Conecte-se Conosco

Sem categoria

Pesquisa DataFolha põe Bolsonaro na cabeça, mas ele tem também a maior rejeição

Publicado

em

Ciro,  Marina, Alckmin e Haddad estão tecnicamente  embolados na segunda posição

Datafolha divulga pesquisa de intenção de voto para presidente

São Paulo – O Datafolha divulgou nesta segunda-feira (10) uma nova pesquisa de intenção de voto para presidente da República. O candidato Jaur Bolsonaro, que sofreu um atentado em Juiz de Fora (MG), na sexta-feira (7), aparece na liderança da intenção de votos, com  24%, mas é também o mais rejeitado, com  43%, seguido de Marina Silva , com  com 29%,.

Este é o primeiro levantamento do instituto desde que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência. Lula está preso em Curitiba, condenado a 12 anos de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro.

O Datafolha pesquisou o cenário em que o nome de Fernando Haddad, candidato a vice-presidente pelo PT, aparece como possível substituto de Lula na chapa. Dentro da margem de erros, Haddad está embolado com  Ciro Gomes e Marina Silva, na segunda colocção, mas mostra competitividade, pois sequer inda fez campanha para si, visto que estava empenhado da defensa da candidatura de Lula. Se for confirmado como substituto do ex-presidente na chapa do PT, sua vice será a deputada gaúcha do PC do B, Manoela D’Avila, A decisão pode ser tomada hoje, se o STE não acatar o pedidos dos advogados de Lula, para que seja concedido mais tempo ao partido para subestituição do nome de Lula.

Vamos aos números

O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos,-.

  • Jair Bolsonaro (PSL): 24%
  • Ciro Gomes (PDT): 13%
  • Marina Silva (Rede): 11%
  • Geraldo Alckmin (PSDB): 10%
  • Fernando Haddad (PT): 9%
  • Alvaro Dias (Podemos): 3%
  • João Amoêdo (Novo): 3%
  • Henrique Meirelles (MDB): 3%
  • Guilherme Boulos (PSOL): 1%
  • Vera Lúcia (PSTU): 1%
  • Cabo Daciolo (Patriota): 1%
  • João Goulart Filho (PPL): 0%
  • Eymael (DC): 0%
  • Branco/nulos: 15%
  • Não sabe/não respondeu: 7%

Em relação ao levantamento anterior do instituto, divulgado em 21 de agosto:

  • Jair Bolsonaro oscilou, dentro da margem de erro, de 22% para 24%(com a margem de erro, tem de 22% a 26%);
  • Ciro Gomes tinha 10%, agora tem 13% (pela margem de erro, de 11% a 15%);
  • Marina Silva estava com 16%, agora caiu para 11% (com a margem de erro, tem de 9% a 13%);
  • Geraldo Alckmin tinha 9%, agora, 10% (com a margem de erro, de 8% a 12%);

Ciro, Marina e Alckmin estão tecnicamente empatados.

  • Fernando Haddad tinha 4%, agora cresceu para 9% (com a margem de erro, tem de 7% a 11%);

Fernando Haddad também está tecnicamente empatado, no limite da margem de erro, com Ciro, Marina e Alckmin.

  • Álvaro Dias tinha 4%, agora tem 3% (com a margem de erro, de 1% a 5%);
  • João Amoêdo tinha 2%, agora, 3% (com a margem de erro, de 1% a 5%);
  • Henrique Meirelles também tinha 2%, agora 3% (com a margem de erro, de 1% a 5%);

Os três (Dias, Amoêdo e Meirelles) estão empatados.

  • Guilherme BoulosVera Lúcia e Cabo Daciolo tinham 1% cada um e mantiveram 1% (com a margem de erro, têm de 0% a 3%);
  • João Goulart Filho tinha 1%, agora, 0% (com a margem de erro, tem de 0% a 2%);
  • Eymael não pontuou em nenhuma das duas pesquisas.
  • Votos brancos e nulos somavam 22%, agora, 15%.
  • Não responderam ou não quiseram opinar eram 6%, agora, 7%.

Rejeição

O Instituto também perguntou: “Em quais desses candidatos você não votaria de jeito nenhum no primeiro turno da eleição para presidente deste ano?”

Neste levantamento, portanto, os entrevistados podem citar mais de um candidato. Por isso, os resultados somam mais de 100%.

Vamos aos números:

  • Bolsonaro: 43%
  • Marina: 29%
  • Alckmin: 24%
  • Haddad: 22%
  • Ciro: 20%
  • Cabo Daciolo: 19%
  • Vera: 19%
  • Eymael: 18%
  • Boulos: 17%
  • Meirelles: 17%
  • João Goulart Filho: 15%
  • Amoêdo: 15%
  • Alvaro Dias: 14%
  • Rejeita todos/não votaria em nenhum: 5%
  • Votaria em qualquer um/não rejeita nenhum: 2%
  • Não sabe: 6%

Em relação à pesquisa anterior, a variação da taxa de rejeição foi a seguinte: Bolsonaro, de 39% para 43%; Marina, de 25% para 29%; Ciro, de 23% para 20%; Alckmin, de 26% para 24%; Haddad, de 21% para 22%.

Simulações de segundo turno

  • Marina 43% x 37% Bolsonaro (branco/nulo: 18%; não sabe: 2%)
  • Ciro 39% x 35% Alckmin (branco/nulo: 23%; não sabe: 3%)
  • Alckmin 43% x 34% Bolsonaro (branco/nulo: 20%não sabe: 3%)
  • Marina 38% x 37% Alckmin (branco/nulo: 23%não sabe: 2%)
  • Ciro 45% x 35% Bolsonaro (branco/nulo: 17%não sabe: 3%)
  • Alckmin 43% x 29% Haddad (branco/nulo: 25%; não sabe: 3%)
  • Haddad 39% x 38% Bolsonaro (branco/nulo: 20%; não sabe: 3%)
  • Ciro 41% x 35% Marina (branco/nulo: 22%não sabe: 2%)
  • Marina 42% x 31% Haddad (branco/nulo: 25%; não sabe: 3%)

Sobre a pesquisa

  • Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos
  • Entrevistados: 2.804 eleitores em 197 municípios
  • Quando a pesquisa foi feita: 10 de setembro
  • Registro no TSE: BR 02376/2018
  • Nível de confiança: 95%
  • Contratantes da pesquisa: TV Globo e “Folha de S.Paulo”
Continue lendo
Clique para comentar

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual