Conecte-se Conosco

TECNOLOGIA

Os 5 celulares com melhor custo-benefício para PUBG e Fortnite

Flavio Motta Coutinho/liga dos Games/TecMundo

Publicado

em

Os jogos PUBG e Fortnite, grandes sucessos no mundo dos gamers e disponíveis para as plataformas PC, PS4, XBox One e Nintendo Switch, apresentam também suas versões mobile, que funcionam de forma excelente em muitos smartphones. Para que os games sejam exibidos em máxima qualidade, com seus gráficos muito bem renderizados, além de uma conexão estável, é necessário que os dispositivos dos jogadores apresentem hardware com configurações mínimas.

O PUBG Mobile exige sistema operacional Android 5.1.1 (Lollipop) ou superior, CPU Intel Quad-Core, memória RAM de 2GB e armazenamento de 1,5 GB. Para o Fortnite, é necessário uma versão de sistema operacional a partir do Android 8.0, além de GPU Adreno 530 (ou superior), Mali-G71 MP20 ou Mali-G72 MP12 (ou superior) e 3 GB de memória RAM. Além disso, para máximo desempenho e experiência quase real, são recomendados tela AMOLED, um bom processador e bateria com boa duração para ambos os jogos. O Fortnite não está disponível na Play Store, sendo necessário baixar um instalador por meio do site da Epic Games. Separamos nesta lista cinco smartphones que atendem aos requisitos exigidos pelos desenvolvedores dos jogos, permitindo um excelente funcionamento desses games, sem pesar no bolso.

Xiaomi Mi A3

Mi A3 da Xiaomi é um aparelho compatível para os jogos, sendo excelente para jogar PUBG e Fortnite. Apresenta tela AMOLED de 6,08 polegadas e alta resolução, proporcionando uma experiência real. Com uma bateria de longa duração, o celular permite muitas horas de jogo. Possui memória RAM de 4 GB e interna de 64 GB. Este smartphone suporta o sistema operacional Android One 9 Pie e inclui GPU Adreno 610.

O Mi A3 é alimentado pelo chipset Snapdragon 665 da Qualcomm, que proporciona alto desempenho para jogos mais pesados.

Samsung Galaxy A50

O Galaxy A50 da Samsung é um ótimo celular para jogar PUBG e Fornite. Apresenta sistema operacional Android 9 One Pie, tela AMOLED de 6,4 polegadas, com resolução de 2340×1080 pixels e otimizadores especiais de imagem. A bateria fornece autonomia de 1380 minutos. Outras características garantem excelente desempenho para jogos, como 4 GB de memória RAM, 64 GB de memória interna, processador Exynos 9610 de 2,3 GHz e GPU Mali-G72 MP3 que garantem velocidade para jogos mais avançados.

Xiaomi Mi 9T

O Mi 9T da Xiaomi é um smartphone avançado, que funciona com sistema operacional Android 9 MIUI 10 Pie e garante ótimo desempenho para jogos. Apresenta tela AMOLED com 6,39 polegadas e resolução de 2340×1080 pixel. O celular oferece ótimo desempenho com o chipset Snapdragon 730 da Qualcomm, além de GPU Adreno 18 e alta memória RAM de 6 GB. A memória interna é de 128 GB e a bateria é de longa duração.

Samsung Galaxy S9

O Samsung Galaxy S9 é um excelente celular para jogar Fortnite e PUBG. Funciona com sistema operacional Android 9 Samsung One UI Pie e apresenta tela Super AMOLED de 5,8 polegadas e uma resolução de 2960×1440 pixels. O desempenho para os jogos é garantido com o processador Snapdragon 845 Qualcomm SDM845 e GPU Adreno 630, além de 4 GB de memória RAM e bateria com autonomia de 1320 minutos. A memória interna é de 128 GB.

Samsung Galaxy A30

O Samsung Galaxy A30 é um smartphone com ótimo custo-benefício e que abrange os requisitos necessários para rodar com qualidade os jogos PUBG e Fortnite. É compatível com sistema operacional Android 9 Samsung One UI Pie e apresenta tela de 6,4 polegadas com uma resolução de 2340×1080 pixels. Inclui excelente memória interna de 64 GB e o desempenho e a velocidade dos jogos são facilitados pelo processador Exynos 7 Octa 7904 que alimenta o sistema, além de GPU Mali-G71 MP2, memória RAM de 4 GB e bateria com 1380 minutos de duração.

Continue lendo
Clique para comentar

TECNOLOGIA

WhatsApp tem nova versão beta liberada para Android

Publicado

em

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil / Fonte: Folha PE

O WhatsApp liberou, na última quinta-feira (16), novas atualizações e divulgou novidades sobre o tema escuro no aplicativo para Android.

Liberada pelo Facebook, a nova versão beta (2.20.8) do aplicativo de mensagens busca diminuir os ‘bugs’, e não possui mudanças visuais, de acordo com o site especializado WABetaInfo.

A empresa, no entanto, continua a trabalhar no tema escuro, que deve ser o grande atrativo do WhatsApp nas próximas atualizações.

De acordo com o site americano, ainda não há data especificada para o lançamento do tema escuro, que ainda está sendo aperfeiçoado. 

Por: Mário Fontes

Continue lendo

TECNOLOGIA

Homem joga PS4 em monitor do aeroporto enquanto espera para embarcar

Publicado

em

Foto: Reprodução/The Oregonian/ Tech Tudo

Um jogador desconhecido resolveu esperar pelo voo em um aeroporto internacional dos Estados Unidos com uma partida de Apex Legends em seu PlayStation 4

m homem no Aeroporto Internacional de Portland, no estado de Oregon nos Estados Unidos, usou um dos monitores do local para jogar Apex Legends em seu PlayStation 4 (PS4). O passageiro foi flagrado em uma foto, na última quinta-feira (16), durante um período de espera pelo voo. O comportamento fora do comum causou alguns problemas – isso porque o monitor deveria exibir informações úteis para os visitantes, como um mapa do lugar. Supervisores pediram que ele encerrasse sua atividade, porém o homem ainda perguntou se poderia terminar a partida, e recebeu uma resposta negativa.

O jogador desconhecido não teve sua identidade revelada, já que o incidente foi resolvido sem maiores complicações. Uma porta-voz do aeroporto, Kama Simonds, comentou que “isso é obviamente algo que não gostaríamos que tivesse acontecido porque viajantes precisam da informação que estamos colocando na tela para eles”.

Além disso, Simonds ressaltou que este caso é “um bom lembrete do que não fazer no aeroporto”. A história chegou até mesmo à produtora Electronic Arts, que publica Apex Legends. A empresa comentou, em tom de brincadeira, em sua conta no Twitter: “libertem este homem”.

A história surgiu primeiro no site da rádio local KXL News de Portland, noticiada pelo repórter Jacob Dean, e foi reproduzida em várias mídias posteriormente. A fonte original, no entanto, apagou a notícia, aparentemente sob acusações de “clickbait“. Os leitores alegaram que o veículo usou um título sensacionalista para um problema que foi resolvido tranquilamente.

Continue lendo

TECNOLOGIA

Facebook desiste (por enquanto) de colocar propaganda no WhatsApp

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Gizmodo Brasil

Os planos do Facebook para colocar propagandas no WhatsApp foram suspensos, de acordo com informações do Wall Street Journal. No lugar deles, a gigante das mídias sociais vai investir em ganhar dinheiro com o aplicativo de mensagens por meio de recursos de atendimento ao cliente e vendas para empresas e negócios.

Segundo o WSJ, a equipe dedicada a esse projeto foi desfeita pelo Facebook, e os códigos criados por esse time foram removidos do WhatsApp. A reportagem, porém, diz que os planos foram suspensos, mas não descartados, e que poderemos ver propagandas no Status (como é chamada a versão do WhatsApp para os Stories do Instagram) em algum momento.

Como lembra o Engadget, os fundadores do app tinha opiniões bastante fortes e contundentes contra a propaganda — tanto que eles saíram da empresa entre 2017 e 2018.

Em um post de 2012 — dois anos antes da venda para o Facebook, portanto — eles criticam duramente o modelo de negócio baseado em anúncios, chegando inclusive a chamá-los de insultos à inteligência. Vale lembrar que o WhatsApp não era gratuito — ele custava US$ 1 por ano no Android e US$ 1 no momento da compra no iOS.

Em vez de propagandas, segundo o WSJ, a aposta do Facebook para ganhar dinheiro com o WhatsApp é apostar na plataforma como canal de vendas e atendimento ao cliente para empresas.

O WhatsApp Business, lançado em 2018, vai nesse sentido. Ele oferece um serviço de atendimento ao cliente que é gratuito para usar, mas cobra caso a companhia demore mais de 24 horas para responder seu consumidor. Essa parece ser uma estratégia esperta para consagrar o WhatsApp como canal mais rápido para conseguir ter sua reclamação atendida e mudar o modelo de cobranças mais adiante.

Mais recentemente, o aplicativo também ganhou o recurso de catálogo, que é bem útil para pequenos empreendedores que vendem produtos usando o WhatsApp.

Por: Giovanni Santa Rosa

Continue lendo

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital