Conecte-se Conosco

SANTARÉM

Ônibus elétricos vão circular em Santarém a partir de 24 de fevereiro

Foto: Reprodução / Fonte: O Estado Net

Publicado

em

A Empresa Monte Cristo – nova razão social da Resende e Batista – que venceu a licitação pra exploração do serviço de transporte público de passageiros em Santarém pretende começar operação dia 24 de fevereiro de 2020. A informação consta do documento encaminhado pela empresa à Sexta Vara Empresarial de Santarém, na última sexta-feira, um dia antes do prazo acordado para apresentação de comprovante de aquisição de veículos movidos à energia elétrica.

Pelo acordo que foi homologado pelo juiz Claytonei Passos, da Sexta Vara Empresarial de Santarém, a Monte Cristo tinha 30 dias para juntar comprovantes que adquiriu os ônibus, que têm que entrar em circulação até o início de abril de 2020. Mas o prazo será cumprido antes, segundo a empresa.

No dia 28 de outubro foi realizada uma audiência de conciliação entre a Prefeitura de Santarém e a empresa Monte Cristo. A empresa propôs um novo acordo, que suspende a rescisão do contrato da Resende e Batista, até que sejam cumpridos os termos dessa nova proposta.

Durante a audiência do dia 28, a empresa se comprometia até o fim de novembro apresentar um cronograma de operação de 110 ônibus elétricos que estão sendo adquiridos por meio de financiamento junto a um banco Chinês. Na última sexta-feira, a Monte Cristo protocolou documentação, ao qual o Portal OESTADONET teve acesso, pedindo a juntada de comprovantes da aquisição dos veículos e documentos que legitimam a entrada do novo sócio na empresa.

A empresa solicita que o município de Santarém se manifeste sobre os documentos e, em estando tudo certo,  pede a assinatura de um documento aditivo contratual para que as operações dos ônibus elétricos se iniciem em 24 de fevereiro de 2020.


Um dos sócios da empresa, Márcio Lassance, garantiu que seriam comprados 110 ônibus elétricos, e não mais veículos movidos a óleo diesel. Segundo ele, a mudança de consumo de combustível para energia elétrica é mais vantajosa e segura.

Em caso de novo descumprimento dos prazos, a empresa seria penalizada com uma multa cujo valor ainda foi estabelecido no acordo.

O contrato da Resende e Batista foi rescindido pelo município porque a empresa não cumpriu com os prazos legais para iniciar a operação com a frota de 100 ônibus a partir de 17 de agosto.

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/aprovincia/public_html/wp-includes/functions.php on line 4553