Conecte-se Conosco

CURIOSIDADES

Pesquisa mostra que brasileiros dormem cada vez menos

Foto: Reprodução / Fonte: Portal Cultura

Publicado

em

Tão importante quanto ter uma alimentação saudável e praticar exercícios físicos regularmente, dormir é algo fundamental para a nossa vida. É durante esse momento que os radicais livres são neutralizados e nossa imunidade ganha reforços. Apesar de todos esses benefícios, ter uma noite de sono tranquila não é um privilégio para todos os brasileiros.

Uma pesquisa da Associação Brasileira do Sono (ABS), mostrou que a população do Brasil está dormindo cada vez menos. No ano de 2018 o brasileiro dormia 6,6 horas por dia em média. Em 2019 esse tempo reduziu para 6,4 horas ficando abaixo do preconizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que é de 7 a 9 horas de sono por dia.

Mas, como explicar esse problema a má qualidade do sono? Segundo a professora de Psicologia da Faculdade Estácio, Carmen Campos, a exposição à luminosidade emitida pelos aparelhos celulares, a ansiedade e até doenças como a arritmia cardíaca, a depressão e a asma estão entre os fatores que dificultam o sono.

É preciso ficar atento a esses fatores, que podem facilitar o desenvolvimento da insônia, um distúrbio que precisa de tratamento. Em casos mais preocupantes, procurar ajuda de um neurologista, buscar psicoterapia também é uma saída para falar sobre suas angústias e preocupações para que essa pessoa volte a ter mais tranquilidade e, consequentemente, uma maior qualidade de sono“, orienta a especialista.

Influências da pandemia

A pandemia provocada pelo novo coronavírus é um fator que não pode ser ignorado na má qualidade do sono. As incertezas quanto ao futuro que essa situação trouxe geram ansiedade, de acordo com a psicóloga. “Com a pandemia da Covid-19, as pessoas passaram a se deparar com seus medos, ansiedades, receios, medo da morte, do desemprego, mudança repentina de hábitos. Tudo isso acabou mexendo como o sono das pessoas“, destacou.

Carmen lembra, ainda, que a má qualidade do descanso, por provocar prejuízos à atenção e ao raciocínio, compromete a recuperação do metabolismo e o rendimento no trabalho. “A qualidade do sono está intrinsecamente associada à saúde corporal, por isso é indispensável preparar um ambiente adequado para que o sono seja reparador”, aponta.

Como ter um sono tranquilo?

Algumas dicas podem nos ajudar a garantir que o momento de dormir seja, de fato, tranquilo. Confira:

Garanta a rotina – Para regular o nosso relógio biológico, a pontualidade da hora de dormir deve ser aplicada todos os dias. “A periodicidade vai fazer com que o seu corpo e cérebro se acostumem e deem sinais na hora de dormir ou levantar“, explica a psicóloga. 

Desligue os eletrônicos – Devemos evitar o uso de celulares, computadores, tablets e da TV quando estivermos na cama. “As luzes das telas dos equipamentos eletrônicos interrompem a ação da melatonina, hormônio do sono que é produzido em ambientes escuros“, pontua.

Deixe o quarto aconchegante – Um ambiente silencioso, escuro, com temperatura agradável e uma cama confortável induzem o sono, fazendo com que o corpo processe a melatonina com mais facilidade.

Escolha refeições leves – Dê atenção à quantidade e à quantidade dos alimento durante o jantar, pois a digestão atrapalha o sono. Assim. prefira refeições leves e de fácil digestão.

Deite-se quando estiver com sono – Se após 30 minutos o sono não aparecer, levante-se e procure alguma atividade para relaxar, como meditação, leitura, ouvir uma música calma, e volte para a cama quando estiver com sono. “Ficar horas na cama forçando o sono não é a melhor saída, porque isso acaba estressando ainda mais o seu corpo e mente“, alerta a profissional.

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/aprovincia/public_html/wp-includes/functions.php on line 4556