Conecte-se Conosco

Sem categoria

Pesquisa mostra liderança de Jader Barbalho ameaçada por Mário Couto e Flexa Ribeiro

Publicado

em

A pesquisa realizada pelo Instituto Doxa, por encomenda de A Província do Pará, sobre a intenção de voto para o governo do Estado,  e que foi divulgada nesta segunda-feira (17),  registra também um tríplice empate na briga pelas duas vagas ao Senado: o candidato Jader Barbalho (MDB), que tinha 14,2% no início de agosto, aparece em queda e agora tem 12,3%. Está empatado com os candidatos Mario Couto (PP), com 11,7%; e o tucano Flexa Ribeiro (PSDB), com 10,8%.

Mario Couto – que teve o registro da sua candidatura negado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TER), na semana passa – tenta manter-se vivo na disputa, recorrendo ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Além d candidatura em si, quer recuperar seu tempo no horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão, hoje os principais palanques de campanha para todos os candidatos a cargo eletivo. Ele também está impedido de participar de atos eleitorais, de usar o fundo partidário para custear as despesas com a campanha, e teve seu nome retirado da urna eletrônica, por ordem de um juiz eleitoral,

Na mesma situação se encontra o deputado Wladimir Costa (SDD), que optou por concorrer uma vaga ao Senado ao invés de tentar a reeleição para a Câmara os Deputados. Para completar, teve seu registro negado por conta de ter sido condenado há quatro anos, por crime eleitoral. Wlad, como o parlamentar gosta de ser chamado, está cumprindo seu quinto mandato e provavelmente se reelegeria sem maiores problemas. Mas, para o Senado, está com apenas 2,7% da intenção de voto, figurando nas última posições e, pior, sendo o líder das rejeições.

Flexa Ribeiro, o surpreendente

Depois de ter sido o senador mais bem votado da história do Pará –  mais de 1.800.000 votos em 2010 -, o candidato à reeleição Fernando Flexa Ribeiro foi o único, entre os favoritos, a apresentar crescimento constante nas pesquisa do Instituto Doxa: tinha 10,1% em agosto, passou para 10,3 no início de setembro e agora aparece com 10,8%, em empate técnico com Jader Barbalho e Mario Couto. Cresceu 0,5% e, se considerarmos que Mário Couto ainda está com registro indeferido pelo TER-PA, Flexa Ribeiro encosta mais ainda em Jader Barbalho e assegura sua permanência o Senado.

A situação do senador tucano pode ser uma surpresa para muitos, mas Flexa Ribeiro já foi considerado pelo site “Congresso Em Foco” o segundo melhor senador do Brasil e o primeiro do Pará, concorrendo com figuras como Jader Barbalho e Paulo Rocha (PT), este agora candidato ao governo do Pará.

No Pará, este ano, concorrem ao Senado 18 candidatos, disputando duas vagas. Jader Barbalho (MDB) continua liderando com 12,3%, seguido de perto por Mário Couto (PP), que tem 11,7% da preferência do eleitor paraense. Em comparação à pesquisa anterior, Jader Barbalho tinha 11,9% e cresceu para 12,3%, um pequeno crescimento de 0,4%. Já Mário Couto tinha 11,5% e foi para 11,7%, sendo assim, cresceu 0,2%.

Em terceiro lugar vem Flexa Ribeiro (PSDB), com 10,8%, sendo que na penúltima pesquisa Doxa, o senador tucano tinha 10,3%. Ou seja, cresceu 0,5% das intenções de voto.

 

MAIOR CRESCIMENTO

 A despeito do bom desempenho do senador Flexa Ribeiro na campanha, os maiores índices de crescimento, porém, foram registrados pelos candidatos Jarbas Vasconcelos (3,4%), Wladimir Costa (2,7%), Sidney Rosa (2,2%) e Ursula Vidal (0,9%).

 

Os demais números podem ser vistos no gráfico abaixo:

 

 

Jader Barbalho, o mais rejeitado

Quando perguntados, se se as eleições fossem hoje, em que  não votaria para senador pelo Pará, o nome do senador Jader Barbalho (foto) aparece com o mais rejeitado: 16,5% . Ele  tem taxa de rejeição maior que a de aprovação.

O segundo mais rejeitado passou a ser Wladimir Costa (SDD), que vem com 9,9% de rejeição do eleitorado paraense. Na pesquisa anterior, Wlad era o líder absoluto de rejeição.  O terceiro é o senador Flexa Ribeiro (PSDB), que vem com o índice de rejeição de 5.6%. Confira no gráfico:

 

Dados sobre a pesquisa

Registrada no TRE-PA sob o protocolo PA-05803/2018, a nova pesquisa realizada pelo Instituto DOXA coletou as informações acima durante período de 12 a 15 de setembro com 1.896 eleitores, entrevistados nas 12 mesorregiões do Estado.

O nível de confiança utilizado é de 95% e a margem de erro estimada de 2,25% para mais ou para menos. A pesquisa foi encomendada Gravasom/A Província do Pará.

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual