Conecte-se Conosco

MUNDO

Paraguai tem novo presidente

Publicado

em

VEJA

Mario Abdo Benítez, do Partido Colorado, assumiu nesta quarta-feira (15) a presidência do Paraguai. O novo líder tem o desafio de estabelecer acordos com oposição, já que não possui maioria no Congresso. O Partido Colorado tem dezessete de 45 senadores e 41 dos oitenta deputados.

As divergências entre os colorados são tão profundas que o ex-presidente do país, Horacio Cartes, do mesmo partido, não compareceu à cerimônia de posse.

“Eu vou respeitar as instituições”, disse o novo presidente algumas horas antes da posse. “Quero demonstrar que meu compromisso é com o futuro da República”, completou o político de 46 anos, filho do ex-secretário particular do ditador Alfredo Stroessner.

Abdo Benítez defende o aumento dos impostos para reduzir a desigualdade – a pobreza é calculada em 26,4%, de acordo com números oficiais – e uma ação para corrigir a elevada taxa de informalidade da economia do país, que alcança 40%.

O presidente Michel Temer e os presidentes do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), participaram da cerimônia de posse nesta quarta em Assunção.

Além deles, o evento também contou com a presença dos presidentes Mauricio Macri (Argentina), Tabaré Vázquez (Uruguai), Evo Morales (Bolívia), Iván Duque (Colômbia), Jimmy Morales (Guatemala) e Tsia Ing Wen (Taiwan).

O Brasil é o principal parceiro comercial do Paraguai. Em junho, Mario Abdo Benítez veio ao país, primeira nação visitada por ele, logo depois da eleição, em reconhecimento à importância dos laços de coordenação bilateral que unem as duas nações.

Valores democráticos

Com 46 anos, graduado em marketing nos Estados Unidos, “Marito”, como é popularmente conhecido, é marcado por ser de uma família muito próxima do ex-ditador Alfredo Stroessner. Por isso, esforçou-se durante toda a campanha em provar suas credenciais democráticas e republicanas.

“Eu lamento a parte obscura da nossa história, mas, como muitos paraguaios, acho que não deve ser uma desculpa para manter uma divisão entre compatriotas. Eu tinha 16 anos quando Stroessner caiu”, afirmou recentemente.

Ponte no Rio Apa

Os ministros de Relações Exteriores do Paraguai, Eladio Loizaga, e do Brasil, Aloysio Nunes, assinaram na terça-feira 14 um acordo para a construção de uma ponte no Rio Apa para ligar as cidades de Porto Murtinho, em Mato Grosso do Sul, e San Lázaro, em Concepción.

O acordo foi assinado na sede do órgão paraguaio e contou com a presença do ministro de Obras Públicas (MOPC) do país, Ramón Jiménez Gaona. A estrutura é parte do corredor bioceânico que unirá Campo Grande aos os portos chilenos de Iquique e Antofagasta, atravessando o norte do Chaco paraguaio e da Argentina.

Ela se somará à Ponte da Amizade, que tem mais de cinquenta anos e une Ciudad del Este, segunda maior cidade do Paraguai, e Foz de Iguaçu, no Paraná.

(Com AFP, EFE e Agência Brasil)

Continue lendo
Clique para comentar

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual