Conecte-se Conosco

Sem categoria

No Pará, PV tem candidato mais rico ao Senado

Publicado

em

OS 18 candidatos ao Senado, no Pará, somam uma pequena fortuna em patrimônios individuais. Juntos, possuem R$ 58,7 milhões em patrimônio. O candidato mais rico é  o ex-presidente da OAB-PA, Jarbas Vasconcelos (PV), com  R$ 18 milhões, seguido pelos atuais senadores Jader Barbalho (MDB) e Flexa Ribeiro (PSBD), com R$ 13 milhões e R$ 9,7 milhões, respectivamente. Sidney Rosa (PSB) declarou  R$ 7,6 milhões, Wladimir Costa (Solidariedade),  R$ 2,1 milhões, Coronel Osmar Nascimento (PDT),  R$ 2 milhões; Mario Couto (PSBD), R$ 1,6 milhão e Bogo (PRP),  R$ 1,3 milhões. Oito deles são considerados milionários E apenas três declararam não possuir bens: Xaropinho do Povo (PPL), Ibanês (PTC) e Francisco Alves (PRB).

Completam a lista: Anivaldo Vale (PR) com R$ 985 mil, Zé Geraldo (PT) com R$ 964 mil, Prado Sá (PSB) com R$ 655 mil, Zequinha Marinho (PSC) com R$ 603 mil, Úrsula Vidal (PSOL) com R$ 157 mil, Benedita do Amaral (PSTU) com R$ 70 mil e Professor Gerson Dourado (PC do B) com R$ 57 mil.

Os candidatos que concorrem as eleições de 2018 devem apresentar diversos documentos e certidões à Justiça Eleitoral, entre elas, a declaração de bens, que deve especificar todo o patrimônio que político possui. Na lista entram bens móveis e imóveis como carros, casas, propriedades rurais, dinheiro em poupança e conta corrente, créditos, ações, investimentos e dinheiro em espécie. A declaração é pública e pode ser consultado pelo divulgacontas da Justiça Eleitoral.

Márcio Miranda teria patrimônio de mais de R$ 3 milhões

CANDIDATOS AO GOVERNO
O deputado Márcio Miranda (DEM) é o candidato mais rico ao governo do Pará. Ele declarou um total de R$ 3,4 milhões, sendo R$1,7 milhão em bens imóveis e direitos. Dinheiro e espécie na ordem de R$ 520 mil, depósitos bancários que variam de R$ 696 a R$ 84 mil, quotas ou quinhões de capital que somados custam R$ 29 mil, uma embarcação no valor de R$ 90 mil, um veículo de R$ 171 mil e dois apartamentos, sendo o mais caro no valor de R$550 mil e o outro R$ 35 mil.
Em seguida vem o candidato Helder Barbalho (MDB), que declarou ter um total de R$ 3,2 milhões, que são compostos por Quotas ou quinhões de capital que variam de R$ 6 mil a R$ 300 mil. Dois terrenos, sendo um no valor de R$ 120 mil e outro de R$88 mil. Um veículo de R$ 97 mil. Foram declarados também R$ 1,3 milhão em Benfeitorias e ações no valor de R$ 33 mil e R$ 182 mil em dinheiro na poupança.
O patrimônio dos candidatos Paulo Rocha (PT) e Fernando Carneiro. Paulo Rocha (PT) declarou a posse de um veículo automotor de R$ 69 mil e outro de R$ 35 mil, depósito bancários que somam R$ 55 mil, aplicação de renda fixa de R$ 5 mil e terra nua de R$ 92 mil. No total, o candidato possui R$ 258 mil.
Fernando Carneiro (PSOL) declarou R$ 154 mil em bens que correspondem a dois veículos automotivos, um no valor de R$ 44 mil e outro no valor de R$ 30 mil, além de uma casa no valor de R$ 80 mil. Cleber Rabelo (PSTU), o candidato com menor número de bens, declarou R$ 13 mil, referentes a posse de um veículo automotor. (Fontes: Ver-o-Foto e EstadoNet)
Continue lendo
Clique para comentar

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual