Conecte-se Conosco

MUNDO

Navio do Brasil acha destroços compatíveis com avião chileno

Foto: Reprodução / Fonte: *Folhapress

Publicado

em

Um navio da marinha do Brasil recolheu, na tarde da última quarta-feira (11), itens pessoais e destroços compatíveis com a aeronave militar chilena desaparecida no início desta semana, informou o Ministério da Defesa.

De acordo com um comunicado da pasta, a embarcação Almirante Maximiano encontrou os objetos por volta das 14h45 (horário de Brasília).

“As partes do avião e os objetos estavam a aproximadamente 280 milhas náuticas (518 km) de Ushuaia, na Argentina. O navio da marinha do Brasil permanece na área de busca em ações coordenadas com autoridades chilenas e duas lanchas do navio continuam a recolher destroços”, diz a nota.

O avião saiu de Punta Arenas com 38 pessoas a bordo em direção à base aérea Presidente Eduardo Frei Montalva, na Antártida, na noite de segunda (9). A rota é conhecida pela instabilidade climática, ventos fortes e poucas opções para pousos de emergência.

De acordo com a Força Aérea do Chile, um navio de bandeira chilena também encontrou nesta quarta objetos que podem pertencer à aeronave desaparecida.

Os itens, que devem ser trasladados ao continente para os trabalhos de perícia, foram localizados 30 km ao sul da posição do último contato feito pelo avião.

A causa do acidente é desconhecida. Oficiais chilenos reconhecem que as chances de encontrar sobreviventes são pequenas.

A aeronave -m Hércules C-130- ficou incomunicável pouco mais de uma hora após a decolagem. A comunicação foi cortada quando o avião sobrevoava o mar de Drake, uma passagem marítima entre o continente americano e a Antártica, considerado uma das mais tempestuosas do planeta.

Havia 17 tripulantes e 21 passageiros a bordo, incluindo 15 oficiais da Força Aérea chilena, três do Exército, dois funcionários da empresa privada de construção Inproser e um funcionário da Universidade de Magallanes.

Esses profissionais prestariam apoio logístico às instalações chilenas na Antártida. Estavam previstas manutenções no oleoduto de abastecimento da base e a realização de tratamentos anticorrosivos.

– Continuaremos as buscas esperando por um desfecho melhor – disse o general da Aeronáutica chilena Eduardo Mosqueira, que lidera a equipe de resgate.

Ele afirmou ainda que a área onde as buscas são realizadas será ampliada durante os próximos seis dias.

– Poderíamos acrescentar mais quatro dias e totalizar dez [dias de busca], mas depois desse período seria preciso decidir se continuaríamos ou não – disse Mosqueira.

Os militares estão usando navios equipados com sonares para detectar irregularidades nas profundezas do mar na região da queda.

Na terça, o governo do presidente Jair Bolsonaro disponibilizou duas aeronaves para auxiliar nos esforços de busca: um SC-105 e um P3. Ambas são dotadas de sensores infravermelhos e equipadas com tecnologia de varredura eletrônica -por isso, são normalmente utilizadas em operações de salvamento.

MUNDO

Coronavírus: funcionários de hospital usam fralda por falta de tempo para ir ao banheiro

Publicado

em

Profissionais de saúde usam roupa para se proteger contra o coronavírus, que já matou 56 pessoas e deixou mais de 2 mil infectadas. Foto: HECTOR RETAMAL / AFP

Unidades de saúde são descritas como filme de terror por moradores de Wuhan Independent e O Globo, com agências internacionais

WUHAN — Trabalhadores chineses da área da saúde estão usando fraldas para adultos porque não têm tempo de ir ao banheiro devido à grande demanda de pacientes em decorrência do surto do novo coronavírus. Outros preferem usar as fraldas para não precisarem remover seus trajes de proteção e correr o risco de rasgá-los. As informações foram dadas pelo Independent.

Os moradores de Wuhan, epicentro da epidemia do coronavírus na China, descrevem como um filme de terror o cenário caótico atual nos hospitais da cidade. Corredores lotados, pacientes abandonados e uma espera angustiante e interminável. Até o momento, o coronavírus matou 56 pessoas e infectou outras 2 mil.

No hospital da Cruz Vermelha, vários pacientes relataram o seu cansaço e impotência diante da AFP. Todos aceitaram comentar a situação, mas preferiram não se identificar.

— Há dois dias não durmo e fico andando de hospital em hospital. No melhor dos casos, irão me atender amanhã de manhã — conta um homem, de 30 anos, que está com febre e gostaria de ser examinado.

A epidemia gerou uma psicose na cidade. Muitas pessoas têm ido às urgências hospitalares desesperadas para saber se contraíram o novo vírus.

Na entrada do hospital, uma longa fila de doentes exercitam a paciência durante a longa espera. No local, aguardam sua vez para ser atendidos em pé ou sentados em pequenos bancos de plástico. Outros, mais prevenidos, trouxeram suas próprias cadeiras desmontáveis.

Diante da multidão de pacientes, os esforços parecem insuficientes: a epidemia surgiu no país pouco antes do Ano Novo chinês, quando milhares de trabalhadores retornam para as suas cidades de origem, sobrecarregando o sistema de saúde de cada um desses locais.

— As enfermeiras são muito determinadas, mas o gerenciamento dessa situação é caótico — admite uma mulher, de 60 anos, que se apoia no filho para conseguir manter-se de pé.

Segundo o seu relato, ela teve a sorte de “somente esperar cinco horas para ser atendida”.

Pouco depois, um idoso queixou-se de ter perdido todo o dia à espera do atendimento e ser mandado para casa por não haver camas disponíveis.

Continue lendo

MUNDO

China diz que novo coronavírus pode se espalhar antes do aparecimento de sintomas

Publicado

em

Fonte: G1 Foto: Reproducao

O ministro da Comissão Nacional de Saúde da China, Ma Xiaowei, disse neste domingo (26) que o novo coronavírus pode se espalhar antes mesmo do aparecimento de sintomas. A infecção causada pelo vírus matou 56 pessoas no país.

Segundo a Reuters, Ma afirmou ainda durante a coletiva que a capacidade de transmissão do coronavírus está se fortalecendo e reforçou as ações de contenção, que até agora incluem restrições de transporte e viagens e o cancelamento de grandes eventos, serão intensificados.

Como medida de prevenção do surto, o governo chinês anunciou no domingo que vai estender o recesso de Ano Novo até o dia 2 de fevereiro em todas as escolas do país.

Ma disse também que o período de incubação do coronavírus pode variar de um a 14 dias, e que o vírus é infeccioso durante a incubação, o que não foi o caso da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS), um coronavírus que se originou na China e matou quase 800 pessoas globalmente em 2002 e 2003.

Também neste domingo, a China anunciou uma proibição nacional da venda de animais silvestres em mercados, restaurantes e plataformas de comércio eletrônico. Acredita-se que o vírus tenha se originado no final do ano passado em um mercado na cidade chinesa de Wuhan, que vendia ilegalmente animais selvagens.

Raio X do novo coronavírus — Foto: Amanda Paes e Cido Gonçalves/Arte G1

Raio X do novo coronavírus — Foto: Amanda Paes e Cido Gonçalves/Arte G1

Segundo o jornal estatal “Diário do Povo” de domingo (26), um bebê de 9 meses está entre os pacientes diagnosticados com a doença em Pequim.

A capital da China registrou ao menos 68 infectados por coronavírus desde o início do surto, em 31 de dezembro.

China atualiza para 56 o número de mortos por coronavírus

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, está a caminho de Pequim onde vai se reunir com o governo chinês e especialistas para discutir sobre o atual surto de coronavírus. O executivo escreveu em seu Twitter que a visita vai “estreitar a colaboração” entre a entidade e o país asiático.

Ghebreyesus escreveu que a visita deve contribuir com ações de proteção do país. Ele pediu também que pesquisadores e cientistas que tenham estudos sobre o vírus aprovados em periódicos científicos mas que não tenham sido publicados, que compartilhem as descobertas com a organização.

Ambulância cruza uma ponte em Wuhan, na província de Hubei no sábado (25); a cidade está isolada após surto de coronavírus — Foto: Chinatopix/AP
Ambulância cruza uma ponte em Wuhan, na província de Hubei no sábado (25); a cidade está isolada após surto de coronavírus — Foto: Chinatopix/AP

Os Estados Unido organizam o retorno de cidadãos americanos e diplomatas da cidade de Wuhan, epicentro do surto de coronavírus. Segundo a Embaixada dos norte-americana na China, um voo partirá da cidade com destino a San Francisco, Califórnia, na terça-feira (28).

França, Japão e Coreia do Sul organizam ações similares em parceria com as autoridades chinesas. O rei Abdullah II, da Jordânia, destinou uma aeronave para evacuar cidadãos de seu país na China. Segundo a rede de notícias CNN, a ação já foi autorizada pelas autoridades chinesas.

Dados divulgados pelo governo local no domingo mostram que o número de mortes causadas pelo coronavírus na China chegou a 56, incluindo a primeira vítima fatal em Xangai. O número de pessoas que já tiveram diagnósticos da doença confirmados no país ultrapassa os 2 mil.

A província de Hubei tinha 13 cidades com restrições de circulação até sexta-feira, o que afeta cerca de 40 milhões de pessoas. Na manhã de domingo (26, horário local), foi anunciado que a cidade de Tianjin também irá interromper a circulação de todos os ônibus intermunicipais para tentar conter a disseminação do vírus.

A Coalizão de Inovações em Preparação para Epidemias (Cepi) – grupo internacional para o controle de doenças – anunciou na quinta um fundo para apoiar três programas de desenvolvimento de vacinas contra o 2019-nCoV, o novo coronavírus.

Rússia, por meio de seu órgão regulador, também havia anunciado que está trabalhando no desenvolvimento de uma vacina contra o coronavírus.

Portão trancado no parque temático da Disney em Hong Kong — Foto: Tyrone Siu/Reuters
Portão trancado no parque temático da Disney em Hong Kong — Foto: Tyrone Siu/Reuters

China suspende viagens turísticas

A China vai suspender todas as viagens turísticas que partem do país a partir de segunda-feira (27) para tentar conter o surto de coronavírus. Neste sábado a Associação de Turismo da China anunciou que as viagens em grupo ao exterior estarão suspensas. Segundo a associação, viagens domésticas já estavam sob restrição desde sexta-feira (24).

Os parques de diversões de Hong Kong Disneyland e Ocean Park serão fechados a partir deste domingo (26) para evitar a propagação do vírus. Em Xangai, o governo também anunciou que o parque da Disney ficará fechado. A China está em feriado do Ano Novo Lunar, período em que os parques costumam ficar cheios de turistas.

Casos de coronavírus pelo mundo — Foto: Rodrigo Sanches/Arte G1
Casos de coronavírus pelo mundo — Foto: Rodrigo Sanches/Arte G1
Continue lendo

MUNDO

Kobe Bryant, um dos maiores jogadores de basquete de todos os tempos, morre em acidente aéreo

Publicado

em

Fonte Metrópoles

Astro do Los Angeles Lakers e um dos maiores ídolos da história, ele morreu aos 41 anos, num acidente de helicóptero

Morreu, aos 41 anos, o ex-jogador de basquete Kobe Bryant. O lendário jogador do Los Angeles Lakers estaria em um helicóptero que caiu em Calabasas, na Califórnia (EUA). As informações são do portal TMZ, site norte-americano especializado em notícias de celebridades.

Além de Bryant, outras três pessoas estariam na aeronave. Ainda de acordo com o TMZ, ninguém teria sobrevivido à queda.

A polícia de Los Angeles confirmou, por meio do Twitter, a ocorrência de um acidente aéreo. Segundo a força policial, um acidente de helicóptero matou cinco pessoas. Não houve sobreviventes.

Até a noite deste sábado (25/01/2020), Kobe Bryant era o terceiro maior pontuador da história da NBA. Ele foi ultrapassado por LeBron James na derrota do Los Angeles Lakers para o Philadelphia 76ers, em partida disputada na Califórnia.

A morte do astro comoveu a comunidade do basquete no mundo. Pessoas ligadas à modalidade lamentaram a morte do ex-jogador.

Ex-jogador Kobe Bryant morre em acidente aéreo

Twitter/Reprodução

Twitter/Reprodução


Continue lendo

Facebook

Propaganda

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital