Conecte-se Conosco

ESPORTES

Papão perde outra vez e demite treinador: Sampaio 1×0

Publicado

em

O Paysandu voltou a decepcionar a sua torcida e, mesmo jogando em casa,  com o Sampaio do Maranhão,   não conseguiu quebrar a sequência de jogos ruins. e perdeu o jogo; Com isso,  teve que demitir o seu treinador, Guilherme Alves. O Sampaio estava há 12 jogos sem vitórias. O único gol da partida foi marcado no segundo tempo, em falha defensiva do clube paraense que resultou na finalização de Uilliam, que sacramentou os três pontos para os visitantes.

Agora, o Paysandu está na 16ª colocação, com 25 pontos, mesma pontuação do primeiro time na zona de rebaixamento, o Brasil-RS.

Na próxima rodada, a chance de reabilitação será novamente em casa, contra o Juventude-RS, na sexta-feira (31), a partir de 19h15.

Primeiro tempo equilibrado

Como choveu até momentos antes do início da partida, o gramado da Curuzu estava pesado e com poças em determinadas áreas. Diante disso, o Paysandu entrou com a estratégia de adiantar a linha de defesa e pressionar a saída de bola do adversário. Em contrapartida, o Sampaio Corrêa buscava escapar em contra-ataques rápidos.

A postura dos mandantes foi mais eficiente na primeira metade do primeiro tempo. Depois de Luis Gustavo quase marcar contra ao cabecear para o próprio patrimônio, Thomaz ficou com a sobra na extremidade esquerda da área, passou pela marcação com uma bela pedalada e bateu forte, mesmo sem ângulo, para Busatto espalmar.

Passados os momentos de superioridade dos mandantes, o Sampaio cresceu na reta final do primeiro tempo e construiu boas jogadas. Aos 38 minutos, Matheuzinho ficou com a bola após rebatida da defesa e chutou próximo do travessão. Mais tarde, Rogério desviou cobrança de falta com a cabeça e obrigou Renan Rocha a se esticar todo para evitar o tento.

Sampaio dominante garante a vitória

Depois de 15 minutos de pouca inspiração na segunda etapa, os vistantes foram para o ataque e encurralaram o rival. Bruninho e Fernando Sobral pararam em Renan Rocha, mas, na sequência, o goleiro não teve o que fazer. O lateral Juninho se antecipou à marcação e cruzou na área buscando Uilliam, que desviou a bola para o fundo das redes.

Já insatisfeita com a exibição do time, a torcida bicolor perdeu a paciência de vez com o tento sofrido e começou a vaiar os jogadores. Sentindo a pressão e desorganizado na partida, o Paysandu tinha dificuldade na criação, mas teve a chance do empate. A defesa deu um chutão e Claudinho saiu na cara de Busatto, que conseguiu bloquear a finalização.

Nos minutos finais, a Bolívia Querida controlou a partida e até chegou a balançar as redes com Bruninho, mas o bandeira deu impedimento e o juiz anulou o gol. Atordoado, os mandantes não voltaram a ameaçar a meta do time maranhense. Diante desse cenário, os comandados de Paulo Roberto Santos saíram vitoriosos do duelo decisivo contra o rebaixamento.

FICHA TÉCNICA
PAYSANDU 0X1 SAMPAIO CORRÊA

Local: Estádio Curuzu, Belém (PA)
Data: 25 de agosto de 2018 (sábado)
Horário: 16h30 (de Brasília)
Árbitro: Leo Simão Holanda (CE)
Assistentes:  Nailton Junior de Sousa Oliveira e  Jailson Albano da Silva (CE)
Cartões Amarelos: Guilherme Santos, Renato Augusto, Jonathan e Mike (Paysandu). Jocinei, Matheuzinho, Fernando Sobral e Luis Gustavo (Sampaio Corrêa)
Cartão Vermelho: Adilson Goiano (Sampaio Corrêa)
Gols
SAMPAIO CORRÊA: Uilliam aos 24 minutos do 2°T.

PAYSANDU: Renan Rocha; Jonathan, Perema e Fernando Timbó Guilherme Santos; Renato Augusto, Lucas Geovani e Alan Calbergue (Moisés) ; Pedro Carmona (Mike), Thomaz (Claudinho) e Hugo Almeida
Técnico: 
Guilherme Alves

SAMPAIO CORRÊA: Gustavo Busatto; Luis Gustavo (Bruno Moura), Rogério, Maracás e Julinho; Adilson Goiano, Jocinei (Wllian Oliveira), Fernando Sobral, Matheuzinho (Eloir) e Bruninho; Uillian
Técnico: Paulo Roberto Santos

A QUEDA DE GUILHERME

Após a derrota em casa para o Sampaio Corrêa-MA, neste sábado (25), o treinador Guilherme Alves teve sua saída oficializada pela diretoria de futebol. “Chegamos a um comum acordo do afastamento do Guilherme, profissional que eu devo e o Paysandu deve muito respeito. Assim como o Rauli, auxiliar técnico. A gente deseja a ele muita sorte, muita força. Que a pressão que a gente sofre aqui, seja da diretoria, da comissão técnica, é muito grande. Ele vai seguir seu caminho tendo todo nosso respeito”, disse Ulisses Sereni, que falou pela comissão que comanda o futebol do clube.

Ulisses ainda não falou em novos nomes para o comando, mas deixou claro que a busca por um novo profissional começará de forma “incansável” a partir deste domingo (26).

“O presidente nos deu (comissão de futebol) liberdade de pensar. Autonomia para resolver esse assunto. Espero, amanhã pela manhã, estar incansável na busca de um profissional para comandar nosso elenco”, reforçou.

Guilherme, que chegou no Papão após a saída de Dado Cavalcanti, deixa o clube na 15ª posição do Campeonato Brasileiro, com 25 pontos, na 16ª colocação na tabela.

(GazetaPress)

 

 

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual