Conecte-se Conosco

ESPORTES

Pedido de anulação do jogo Náutico x Paysandu pela Série C será julgado na sexta

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Estadão Conteúdo

O pedido de anulação do jogo de volta das quartas de final da Série C do Campeonato Brasileiro, entre Náutico e Paysandu, será julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) na próxima sexta-feira, às 11 horas, conforme anunciado nesta segunda pelo órgão. A partida em questão, disputada no estádio dos Aflitos, no dia 8 de setembro, garantiu o acesso do time pernambucano à Série B, e deixou o paraense de fora da segunda divisão de 2020.

A direção do Paysandu fez a denúncia na expectativa de a equipe ter uma nova chance de subir para a Série B. E o STJD acatou o pedido do clube paraense na última sexta-feira e determinou que o resultado do confronto não fosse homologado. A entidade, no entanto, optou por não paralisar a competição, tanto que o Náutico jogou a semifinal normalmente no último domingo e perdeu por 2 a 1 para o Juventude, em Caxias do Sul (RS), no confronto de ida do mata-mata.

A reclamação do Paysandu é em relação a um pênalti marcado a favor do Náutico aos 49 minutos do segundo tempo, quando a equipe de Belém vencia por 2 a 1. O árbitro da partida, Leandro Vuaden, viu a bola tocar a mão de Uchôa dentro da área e assinalou penalidade, decisão que revoltou o time paraense. Jean Carlos converteu a cobrança e a decisão da vaga nas semifinais foi para disputa de penalidades, vencida pelo Náutico.

A interpretação do departamento jurídico do Paysandu é de que a marcação de Vuaden configura erro de direito. Segundo o parágrafo 1º do Art. 259 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), “a partida, prova ou equivalente poderá ser anulada se ocorrer, comprovadamente, erro de direito relevante o suficiente para alterar seu resultado”.

As semifinais da Série C começaram no último fim de semana. Além da derrota do Náutico, no sábado o Confiança perdeu em casa, no Batistão, em Aracaju (SE), para o Sampaio Corrêa, por 2 a 0. Os jogos de volta vão ser disputados no próximo final de semana. No sábado, em duelo marcado para começar às 17 horas, em São Luís, o Sampaio Corrêa pode perder até por um gol de diferença para ir à final. Já o Juventude joga pelo empate em Recife (PE) no confronto marcado para começar às 18h de domingo.

Continue lendo
Clique para comentar

FUTEBOL

Vasco e Botafogo disputam clássico pelo Brasileirão

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: *Folhapress

Vasco e Botafogo fazem clássico na parte intermediária da classificação às 21h30 desta quarta-feira (16), em São Januário, na sequência da 26ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Ambos na zona de classificação para a Sul-Americana e com aproveitamentos similares no Nacional, Vasco e Botafogo aparecem em 12º e 13º, respectivamente, e são adversários diretos na disputa por um lugar na metade de cima da tabela.

Com base no retrospecto recente, porém, é o time cruz-maltino que vive o melhor momento: sem perder há duas rodadas, o clube vem de empate fora de casa contra o Avaí e vitória por 1 a 0 sobre o Fortaleza, no Rio.

Apesar da boa fase, a equipe do técnico Vanderlei Luxemburgo vai para o confronto desfalcada do jovem Talles Magno, que tem se destacado como principal nome do elenco em meio à ascensão vascaína no returno.

Sem o atacante, convocado pela seleção brasileira sub-17, Luxemburgo deslocará Marrony do meio-campo para o setor ofensivo -que terá ainda Rossi e Ribamar. Para a vaga no meio, a opção será Felipe Ferreira. Outro que ganha oportunidade é o volante Bruno Gomes, que entra no lugar de Andrey.

No Botafogo, o destaque é a a reestreia do técnico Alberto Valentim, que volta ao clube após um ano e quatro meses, agora no lugar de Eduardo Barroca, demitido depois da derrota de 1 a 0 para o Fluminense, há três rodadas.

Apresentado na segunda-feira (14), Valentim teve pouco tempo para treinar a equipe, mas conta com retornos importantes.

No ataque, Diego Souza e Rodrigo Pimpão voltam após cumprir suspensão na derrota por 1 a 0 para o Palmeiras, no sábado (12).

No meio e na defesa, as novidades são o volantes Cícero e o zagueiro Marcelo Benevenuto, que estavam suspensos, e o lateral-direito Marcinho, que viajou com a seleção brasileira para os amistosos contra Senegal e Nigéria.

Uma outra novidade pode ser o goleiro Gatito Fernández, que se reapresentou após duas partidas pela seleção do Paraguai.

VASCO
Fernando Miguel; Yago Pikachu, Leandro Castán, Oswaldo Henríquez e Henrique; Richard, Bruno Gomes e Felipe Ferreira; Rossi, Marrony e Ribamar. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

BOTAFOGO
Cavalieri; Marcinho, Marcelo Benevenuto (Carli), Gabriel e Yuri; Cícero, Bochecha e João Paulo; Rodrigo Pimpão, Luiz Fernando e Diego Souza. Técnico: Alberto Valentim

Estádio: São Januário, no Rio de Janeiro
Horário: 21h30 desta quarta
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP)

Continue lendo

ESPORTES

Clube do Remo encerra contrato com o Técnico Eudes Pedro

Publicado

em

Fonte: Clube do Remo Foto: Reprodução

Segundo a diretoria do Clube do Remo em nota oficial, foi informado que Eudes Pedro não faz mais parte do comando técnico azulino.

O treinador acertou sua saída em comum acordo com a diretoria nesta terça-feira (15).
O Clube do Remo agradeceu o empenho e profissionalismo, e desejou sorte nos próximos trabalhos de sua carreira.

Continue lendo

ESPORTES

Fake News: ex-técnico do Paysandu nega conversas para assumir o Remo: “O Eudes é meu amigo”

Publicado

em

Fonte: Globo/Foto: Akira Onuma/O Liberal

Ex-comandante do maior rival afirma que não conversou com ninguém ligado ao Leão Azul

Os bastidores do Remo estão “fervilhando” nos últimos dias. E assunto não falta: procura por um novo executivo, atleta que sumiu do clube, quem será o técnico para 2020… Com relação ao treinador, serão muitas informações desencontradas até a diretoria confirmar se Eudes Pedro continua ou não no cargo. Uma das “notícias” que surgiram nas redes sociais quanto ao comandante azulino para o ano que vem, que também acabaram viralizando em aplicativos de mensagens, é uma daquelas fake news: João Brigatti não foi procurado para assumir o Leão.

João Brigatti deixou o Paysandu em março, por opção da diretoria bicolor. O retrospecto: cinco vitórias e três empates no Parazão. Em seguida, assumiu o Sampaio Corrêa e levou os maranhenses à Série B do Brasileiro. O técnico, inclusive, teve o contrato renovado com a Bolívia na última segunda-feira.

Sobre os burburinhos de que teria sido procurado por pessoas ligadas ao Remo, João Brigatti afirmou que ficou sabendo dos boatos, mas que a sondagem nunca aconteceu. Ele, inclusive, disse ter uma boa relação com Eudes Pedro e que não iniciaria uma negociação com o colega de profissão ainda com algum tipo de ligação com a equipe paraense.

– O Eudes é meu amigo. É uma situação chata que saiu aí, de que o Remo me procurou. Não teve conversa com ninguém. O treinador que ainda está em Belém é meu amigo e eu não faria isso – falou, em contato com a reportagem.

O GloboEsporte.com também ouviu uma pessoa ligada ao Remo, que pediu para não ser identificada, que também disse desconhecer qualquer interesse do Leão na contratação de Brigatti.

O Remo ainda deve se pronunciar nesta semana sobre a situação de Eudes Pedro. Segundo Ivo Amaral, comentarista, “só um milagre de Nossa Senhora de Nazaré” garante a permanência do técnico, que se envolveu em uma polêmica com o meia Eduardo Ramos e o atacante Neto Baiano.

Continue lendo

Facebook

Propaganda

Destaque

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital