Conecte-se Conosco

POLÍCIA

Militares fazem mutirão de doação de sangue para PM atacado com barra de ferro

Fonte/Foto; Amazonia

Publicado

em

Agente, que atua no Batalhão de Rondas Táticas Motorizadas (Brotam), foi hospitalizado após sofrer uma agressão durante uma ocorrência na última segunda-feira (11)

Militares do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque) da Polícia Militar participaram de um mutirão voluntário de doação de sangue em prol do policial militar que foi atacado com um barra de ferro e segue internado no Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE). A ação de solidariedade contou com 26 militares e ocorreu na manhã desta sexta-feira (15), na sede da Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará (Hemopa), no bairro Batista Campos, em Belém.

A mobilização ocorreu após os agentes do 1º Pelotão de Choque tomarem conhecimento de que o companheiro de farda estava precisando de doações de sangue, pois precisará passar por uma intervenção cirúrgica. O gesto foi a maneira encontrada pelo efetivo para contribuir com a melhora do quadro de saúde do agente, que atua no Batalhão de Rondas Táticas Motorizadas (Brotam).

O caso

O agente, que atua no Batalhão de Rondas Táticas Motorizadas (Brotam), foi hospitalizado após sofrer uma agressão durante uma ocorrência na última segunda-feira (11). Na ocasião, o militar foi golpeado com uma barra de ferro por Luís Carlos Rodrigues, de 44 anos. O agressor, em aparente surto psicótico, foi morto a tiros pelos agentes envolvidos na ação, como uma reação de defesa.

A confusão, que resultou na morte do homem portador de transtorno mental, foi registrada em vídeo por diversos moradores da localidade e amplamente divulgada nas redes sociais. Segundo os vizinhos, Luís Carlos Rodrigues teria tido um surto por volta das 15h30 e começou a quebrar toda a residência onde morava a pouco tempo com a família, situada na vila da Lourdes, na comunidade Fé em Deus, no bairro do Tenoné, em Belém.

Assustados, os parentes dele acionaram o Serviço de Atendimento Móvel (Samu) e o Corpo de Bombeiros Militar do Pará (CBMP) para tentar conter a fúria do homem, que também teria partido para cima das equipes e quebrado parte da viatura do CBMP. A Rotam, então, foi acionada para dar apoio na ação.

Em nota à Redação Integrada do Grupo Liberal, a Polícia Militar informou que a o estado de saúde do militar é estável, de acordo com o boletim médico. O comunicado ressaltou ainda que “os procedimentos estão sendo acompanhados pelo Corpo Militar de Saúde da PM” e a “família recebe apoio do Centro Integrado de Atenção Psicossocial (Ciap) da Corporação”.

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual