Conecte-se Conosco

Esportes

Palmeiras derrota o Vasco fora de casa e é campeão brasileiro

Publicado

em

Deyverson sai do banco e faz o gol do título alviverde na vitória por 1 a 0 no estádio São Januário

O Campeonato Brasileiro tem um campeão indiscutível. Invicto há 22 jogos, dono do maior número de vitórias, time que mais marcou gols e que menos sofreu na competição, o Palmeiras bateu o Vasco por 1 a 0 neste domingo em São Januário e chegou ao seu décimo título nacional. A festa no Rio, em São Paulo e Brasil afora é do Palmeiras.

A conquista deste domingo coroa uma campanha quase irrepreensível a partir da reta final do primeiro turno. Depois de um início titubeante sob o comando de Roger Machado – que deixou a equipe em julho, na sétima posição –, o clube paulista trouxe de volta o velho conhecido Felipão e não perdeu mais na competição.

Decacampeão:

principais personagens

O título também demonstra mais uma vez que enquanto bons times vencem jogos, bons elencos vencem campeonatos. E o Palmeiras tem os dois. O décimo título nacional do clube se tornou realidade mesmo que Felipão tenha usado mais de duas dezenas de jogadores diferentes ao longo do Brasileirão. Ainda assim, diante do Vasco a equipe chegou a 22 partidas sem perder.

Felipão muda o Palmeiras e conduz o time ao decacampeonato brasileiro

Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press

O jogo deste domingo, contudo, não foi uma exibição de encher os olhos. Contra os cariocas, o Palmeiras jogou como se estivesse administrando a vantagem na tabela do Brasileirão e não parecia ter pressa em vencer.

Com Felipe Melo e Bruno Henrique firmes à frente da área, a equipe fez um primeiro tempo sem sobressaltos na defesa e pouco inspirado no ataque. Dudu iniciou no lado direito e terminou na outra ponta. Lucas Lima, sem espaço para criação, estava pouco inspirado. Mais à frente, Willian se limitava a passes laterais e Borja era figura nula.

O que pareceu motivar o Palmeiras foram os dois gols do Flamengo sobre o Cruzeiro em Minas, resultado que levava a definição do campeonato para a última rodada. Coincidência ou não, na etapa final a equipe paulista resolveu avançar suas linhas e a ser mais incisivo na frente. Deyverson entrou na vaga de Borja, Scarpa substituiu Lucas Lima e as chegadas esporádicas ao gol de Fernando Miguel passaram a ser mais comuns.

O gol que começou a sacramentar o título surgiu aos 27, e nasceu de uma jogada bem tramada do ataque palmeirense. Dudu lançou Willian pelo lado da área e o atacante tocou no meio para Deyverson, completamente livre, mandar para o gol.

A abertura do placar significou também o começo da festa do torcedor palmeirense que lotou seu espaço no São Januário – e também de alguns que se infiltraram em meio à torcida vascaína. Dentro de campo, fez ainda o Palmeiras retomar o cuidado defensivo visto no primeiro tempo. O time decidiu parar de ir ao ataque. E nem precisava mesmo. O título nacional, o décimo da história, já era do Palmeiras.

Relembre jogos e marcas importantes do Palmeiras na campanha do decacampeonato

 FICHA TÉCNICA

VASCO X PALMEIRAS

VASCO – Fernando Miguel; Luiz Gustavo, Werley, Leandro Castan e Henrique (Willian Maranhão); Desábato (Raul), Andrey, Pikachu, Thiago Galhardo e Kelvin (Marrony); Maxi López. Técnico: Alberto Valentim.

PALMEIRAS – Weverton; Mayke, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Lucas Lima (Gustavo Scarpa); Dudu, Borja (Deyverson) e Willian (Jean). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

GOLS – Deyverson, aos 27 do segundo tempo.

ÁRBITRO – Rafael Traci (PR).

CARTÃO AMARELO – Desábato, Leandro Castán, Andrey e Andrés Rios (no banco) (VAS); Felipe Melo, Bruno Henrique, Gustavo Gomez, Deyverson e Jean (PAL).

CARTÃO VERMELHO – Yago Picachu.

RENDA – R$ 596.810,00.

PÚBLICO – 21.066 pagantes (21.966 presentes).

LOCAL – Estádio São Januário, no Rio.

Continue lendo
Clique para comentar

Esportes

Re x Pa: agentes de proteção vão fiscalizar direitos das crianças no Mangueirão

Publicado

em

Agentes de segurança vão atuar no Manguiirão. Objetivo é garantir direitos das crianças e adolescentes. Objetivo é garantir direitos das crianças e adolescentes, com o objetivo de garantir direitos das crianças e adolescentes
Vinte e dois agentes de proteção da 1ª Vara da Infância e Juventude da Comarca de Belém, coordenada pelo juiz João Augusto de Oliveira Junior, farão fiscalização no jogo entre Remo e Paysandu, neste domingo, 17, no Mangueirão, pelo Campeonato Paraense de Futebol 2019. O objetivo é garantir e prevenir os direitos de crianças e adolescentes que irão ao evento. Os agentes serão coordenados pelos comissários da Infância e Juventude, Ruth Helena das Dores e Marcos Pessoa.
A 1ª Vara da Infância e Juventude de Belém orienta as pessoas que queiram levar crianças e adolescentes para o estádio que observem a Portaria nº 011/2008, que disciplina a entrada e permanência de crianças e adolescentes em estádios, ginásios ou campos desportivos. A portaria determina que crianças só poderão acessar o estádio para assistir ao jogo se estiverem acompanhadas dos pais ou seus responsáveis legais. O mesmo serve para adolescentes, que podem também estar na companhia de tios, avós legítimos ou de outros adultos, desde que devidamente autorizados por escrito pelos pais.
Se os agentes de proteção constatarem irregularidades, tais como crianças e adolescentes sozinhas, sem identificação, acompanhadas de pessoas que não são os responsáveis, ou até mesmo consumindo bebidas alcoólicas, as crianças e adolescentes serão encaminhados ao Conselho Tutelar para aplicação das medidas de proteção cabíveis, sem prejuízo da autuação do infrator e dos próprios pais e responsáveis.
É necessário lembrar que o porte do documento de identificação é obrigatório, tanto para adultos quanto crianças, para fins de comprovação do parentesco, como também a autorização por escrito dos pais ou responsáveis – guardião ou tutor – para adolescentes.
Cabe aos organizadores do evento impedir que os torcedores acompanhados irregularmente de crianças e adolescentes adentrem no estádio, exigindo, antes da entrada e no momento da cobrança do ingresso, a apresentação da documentação necessária. Caso não efetivem esse devido controle, poderão ser autuados por inobservância da portaria.
A fiscalização contará com o apoio da Guarda Municipal de Belém e da Polícia Militar, através do Batalhão de Polícia de Eventos (BPE) e Companhia Independente de Policiamento Assistencial (Ciepas).
Na última quinta-feira, 14, durante reunião preparatória no Batalhão de Eventos da Polícia Militar, o comissário-chefe da Infância e Juventude, Francisco França, esteve com dirigentes dos clubes do Remo, Paysandu e da Federação Paraense de Futebol, além de representantes da Secretaria de Esporte e Lazer (SEEL) e órgãos de segurança pública. Durante o encontro, ele informou e tirou dúvidas acerca do trabalho que será desenvolvido pelo Comissariado e as normativas sobre o acesso de crianças e adolescentes no evento.

Continue lendo

Esportes

CBF divulga datas e horários da segunda fase da Copa do Brasil

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Gazeta Esportiva

Após a definição dos 40 clubes classificados para a segunda fase da Copa do Brasil, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) confirmou os dias e os horários dos duelos do torneio.

Já na próxima terça-feira, o duelo entre Londrina x Paraná abrirá a segunda fase, às 19h15 (horário de Brasília), no Estádio do Café. Das equipes gigantes do futebol nacional, o Corinthians será o primeiro a entrar em campo. O Timão medirá forças com o Avenida, às 21h30 (de Brasília), na Arena, em Itaquera.

Santos será o último gigante a atuar. No dia 7 de março, o Peixe de Jorge Sampaoli receberá o América-RN. Provavelmente o duelo será no Estádio do Pacaembu, às 21h30 (horário de Brasília).

Confira os jogos da segunda fase da Copa do Brasil:

Terça-feira, 19-02

19h15 – Londrina x Paraná

Quarta-feira, 20-02

19h15 – Luverdense x Figueirense
21h30 – Corinthians x Avenida-RS
21h30 – Serra-ES x Vasco
21h30 – Santa Cruz x Náutico

Quinta-feira, 21-02

19h15 – Criciúma x Oeste
21h30 – Goiás x CRB

Terça-feira, 26-02

21h30 – Atlético-CE x Atlético-GO

Quarta-feira, 27-02

15h30 – Bragantino-PA x Aparecidense
19h15 – Foz do Iguaçu x Ceará
20h30 – URT x Vila Nova

Quinta-feira, 28-02

19h15 – Tombense x Botafogo-PB
21h30 – Juventude x América-MG

Quarta-feira, 06-03

19h15 – Santa Cruz-RN x Bahia
21h30 – Fluminense x Ypiranga-RS
21h30 – Mixto-MT x Chapecoense

Quinta-feira

19h15 – Avaí x Brasil de Pelotas
20h30 – ABC x Moto Club
21h30 – Santos x América-RN

Continue lendo

Esportes

Cuca se diz esperançoso e agradece Mancini por treinar o São Paulo

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Gazeta Esportiva

Anunciado como novo técnico do São Paulo na última quinta-feira, Cuca está motivado para dirigir novamente o time depois de 15 anos. O treinador, que assumirá a equipe somente após o Campeonato Paulista por causa de um tratamento cardiológico, comemorou o acerto com o Tricolor.

“Estou muito feliz por voltar ao São Paulo depois de 15 anos, esperançoso de poder ajudar o clube novamente, como fiz em 2004”, disse Cuca, em entrevista ao site oficial do Tricolor.

O técnico será apresentado na tarde da próxima segunda-feira, no CT da Barra Funda. Cuca, no entanto, ainda não trabalhará no clube por restrições médicas. A tendência é que ele inicie sua segunda passagem pelo clube no dia 15 de abril.

“Minha vontade era de me apresentar agora, mas ainda não fui liberado pelo meu médico e terei de continuar com o tratamento aqui em Curitiba. Enquanto esses dois meses não chegam, estarei me preparando ainda mais para desenvolver meu trabalho”, assegurou.

Enquanto Cuca não estiver à disposição, Vagner Mancini exercerá de forma interina a função de técnico a pedido do sucessor de André Jardine. O coordenador de futebol já estará na beira do campo durante o clássico contra o Corinthians, neste domingo, em Itaquera.

“Quero agradecer ao Mancini, porque todos sabemos que ele chegou ao São Paulo para exercer outra função, de coordenador, e ele só está assumindo o time de forma interina pelo nosso bem, especialmente pelo bem do São Paulo”, declarou Cuca, que complementou.

“Eu já tinha uma admiração grande por ele, e agora essa atitude só reforça o meu apreço. Estou muito feliz por esse desfecho e desejo ao Mancini e aos atletas toda a sorte do mundo no clássico contra o Corinthians no domingo. Estarei na torcida”, prometeu.

Em sua primeira passagem pelo São Paulo, em 2004, Cuca obteve um aproveitamento de 64% dos pontos disputados, somando 30 vitórias, oito empates e 13 derrotas em 51 jogos. Seu principal feito foi levar o time às semifinais da Copa Libertadores daquele ano, além de ter ajudado na montagem do elenco que conquistou o torneio continental, o Paulistão e o Mundial de Clubes na temporada seguinte.

“Tenho um carinho muito grande pelo São Paulo, desde 2004. Agradeço a todos, e especialmente à diretoria são-paulina, pela compreensão e também pela decisão de esperar pela minha plena recuperação. Chegarei com toda a força para ajudar o clube a cumprir com todos os objetivos”, concluiu.

Continue lendo

Facebook

Propaganda

Destaques