Conecte-se Conosco

MUNDO

Mergulhadores procuram corpos de vítimas de erupção na Nova Zelândia

Agência France-Presse

Publicado

em

Os mergulhadores trabalham em condições difíceis e perigosas porque existe o risco de uma nova erupção e a visibilidade é reduzida

Equipes de mergulhadores procuravam neste sábado (14/12) os corpos de pelo menos duas vítimas da erupção do vulcão da Ilha Branca, que entrou em atividade na segunda-feira (9/12) e matou pelo menos 16 pessoas.
A busca se concentra na área em que um corpo foi observado um dia depois da erupção.
Os mergulhadores trabalham em condições difíceis e perigosas porque existe o risco de uma nova erupção e a visibilidade é reduzida. “De entre zero e dois metros”, afirmou o vice-comandante da polícia, John Tims.
Das 47 pessoas que se calcula que estavam na ilha no momento da erupção, ao menos 16 morreram, 28 estão hospitalizadas na Nova Zelândia e Austrália – 21 delas em estado crítico, incluindo queimaduras em grande parte dos corpos.
A maioria das vítimas eram turistas procedentes da Austrália, Estados Unidos, Grã-Bretanha, China, Alemanha, Malásia e Nova Zelândia.
Seis corpos foram recuperados na sexta-feira em uma operação arriscada realizada por unidades de elite do exército da Nova Zelândia.

Os cientistas consideram que há entre 35% e 50% de possibilidades de uma nova erupção na ilha.
A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, anunciou que um minuto de silêncio será respeitado na segunda-feira, no mesmo horário da erupção do vulcão da Ilha Branca.
“Expressaremos nossa tristeza pelos falecidos e nosso apoio a suas famílias e amigos”, declarou a chefe de Governo.

Continue lendo
Clique para comentar

MUNDO

Cerca de 90 membros do PCC fogem por túnel em prisão no Paraguai

Presidiários fugiram de ala destinada a presos da facção, em centro de detenção em Pedro Juan Caballero

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Com informações Folha de S. Paulo e Metrópoles

Integrantes da facção criminosa PCC fugiram do Presídio de Pedro Juan Caballero, na fronteira entre o Paraguai e o Brasil, próximo ao município sul-matogrossense de Ponta Porã, distante 323 km de Campo Grande.

Durante a madrugada deste domingo (19/01/2020), cerca de 90 detentos fugiram da unidade, segundo o jornal paraguaio ABC Color, por um túnel. Eles conseguiram, praticamente, esvaziar o pavilhão B, destinado aos presos da facção criminosa.

Conforme o jornal, o número ainda não está confirmado e apenas um dos presos teve a fuga frustrada. A distância entre o túnel e a guarita mais próxima é de apenas 25 metros, “onde deveria estar ao menos um guarda de cela”, destaca a publicação.

Continue lendo

MUNDO

China tem novos casos de pneumonia misteriosa; total é de 45 pacientes

Publicado

em

(foto: AFP)

Até o momento, todos os casos na China foram registrados em Wuhan, uma cidade de 11 milhões de habitantes

A misteriosa pneumonia viral que surgiu no centro da China já infectou 45 pessoas, informaram funcionários chineses da área de saúde nesta sexta-feira, após a confirmação do segundo óbito no país.

No total, já foram identificados 45 pacientes, com mais quatro casos em relação ao boletim anterior, revelou a Comissão Municipal de higiene e saúde pública. Segundo os funcionários, 15 já receberam alta e cinco estão em estado grave.

Trata-se de um novo tipo de coronavírus, uma família com um grande número de vírus. Até o momento, todos os casos na China foram registrados em Wuhan, uma cidade de 11 milhões de habitantes.

Outros casos desta misteriosa pneumonia foram detectados no exterior: dois na Tailândia e um no Japão. As autoridades desses dois países alegam que os pacientes foram a Wuhan antes de sua hospitalização.Continua depois da publicidade

A investigação das autoridades constatou que vários pacientes trabalhavam em um mercado da cidade especializado no atacado de frutos do mar e peixes. O município tomou várias medidas, ordenando, em particular, o fechamento do mercado em questão, onde foram realizadas operações de desinfecção e análises.

O segundo óbito – um homem de 69 anos – ocorreu na quarta-feira (15/1), segundo a Comissão Municipal de Higiene e Saúde. Um chinês de 61 anos já havia morrido na semana passada.

A maioria dos pacientes é do sexo masculino e com idade mais avançada.

As autoridades de saúde locais tentam tranquilizar a opinião pública garantindo que “o risco de transmissão entre humanos, se não foi excluído, é considerado baixo”, mas a epidemia alimenta o medo do ressurgimento do vírus altamente contagioso SARS (Síndrome Respiratória Aguda Grave), que matou cerca de 650 pessoas na China continental e em Hong Kong em 2002-2003.

A China não anunciou restrições de viagem no país. Já as autoridades de Hong Kong (sul) reforçaram suas medidas de detecção nas fronteiras do território autônomo, em particular com detectores de temperatura corporal.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse na quinta-feira que “ainda há muito a descobrir sobre o novo coronavírus”.

“Não sabemos o suficiente para tirar conclusões definitivas sobre seu modo de transmissão”, ressaltou. 

Continue lendo

MUNDO

Turismo alcoólico é proibido em arquipélago da Espanha

Medida visa combater o consumo irrestrito do álcool em locais populares entre jovens

Publicado

em

Costa Leste da Espanha Foto: Pixabay

Na última sexta-feira (17), o governo regional das Ilhas Baleares aprovou uma lei, que proíbe o chamado ‘turismo alcoólico’ no arquipélago. Em caso de descumprimento, a decisão prevê multas que variam de 6 mil (R$ 27 mil) a 60 mil euros (R$ 276 mil).

Um comunicado explicou as autoridades locais, falaram sobre a norma.

– É a primeira lei adotada em toda a Europa que restringe a promoção e venda de álcool em certas áreas turísticas – informou o texto.

Segundo a Rádio França Internacional (RFI), a medida visa combater o consumo irrestrito do álcool em locais populares entre os jovens do continente europeu. A regra será aplicada em três áreas conhecidas pela grande concentração de turistas jovens, como as praias de Arenal e Magaluf, além de uma área de bares em Sant Antoni de Portmany.

O arquipélago é considerado como um dos maiores destinos turísticos do mundo. Ele é formado pelas ilhas de Ibiza, Maiorca, Menorca e Formentera.

A lei proíbe festas open bar, happy hours, publicidade sobre o consumo de álcool e desconto na venda de bebidas. As excursões etílicas, conhecidas como pubcrawling, nas quais turistas visitam vários bares, também foram proibidas.

Outra decisão do governo foi a proibição do balconing, a prática de pular de uma sacada para uma piscina. A medida surgiu após vários acidentes terem sido registrados nos últimos anos.

Continue lendo

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital