uma novidade na aplicação deste ano.

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), esses documentos, no entanto, devem ser originais e conter foto. Cópias simples, autenticadas em cartório ou documentos sem foto não serão aceitos pelos aplicadores.

Todos os candidatos inscritos no Enem deverão apresentar um documento de identificação para fazer as provas. O MEC alerta que quem apresentar a via original do documento oficial de identificação que esteja danificada, ilegível, com foto infantil ou que inviabilize a sua completa identificação, ou de sua assinatura, poderá realizar o Enem, desde que se submeta à coleta de dado biométrico, de informações pessoais e da assinatura em formulário oferecido pelo aplicador.

Participantes que perderem ou tiverem o documento roubado ou furtado deverão apresentar boletim de ocorrência, expedido por órgão policial há, no máximo, noventa dias do primeiro domingo do exame. Os candidatos também terão que se submeter à coleta de dados e assinatura de formulário para fazer o exame.

Somente serão aceitos documentos físicos. Documento digital em aparelho de celular não poderá ser usado como identificação. Um dos motivos, de acordo com a pasta, é que o documento precisará ficar visível na mesa do candidato durante o exame. Por questão de segurança, o celular será desligado, guardado e lacrado dentro da sala de prova.

O Enem 2019 será realizado nos dias 3 e 10 de novembro, em 1.727 municípios brasileiros. Mais de 5 milhões de pessoas farão o exame, em 14 mil locais de aplicação de provas.

Quem já concluiu o ensino médio ou vai concluir este ano pode usar as notas do Enem para se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferece vagas em instituições públicas de ensino superior. Os estudantes podem ainda concorrer a bolsas de estudo pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e ser beneficiados pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Veja a lista completa dos documentos aceitos no Enem 2019:

Cédulas de identidade (RG) emitidas por Secretarias de Segurança Pública, Forças Armadas, Polícia Militar e Polícia Federal;

Identidade expedida pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública para estrangeiros, incluindo refugiados;

Carteira de Registro Nacional Migratório;

Documento provisório de Registro Nacional Migratório;

Identificação fornecida por ordens ou conselhos de classes que por lei tenha validade como documento de identidade;

Carteira de Trabalho e Previdência Social emitida após 27 de janeiro de 1997;

Certificado de Dispensa de Incorporação;

Certificado de Reservista;

Passaporte;

Carteira Nacional de Habilitação com fotografia;

Identidade funcional de acordo com o Decreto 5.703/2006.

Continue lendo

EDUCAÇÃO

Quem está fora do ensino superior tem até hoje para concorrer ao Fies

Publicado

em

Foto: Reprodução /Fonte: Agência Brasil

Termina nesta quarta-feira (11) o prazo para que estudantes que ainda não estão matriculados no ensino superior concorram a uma das vagas que não foram preenchidas no processo seletivo regular do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas no site do programa.

Para se inescrever, é preciso ter participado do Exame Nacinal do Ensino Médio (Enem), em qualquer edição a partir de 2010. É preciso ter obtido nota igual ou superior a 450 pontos no exame e não ter tirado zero na redação. Além disso, os candidatos precisam ter renda mensal bruta familiar de até três salários mínimos.

As vagas serão ocupadas conforme a ordem de conclusão das inscrições, que garantem ao candidato apenas a expectativa de direito à vaga remanescente para a qual se inscreveu. O candidato só terá a certeza de que conseguiu a vaga depois que validar as informações na instituição de ensino em até dois dias úteis após a inscrição.

Aqueles que não quitaram o financiamento anterior pelo Fies ou pelo Programa de Crédito Educativo não podem se inscrever, assim como os que têm atualmente financiamento do Fies.

Os candidatos já matriculados em instituições de ensino têm prazo maior para se inscrever, até 29 de novembro.

Continue lendo

Destaque