Conecte-se Conosco

BELÉM

Parabéns Carlos Santos! Hoje o aniversário é deste grande empresário e comunicador

Foto: Reprodução / Fonte: A Província do Pará

Publicado

em

Hoje, 12 de novembro é o aniversário deste ser humano de coração gigante, Carlos José Oliveira Santos, o conhecido Carlos Santos, o amigo do povo. É com grande satisfação que o Grupo Marajoara de Comunicação, parabeniza o empresário Carlos Santos, que pilota todo o grupo de comunicação sempre com o alto padrão paraense de qualidade.

Diferente dos outros anos quando comemorou o seu aniversario presenteando e proporcionando lazer as crianças carentes. Este ano de pandemia, Carlos Santos estará celebrando seu aniversário de 69 anos em casa, com a família, boas companhias e música de qualidade. Nós do Portal A Província do Pará junto com todos os seus colaboradores desejamos um feliz aniversário recheado de muita saúde, paz, harmonia, sucesso e incontáveis realizações, que todos os caminhos percorridos agreguem sabedoria para sua vida pessoal e profissional! Seja feliz!

A Diretora e esposa do empresário, Aline Santos, descreve que é um prazer e uma satisfação enorme em tê-lo em sua vida!
Aproveite cada instante do seu dia!

Feliz Aniversário!

Ver essa foto no Instagram

12 de Novembro de 1951, hoje exatos 69 anos, é o dia em que eu nasci, pelas mãos de uma parteira, na então vila de Salvaterra, na época Municipio de Soure, na Ilha do Marajó, por tanto sou Marajoara, filho de Carlos Santos Filho, conhecido como Seu Ari Santos e Dulcinea Oliveira Santos, minha Mãe faleceu eu tinha apenas 5 anos, somos em 5 Irmãos por parte de Pai e Mãe, Eu, Glória, Lúcia, Ary e Áurea Santos, minhas lembranças de Mamãe são poucas, lembro que pedia para acordarem minha Mãe, sem entender muito bem o que estava acontecendo, este não é um assunto que gosto de relembrar, Papai viúvo durante dois anos, fomos criados de primeiro momento pela Vovó Inés, e pela Tia Oscarina Santos, minha Irmã caçula Aurea pelos Avós Maternos, Liberalino e Ernestina, Papai casou novamente com Dona Merian Fragoso dos Santos filha de Soure, eu já estava com 7 anos, lembro que tirava tala de miriti, comprava papel de ceda, na taberna do Dico do Néo, fazia papagaio e cangula para vender as garotos da minha idade, minha primeira atividade de Markting foi expor na janela de casa, em estilo de bandeirinha de São João os papagaios, para chamar atenção de quem passava pela quarta rua, Dona Mery pediu para eu tirar os papagaios da janela, solicitei que ela falasse com o Papai, quando chegasse para almoçar, ela falou e Papai olhou e disse “deixe o Carlos vender seus papagaios e linhas enceradas” que eu mesmo produzia, transformando um tudo de linha 50 em dois bolos de papel vistosos, Papai me prestigiou e este detalhe me deu incentivo para eu negociar, também botão, e passei a ter a maior cambada de botão entre todos os garotos da minha idade. Minha primeira Professora foi a Senhora Gestrudes, mas me marcou mesmo foi a Professora Nayse, como eu tirava sempre 10 em matemática e 6 em português, fazia uma média de 8 e a nota para passar de ano era 7, eu era sempre solicitado para auxiliar em matemática e eu logo negociava para me ensinarem português, um dia a Professora Nayse chegou na sala de aula e estava uma bagunça, ela aplicou um castigo para escrevermos 100 vezes “devemos respeitar nossa sala de aula” os Pais dos alunos fizeram uma reunião para falar com a Diretora para reconsider

Uma publicação compartilhada por Carlos Santos (@carlossantospara) em

Aqui ao lado de seu pai, Carlos Santos Filho, conhecido como Seu Ari
Trabalhava em meio período como tipógrafo
Primeira viajem à Brasília aconteceu em Janeiro de 1972
Carlos Santos aos 19 anos

Trajetória e Carreia

Natural de Salvaterra, na ilha do Marajó é um comunicador, empresário, ex- governador do Estado do Pará, cantor e compositor brasileiro. Por sua expressividade como publicitário, é descrito e conhecido como o “Silvio Santos do Pará”.

Filho de Carlos Santos Filho e Dulcinéia Oliveira Santos, com 13 anos de idade foi do interior do Pará para a cidade de Belém, onde concluiu seus estudos, tendo aprendido a profissão de tipógrafo e atuado como operário em varias gráficas da cidade. Foi, também, camelô no Mercado do Ver-o-Peso.

Em maio de 1975, lançou seu primeiro disco, um compacto simples com a música Ponte Belém-Mosqueiro, composição de Jesus Couto e Chico Xavier, para homenagear a inauguração da ponte que liga a cidade de Belém à vila do Mosqueiro, com produção do maestro Pinduca, o rei do carimbó. Alcançou um grande sucesso na época, dando inicio a uma carreira com três compactos, dez LPs e quatro CDs, alcançando a vendagem de mais de 3.500.000 cópias em todo o Brasil e no Exterior, tendo como destaque a música Quero Você, versão da música Jamais voir ça’ do grupo caribenho Exile One, feita por Carlos Santos e Alípio Martins, que o consagrou definitivamente no mundo da música, com a vendagem superior a 1.200.000, sendo agraciado com seis discos de ouro e cinco de platina. Em sua carreira como cantor, teve a participação de Pelé no disco Carlos Santos volume 10.

Prêmios e condecorações

  • No Carnaval de 2002, Carlos Santos foi homenageado pela Embaixada de Samba do Império Pedreirense com o tema “Carlos Santos, o amigo do povo, de camelô a governador, a trajetória de um vencedor”. Seu nome foi escolhido com 60% de aprovação em pesquisa realizada entre os associados da escola.
  • Em setembro de 2004, foi escolhido como o melhor apresentador de TV em programas de variedades, recebendo o troféu do Prêmio Estrela do Pará de Comunicação, promoção do radialista e jornalista Edson Matoso.
  • Em 1984, Carlos Santos foi escolhido o primeiro homem de marketing do Pará, pela ADVB Secção Pará.
  • Em 1986 foi escolhido Mérito Comercial, pela Associação Comercial do Pará.
  • Em 1989 Foi escolhido Lojista do Ano, pelo Clube dos Diretores Lojistas.
  • Recebeu ainda a Medalha de Mérito Grão Pará.

Escrito e Editado por: Lia Corpes

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual