Conecte-se Conosco

Esportes

Mengão goleia o Fluzão e pressiona Palmeiras pela liderança do Brasileiro

Publicado

em

O jogo começou movimentado, mas o Flamengo foi se impondo até chegar à goleada de 3x0 sobre o Tricolor

O Flamengo mostrou que segue na briga pelo título do Campeonato Brasileiro ao vencer por 3 a 0 o Fluminense, neste sábado (13), no Maracanã. Com o resultado, os rubro-negros chegaram a 55 pontos e foi dormir na vice-liderança da Série A. Já os tricolores, com 37, seguem no meio da classificação.

Os flamenguistas foram superiores, principalmente no primeiro tempo e saiu para o intervalo com boa vantagem após os gols de Uribe e Léo Duarte. Na etapa final, os rubro-negros decretaram a vitória com mais um gol de Uribe.

Na próxima rodada, o Flamengo terá pela frente o lanterna Paraná, em Curitiba, no próximo domingo. No mesmo dia, o Fluminense recebe o Atlético-MG, no Maracanã.

Flamengo começou buscando a posse de bola e Flu reagiu nos contraataques

O jogo movimentado

O clássico começou movimentado com o Flamengo buscando ter a posse de bola. No entanto, no contra-ataque, o Fluminense que teve a primeira boa chance aos cinco minutos. Luciano arriscou da entrada da área e obrigou César a fazer boa defesa em dois tempos. A resposta rubro-negra veio no minuto seguinte. Lucas Paquetá aproveitou cruzamento e cabeceou em cima de Julio Cesar.

O Flamengo melhorou na partida e criou nova chance aos nove minutos. Willian Arão recebeu a bola na área, mas chutou sobre o travessão. No minuto seguinte, os rubro-negros abriram o placar no Maracanã. Vitinho cruzou pela esquerda e Uribe, de cabeça, colocou na rede.

Mesmo depois do gol, os flamenguistas seguiram melhores em campo. Tanto que aos 18 minutos, Vitinho fez boa jogada pela esquerda e achou Willian Arão na entrada da área. O volante chutou colocado, mas a bola bateu na zaga e foi pela linha de fundo.

Com o passar do tempo, o Fluminense conseguiu equilibrar a partida. No entanto, os tricolores continuavam tendo dificuldade em criar lances de perigo. Nos minutos finais, o Flamengo voltou a buscar o ataque com mais intensidade e chegou ao segundo gol aos 46 minutos. Após falta cobrada na área, Léo Duarte cabeceou sem chance para Julio Cesar e deixar os rubro-negros com boa vantagem no intervalo.

Os rubro-negros foram superiores e mereceram a espetacular vitória em pleno Maranã

Flu pressiona, mas eva o terceiro

No segundo tempo, o Fluminense esboçou uma pressão, mas viu o Flamengo chegar ao terceiro gol aos quatro minutos. Lucas Paquetá chutou, a bola foi desviada e chegou em Uribe. O colombiano dividiu com o goleiro Julio Cesar e mandou para a rede.

A partir daí, os tricolores passaram a pressionar em busca do gol, massa conseguiu levar perigo aos 26 minutos. Após cruzamento de Jadson, Ayrton Lucas cabeceou para grande defesa de César.

Na parte final, o panorama do clássico não mudou. O Flamengo passou a administrar, mas ainda teve a chance de ampliar com Berrío. O Fluminense pouco incomodou César e apenas esperou o apito final no Maracanã.

No segundo tempo, o Fluminense procurou equilibrar e acabou levando o terceiro gol

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 3 X 0 FLUMINENSE

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 13 de outubro de 2018 (Sábado)
Horário: 17h (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP) e Bruno Raphael Pires (Fifa-GO)
Renda: R$ 1.140.402,00
Público: 48.894 pagantes
Cartões amarelos: Willian Arão e Pará (Flamengo); Mateus Norton, Richard e Gum (Flamengo)
GOLS
FLAMENGO: Uribe, aos 10min do primeiro tempo e 4min do segundo tempo; Léo Duarte, aos 46min do primeiro tempo

FLAMENGO: César, Pará, Leo Duarte, Rever (Rhodolfo) e Renê; Gustavo Cuellar, Willian Arão, Éverton Ribeiro (Berrío), Lucas Paquetá e Vitinho; Fernando Uribe (Romulo)
Técnico: Dorival Júnior

FLUMINENSE: Júlio César, Ibañez (Dodi), Gum e Digão; Mateus Norton (Daniel), Richard, Jadson e Ayrton Lucas; Marcos Júnior (Matheus Alessandro), Everaldo e Luciano
Técnico: Marcelo Oliveira

Continue lendo
Clique para comentar

Esportes

Brasil conquista ouro e recorde mundial no revezamento 4x200m livre

Publicado

em

Foto: Reprodução

Com direito a quebra de recorde mundial, o Brasil conquistou o ouro no revezamento 4×200 metros livres no Mundial da China de piscina curta, nesta sexta-feira, em Hangzhou.

A equipe formada por Luiz Altamir, Fernando Scheffer, Leonardo Santos e Breno Correia superou os favoritos Estados Unidos, China e Rússia para terminar a prova em 6 minutos 46 segundos e 81 centésimos, pulverizando o antigo recorde (6m49s04).

Rússia (6m46s84) e China (6m47s53) completaram o pódio respectivamente na segunda e terceira colocações.

Já na prova dos 50 metros livres, Cesar Cielo terminou na sétima colocação com tempo de 21s20.

– Resultados do Mundial de piscina curta de Hangzhou:

MASCULINO

. 4×50 m

1. Estados Unidos 1:21.80 (recorde mundial)

(Caeleb Dressel, Ryan Held, Jack Conger, Michael Chadwick)

2. Rússia 1:22.22

3. Itália 1:22.90

. 100 m 4 medley

1. Kliment Kolesnikov (RUS) 50.63

2. Marco Orsi (ITA) 51.03

3. Hiromasa Fujimori (JPN) 51.53

. 50 m

1. Vladimir Morozov (RUS) 20.33

2. Caeleb Dressel (EUA) 20.54

3. Bradley Tandy (RSA) 20.94

. 50 m costas

1. Evgeny Rylov (RUS) 22.58

2. Ryan Murphy (EUA) 22.63

3. Shane Ryan (IRL) 22.76

. 4×200 m

1. Brasil 6:46.81 (recorde mundial)

2. Rússia 6:46.84

3. China 6:47.53

FEMININO

. 50 m borboleta

1. Ranomi Kromowidjojo (HOL) 24.47

2. Holly Barratt (AUS) 24.80

3. Kelsi Dahlia (EUA) 24.97

. 100 m 4 medley

1. Katinka Hosszu (HUN) 57.26

2. Runa Imai (JPN) 57.85

3. Alia Atkinson (JAM) 58.11

. 400 m

1. Ariarne Titmus (AUS) 3:53.92 (recorde mundial)

2. Wang Jianjiahe (CHN) 3:54.56

3. Li Bingjie (CHN) 3:57.99

Fonte: AFP

Continue lendo

Esportes

Fiscalização do Coaf mira agentes de jogadores de futebol e lavagem de dinheiro

Publicado

em

Foto: Reprodução

Empresários de jogadores de futebol estão na mira do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), órgão do Ministério da Fazenda que atua no combate à lavagem de dinheiro e ocultação de bens. Agentes são obrigados a registrar todas as transações de intermediação, comercialização e negociação dos direitos de transferência de atletas e passaram a ser alvo de análise dos técnicos e conselheiros do Coaf.

A resolução que regulamenta os deveres dos setores esportivo e artístico entrou em vigor em agosto deste ano. Desde então, chamaram atenção do Coaf 33 operações: uma foi considerada suspeita e 32 realizadas em espécie (pagamento ou recebimento em dinheiro de valores superiores a R$ 30 mil).

A atuação dos empresários ligados ao futebol passou a ter destaque no Coaf por conta dos altos valores envolvidos. Este ano, por exemplo, a negociação de 1.466 jogadores (compra, venda e empréstimo) movimentou R$ 1,5 bilhão, de acordo com a CBF. Somente para intermediários, os clubes pagaram quase R$ 80 milhões em comissão.

“O esporte movimenta muitos recursos no mundo inteiro e, em qualquer atividade que tem fluxo financeiro, existem pessoas que tentam usar o sistema para fazer o mal. No Brasil, não é diferente. Isso é uma premissa internacional e o Brasil tem de seguir esse regramento”, disse ao Estado o presidente do Coaf, Antonio Carlos Ferreira de Sousa.

Empresários que tenham participado de transações financeiras com “aspectos que não são convencionais” serão autuados para prestar esclarecimentos. “Não estamos falando, necessariamente, de um crime, mas de situações atípicas como, por exemplo, um agente que faz todas as suas transações em um paraíso fiscal. Isso merece mais atenção”, explicou Sousa.

O presidente da Associação Brasileira de Agentes de Futebol, Jorge Moraes, reclama das exigências do Coaf. Além de registrar todas as transações financeiras, os empresários têm de manter no sistema do Coaf um cadastro de seus clientes com descrição da operação, valores, datas, forma e meio de pagamento. “Já fazemos toda a comunicação à CBF e declaramos Imposto de Renda nas pessoas física e jurídica. Então, acho desnecessária uma burocracia a mais do Coaf”, afirmou.

Fonte: Estadão Conteúdo

Continue lendo

Esportes

CBF sorteia Copa do Brasil e Corinthians estreia contra o campeão da Série D

Publicado

em

Foto: Reprodução

A CBF realizou nesta quinta-feira o sorteio dos confrontos da primeira fase da Copa do Brasil. Em cerimônia realizada em sua sede, no Rio de Janeiro, a entidade definiu os 40 duelos que abrem a competição, com destaque para o Corinthians, que vai encarar o Ferroviário, do Ceará.

Tricampeão do torneio, o time paulista foi vice neste ano ao cair para o Cruzeiro na decisão. E no primeiro desafio de 2019, não deverá ter facilidade. Afinal, terá que ir até Fortaleza para encarar o Ferroviário, embalado pelo título da Série D do Campeonato Brasileiro deste ano.

Outro gigante paulista que viajará para longe para disputar a primeira fase da Copa do Brasil será o Santos. Campeão do torneio em 2010, o time alvinegro terá pela frente o Altos, no Piauí.

Os grandes clubes cariocas também terão todos adversários nordestinos. Campeão em 2011, o Vasco vai encarar o Juazeirense, na Bahia. O Fluminense, vencedor em 2007, terá pela frente o River, do Piauí, enquanto que o Botafogo encara o Campinense, na Paraíba.

Além dos cinco já citados, os outros cinco clubes com melhor colocação no ranking da CBF, colocados no primeiro grupo do sorteio, Sport, Vitória, Bahia, Ponte Preta e Chapecoense vão encarar, respectivamente, Tombense-MG, Moto-Club-MA, Rio Branco-AC, Aparecidense-GO e São José-RS, respectivamente.

Para o sorteio, a CBF optou por dividir as 80 equipes em oito grupos com 10 times em cada um. Os 10 clubes mais bem ranqueados fizeram parte do Grupo A, os 10 seguintes integrarão o Grupo B e assim sucessivamente até se formar o Grupo H, para evitar que equipes de força parecida se enfrentem logo neste primeiro estágio.

O sorteio definiu também o chaveamento até a terceira fase da competição, na qual restarão 20 clubes. Destes, sobrarão 10 para o quarto estágio, quando haverá um novo sorteio. Vale lembrar que 11 equipes entrarão somente nas oitavas de final do torneio.

Atual bicampeão do torneio, o Cruzeiro entra apenas nas oitavas de final, assim como todos os participantes do País na Copa Libertadores – Palmeiras, Flamengo, Internacional, Grêmio, São Paulo, Atlético-MG e Atlético-PR -, o Sampaio Corrêa, campeão da Copa do Nordeste, o Paysandu, campeão da Copa Verde, e o Fortaleza, vencedor da Série B.

Vale lembrar que, desde o ano passado, a Copa do Brasil ganhou um atrativo extra aos clubes participantes, graças a um aumento significativo da premiação. O campeão do torneio arrecada R$ 50 milhões, enquanto que o segundo colocado recebe R$ 30 milhões.

Confira os confrontos da primeira fase da Copa do Brasil:

Ferroviário-CE x Corinthians-SP

Avenida-RS x Guarani-SP

Central-PE x Ceará-CE

Foz do Iguaçu-PR x Boa-MG

Aparecidense-GO x Ponte Preta-SP

Bragantino-PA x ASA-AL

URT-MG x Coritiba-PR

Manaus-AM x Vila Nova-GO

Campinense-PB x Botafogo-RJ

Ypiranga-AP x Cuiabá-MT

São Raimundo-RR x América-MG

Palmas-TO x Juventude-RS

Moto Club-MA x Vitória-BA

Galvez-AC x ABC-RN

Sinop-MT x Santa Cruz-PE

Imperatriz-MA x Náutico-PE

River-PI x Fluminense-RJ

Votuporanguense-SP x Ypiranga-RS

Boavista-RJ x Figueirense-SC

Corumbaense-MT x Luverdense-MT

Rio Branco-AC x Bahia-BA

Santa Cruz-RN x Tupi-MG

Sergipe-SE x Goiás-GO

Brasiliense-DF x CRB-AL

Altos-PI x Santos-SP

Sobradinho-DF x América-RN

Brusque-SC x Atlético-GO

Atlético-CE x Joinville-SC

São José-RS x Chapecoense-SC

Mixto-MT x CSA-AL

São Raimundo-PA x Criciúma-SC

Fast Clube-AM x Oeste-SP

Tombense-MG x Sport-PE

Operário-MS x Botafogo-PB

Itabaiana-SE x Paraná-PR

Americano-RJ x Londrina-PR

Juazeirense-BA x Vasco-RJ

Serra-ES x Remo-PA

Real Desportivo-RO x Avaí-SC

Tubarão-SC x Brasil-RS

Fonte: Estadão Conteúdo

Continue lendo

Destaques