Conecte-se Conosco

EDUCAÇÃO

O que pode ser feito neste último mês antes do Enem 2019? Confira as Dicas

Publicado

em

Fonte: Terra/ Foto:Divulgação

O final do ano está aí e, com ele, grande parte dos vestibulares aplicam suas provas. E o Enem 2019 é um deles! O Exame Nacional do Ensino Médio acontece nos dias 3 e 10 de novembro. Sim, daqui a menos de um mês! Será que tem algo que pode ser feito durante esse período para ajudar, vamos falar sobre isso e dar algumas dicas para vocês! Vamos lá?

1- Gente, é natural ficar nervoso antes de algo decisivo, como o vestibular. Mas o primeiro segredo é o clássico RELAXA. Sabemos que parece muito mais fácil falar do que fazer – especialmente para quem sofre de ansiedade, no caso -, mas vamos parar para pensar: vai ajudar EM QUE você ficar pensando no assunto, ainda mais se for de forma negativa? Busque sempre entrar em equilíbrio com seus pensamentos, acreditar no seu potencial e encarar de frente!

2- Não está se sentindo preparado? Vamos encarar os fatos: não vai adiantar de muita coisa querer estudar tudo agora. Se não dá certo nas provas bimestrais, por que daria em pleno Enem, que junta TODOS os conteúdos? Mais uma vez, você tem três opções: se desesperar e não conseguir fazer absolutamente nada; respirar fundo, esperar o dia da prova e fazer na cara e na coragem ou deixar passar e tentar novamente no ano seguinte. Sempre dá para tentar de novo!

3- Se você estudou o ano todo, já aprendeu tudo o que tinha que aprender. Não quer deixar de ver a matéria? Faz uma revisão dos assuntos importantes, faz uns exercícios de texto para a Redação e é isto. Mas apenas para refrescar o conteúdo, sem muita pressão.

4- Este, especialmente, é o momento que você tem que deixar a sua cabeça relaxada. Pelo menos uma vez no dia, para um pouco as responsabilidades e tira um tempo pra fazer o que gosta: assiste uma série, sai para comer, encontra com os amigos, vai no cinema, vai numa praia… Divirta-se também, a vida não é feita apenas de obrigações, você não é um robô!

5- E, principalmente, se atente às regrinhas dos dias de aplicação do exame! Saiba o que pode ou não pode levar, faça um “kit de sobrevivência” e faça uma excelente prova! <3

Continue lendo
Clique para comentar

EDUCAÇÃO

Estudando para o Enem? Esse aplicativo ajuda você por Whatsapp

Publicado

em

Chamada de Aprendizap, ferramenta gratuita foi desenvolvida por especialistas em Educação

Uma prática muito comum entre os estudantes quando estão se preparando para fazer alguma prova é se desconectar da internet, abandonando as redes sociais e aplicativos. A lógica é que ficando ausente do mundo digital há menos chance de dispersar e perder o foco. Agora, sabia que dá para estudar para o Enem e concursos, por exemplo, sem precisar ficar off-line? Essa é a proposta do aplicativo Aprendizap, que auxilia na conquista do conhecimento por meio de conteúdos educativos.

Desenvolvido pela Movile, dona do iFood, o aplicativo surgiu para promover a educação e a capacitação de jovens e professores. Assim, a interação do usuário com o aplicativo é feita por meio de um chat boot que interage via WhatsApp. Por enquanto, o Aprendizap conta com três programas: Competências do Futuro, em parceria com a Fundação Estudar, que ensina temas como autoconhecimento, liderança, resolução de problemas e empatia; Guia de Estudos para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), em parceria com a edutech Descomplica; e uma opção voltada aos professores, feita em parceria com a Embaixadores da Educação, que ensina a usar ferramentas tecnológicas na sala de aula.

Após o cadastro no site do AprendiZap Enem, o usuário escolhe um dos três programas e uma assistente virtual inicia a conversa para enviar os conteúdos criados por especialistas. Depois disso, o programa avalia o quanto o usuário aprendeu e faz sugestões de novos conteúdos. “Um mundo super tecnológico está sendo criado. Isso é fantástico, mas uma parcela grande da sociedade não está inserida nesse mundo. Queremos criar projetos com tecnologia que criem oportunidades para os jovens brasileiros”, diz o responsável pela empresa criadora do chat boot do Aprendizap, Matheus Fonseca.

A plataforma escolhida para o aplicativo foi o WhatsApp porque, segundo Fonseca, é acessível e gratuito. “Já existe muito conteúdo na internet, mas faltava um local para
direcionar o estudante em uma trilha personalizada”, explica a analista de desenvolvimento social e uma das responsáveis pela Fundação 1Bi, Débora Nunes. A expectativa dos desenvolvedores do aplicativo é ajudar 50 mil estudantes que farão a prova do Enem 2019. Para isso, estão no aplicativo mais de 30 vídeos, além de mapas mentais e resumos dos temas que mais caem no exame.

Os principais assuntos abordados no aplicativo são: linguagens, ciências humanas, ciências da natureza e matemática. Além disso, “a ferramenta também dá dicas para a tão temida redação e sugestões para que todos consigam se organizar para a prova”, reforça a analista da Fundação 1Bi.

Continue lendo

EDUCAÇÃO

No CPAC, ministro Weintraub defende o fim dos monopólios

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Pleno News

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, esteve, neste sábado (12), no American Conservative Political Action Conference (CPAC), em São Paulo, e falou sobre os problemas dos monopólios.

Ele afirmou que poucas famílias controlam seguimentos inteiros da economia e estão ligadas a movimentos totalitários de esquerda a fim de fazer mudanças culturais. Para ele, a classe média é inimiga desse grupo.

Weintraub também criticou os monopólios no mercado e afirmou que uma economia livre gera preços mais acessíveis à população.

O ministro ainda falou para os presentes que o momento é de fazer mudanças para o Brasil não entrar na mesma situação da Venezuela.

– Mas se a gente não for no problema e enfrentar, bater de frente com ele, a gente vai virar escravo como na Venezuela. Nossos filhos e nossas filhas vão se prostituir por sabonete, que é o que acontece em um país socialista – disse Weintraub.

Continue lendo

EDUCAÇÃO

Materiais online podem ajudar estudante a se preparar para o Enem

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Agência Brasil

Videoaulas, podcasts e resumos online são alguns dos recursos digitais que podem ajudar os estudantes a revisarem o conteúdo na reta final para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), de acordo com especialistas entrevistados pela Agência Brasil. É preciso, no entanto, tomar alguns cuidados para se certificar de que as plataformas são confiáveis.

“Ferramentas online são recursos poderosos para o estudante de hoje”, disse a educadora Andrea Ramal, autora do livro Redação Excelente! Para Enem e Vestibulares.

“Elas permitem que o estudante veja a mesma matéria que estuda na sala de aula e nos livros explicada por outra pessoa. É um recurso interessante porque às vezes o estudante não tem afinidade com a maneira do professor explicar na sala de aula e, na internet, tem acesso a outros professores, a blogueiros, a youtubers falando desses conteúdos”, explicou.

As opções são muitas, gratuitas e pagas, os conteúdos podem ser em formato de vídeo, de áudio, ou mesmo textos. “E isso acaba sendo suporte, como se fosse uma aula de reforço, de revisão”, afirmou o coordenador do Curso Poliedro, Márcio de Castro Junior Guedes. “Há a possibilidade de salvar, de voltar [no caso de vídeos e áudios], de pausar, de acelerar e de, depois, retomar os conteúdos expostos”, complementou o coordenador pedagógico do Colégio Mopi, Luiz Rafael Silva da Silva.

Como aproveitar melhor

Com tantas opções, Silva ressalta que é preciso planejar os estudos. “Não é sair abrindo vídeo. É importante que se tenha planejamento, têm que ser conteúdos que complementem o que se planejou estudar a cada dia. Cada vez mais se observa que quem vai melhor no Enem é que consegue se organizar e ter uma rotina de estudos”, detalhou.

Segundo Guedes, outra estratégia é, além de assistir e ouvir as aulas, fazer exercícios para verificar se, de fato, o conteúdo foi apreendido, e não deixar os livros de lado. “Quando assistimos uma aula e entendemos, temos a falsa impressão que aprendemos. Aprender envolve estudo, entrar em contato com livros, com exercícios. Aprendemos quando temos dúvidas. Isso é fundamental. O aluno aprende em função de erros, erra e aprende”, sustentou.

A internet também pode ajudar o estudante a fazer os próprios simulados. A cerca de três semanas para o Enem, Andrea recomenda que os estudantes recorram a provas antigas do exame e que finjam que, de fato, estão fazendo o Enem. “Lidar como se fosse um simulado, resolvendo as questões em 4h30 ininterruptas, ter lanchinho e água do lado, como se fosse o dia da prova”, ensinou.

No site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) estão disponíveis todas as provas aplicadas nos anos anteriores. Na página, há também os gabaritos. Assim, os estudantes podem corrigir as próprias avaliações e conferir o que erraram.

Cuidados

Os especialistas recomendam ainda que os estudantes tomem cuidado com tudo que acessam e que chequem se os conteúdos são realmente confiáveis para que não tenham os estudos prejudicados. “Como qualquer um pode gravar e postar, a credibilidade fica muito frágil”, disse Silva. “Muitas vezes encontramos vídeos com conceitos errados. É importante buscar indicações com os professores [da escola ou cursinho]”.

Outra dica, de acordo com Guedes, caso o estudante esteja se preparando para o Enem exclusivamente com materiais digitais, é fazer pesquisas sobre os professores que estão ministrando as aulas online, buscar os currículos desses docentes e os trabalhos que já realizaram. Plataformas pagas ou mesmo gratuitas grandes tendem, segundo ele, a serem mais confiáveis.

“[Plataformas grandes] têm muito mais visualizações, recebem também mais críticas. Se o conteúdo está falho ou incompleto, tende a ser corrigido. O conteúdo e os exercícios tendem a estar mais atualizados”, disse.

Conteúdos gratuitos

Algumas recomendações gratuitas são o Youtube Edu, plataforma criada em parceria pela Fundação Lemann e o Google, que reúne conteúdos educacionais em português, e a Hora do Enem, da TV Escola.

No portal Questões Enem da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), os estudantes têm acesso a um atualizado banco de dados que reúne provas de 2009 a 2018. O site permite a resolução das questões online, com o recebimento do gabarito de forma instantânea.

Pelo perfil EBC na Rede, é possível acompanhar a série Caiu no Enem. Os vídeos com explicações de professores convidados a resolver questões estão disponíveis no Youtube.

Enem 2019

O Enem 2019 será realizado nos dias 3 e 10 de novembro, em 1.727 municípios brasileiros. Cerca de 5,1 milhões de pessoas farão o exame.

Quem já concluiu o ensino médio ou vai concluir este ano pode usar as notas do Enem para se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferece vagas em instituições públicas de ensino superior. Os estudantes podem ainda concorrer a bolsas de estudo pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e podendo ser beneficiados pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Continue lendo

Facebook

Propaganda

Destaque

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital