Conecte-se Conosco

ESPORTES

Militão se despede do São Paulo com timidez e festa dos companheiros pós-vitória

Foto: Gazeta Press

Publicado

em

O polivalente Éder Militão, uma das maiores promessas das categorias de base do São Paulo, fez neste domingo a sua despedida como jogador do clube. Negociado com o Porto-POR por cerca de R$ 17 milhões (+ 10% de uma venda futura) após diversas negativas ao clube na tentativa de renovação do seu contrato, ele completou um ciclo de cinco jogos antes da despedida.

Com certa timidez, mesmo aplaudido pela torcida tanto no aquecimento quanto na saída de campo, ele só se soltou no momento em que foi levantado do solo pelos seus companheiros, extasiados pela vitória por 2 a 1 nos minutos finais da partida. Jogado ao alto por um grupo grande de jogadores, ele não escondeu o riso e abraçou os responsáveis pela brincadeira quando caminhava para o vestiário.

Dentro de campo, no entanto, seu adeus durou menos que os 90 minutos esperados. Com dificuldade para acompanhar a movimentação de Thiago Galhardo e Giovanni Augusto pelo seu lado, sem conseguir contribuir também na parte ofensiva, ele foi a primeira peça sacada pelo técnico Diego Aguirre, que apostou na explosão física de Bruno Peres.

Militão, de perfil bastante tímido e sem declarações bombásticas, deixa o São Paulo sem ganhar títulos e acumulando pouco mais de um ano entre os profissionais. Pelo time profissional, até aqui, foram 68 jogos, com 29 vitórias, 17 empates e 22 derrotas. Ele anotou seis gols pela equipe e contabilizou duas assistências.

Natural de Sertãozinho, cidade do interior paulista, Militão chegou ao São Paulo em 2012, aos 14 anos de idade, e conquistou diversos títulos nas categorias de base: foi campeão da Copa do Brasil Sub-20 de 2016, do Paulista Sub-20 de 2016, do Paulista Sub-17 de 2015 e da Copa RS Sub-20 de 2015.

Fonte:Espn

Continue lendo
Clique para comentar

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual