Conecte-se Conosco

ESPORTES

Niehues espera melhor poder de decisão contra o Treze e despista sobre ser efetivado no cargo

Com saída de Matheus Costa, diretoria confirmou que Leandro Niehues comanda o time no sábado — Foto: Reprodução/PapãoTV

Publicado

em

“Vou ficar no comando da equipe até sábado, que é o próximo jogo. O restante da situação cabe à diretoria”, responde o auxiliar técnico do Paysandu, que volta a comandar time interinamente

A inesperada saída de Matheus Costa na manhã desta quarta-feira recolocou Leandro Niehues, mais uma vez, no comando temporário do time bicolor. Membro da comissão técnica permanente do clube, o auxiliar tem a missão retomar o rumo das vitórias na Série C no próximo sábado, contra o Treze. O último triunfo do Papão, inclusive, foi quando Niehues atuou interinamente entre a saída de Hélio dos Anjos e a chegada de Costa.

Na ocasião, superou o Ferroviário por 2 a 0, no Ceará. Desde então foram duas derrotas e dois empates com Matheus Costa. A falta de resultados, para o auxiliar, tem mais a ver com erros em momentos decisivos das partidas do que a um desempenho ruim como um todo da equipe bicolor.

– Vejo que são momentos pontuais. Posso falar muito do meu retorno aqui. A gente fez um jogo aqui com o Ferroviário que, além de fazer um grande jogo, as oportunidades que a gente teve, acabou fazendo. Saímos na frente e isso traz um peso muito grande positivamente. Contra o Botafogo-PB, já com o professor Matheus, fizemos um bom primeiro tempo, mas não fizemos o gol. Esse tem sido um questionamento nosso: nos momentos que estamos melhores na partida, precisamos definir o jogo e, em cima disso, buscar o equilíbrio – argumentou.

“A gente tem tido bons momentos no jogo, mas depois tem uma queda grande. Na hora que a gente equilibrar, mesmo que não faça um grande jogo, no equilíbrio a gente vai poder voltar a ser uma equipe vencedora”

Os ajustes para isso já começaram. O compromisso diante do Treze, no sábado, tem grande importância para, além de se manter na briga por uma vaga no G4, não acabar entrando na zona de rebaixamento. O Treze é um adversário direto do Papão nas duas situações.

– Os ajustes são feitos dia após dia, independente da função de auxiliar. Quando o treinador está aqui a gente procura e participa bastante do dia a dia e, nesse momento em que há essa transição, é em cima do que já vinha sendo trabalhado, em cima de observações, análises dos últimos jogos. Também passa muito pelo próximo adversário, que é o Treze. Temos primeiro que avaliar quem temos no grupo, e isso já tem sido feito. Em cima disso, montar uma estratégia diante do objetivo, que é vencer esse confronto direto – salientou o auxiliar.

Ao longo da entrevista coletiva, Leandro Niehues também confirmou que a saída de Matheus Costa partiu, inicialmente, do próprio treinador. Horas depois, inclusive, ele foi anunciado pelo Operário-PR. O interino também alegou que não espera ser efetivado no cargo, independente do resultado alcançado na Paraíba.

– Nessa função que eu estou, de auxiliar do clube, sempre tem que estar preparado [para assumir o time]. Uma das minhas atribuições, como funcionário do clube, é fazer essa transição [entre treinadores]. Então, eu me sinto totalmente preparado para exercer essa função, dirigir a equipe contra o Treze e buscar a vitória.

“Vou ficar no comando da equipe até sábado, que é o próximo jogo. O restante da situação cabe à diretoria. Estou auxiliar do Paysandu, gosto dessa função, em que me sinto bem, procuro colaborar da melhor maneira possível, independente do treinador que esteja no comando. É isso que eu vou fazer novamente”

A delegação alviceleste viaja a Campina Grande na madrugada desta quinta-feira. O Treze recebe o Paysandu no Amigão a partir das 17h de sábado. O ge acompanha o jogo em Tempo Real.

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/aprovincia/public_html/wp-includes/functions.php on line 4556