Conecte-se Conosco

Eleições 2018

Podemos, PPS, DEM e PR liberam integrantes para apoio no 2º turno

Publicado

em

Spread the love

Partidos decidiram pela neutralidade

Agência Brasil 

Brasília – A Executiva Nacional do Podemos informou, em nota divulgada nesta quarta-feira (10), que vai se manter neutro no segundo turno da eleição presidencial. De acordo com a nota, militantes, líderes e representantes estão liberados para apoiar um dos presidenciáveis – Jair Bolsonaro (PSL) ou Fernando Haddad (PT).

No primeiro turno, o Podemos disputou a eleição presidencial com Alvaro Dias, que foi derrotado.

A Comissão Executiva Nacional do PPS também decidiu, nesta quarta-feira (10), em Brasília, manter a neutralidade no segundo turno da eleição presidencial. Para o partido, as candidaturas de Jair Bolsonaro (PSL) e de Fernando Haddad (PT) “trazem a marca de uma conflagração que alimenta radicalismos políticos sob a insígnia do ‘nós contra eles’, que ameaçam o próprio processo democrático”, diz o documento aprovado pelos dirigentes do PPS.

Mais cedo, o Democratas e o PR também liberaram seus integrantes para apoiar um dos dois candidatos.O DEM divulgou nota para informar que seus líderes e militantes estão livres para apresentar sua manifestação de voto no segundo turno, “seguindo as suas convicções”. No documento, assinado pelo presidente nacional da legenda, Antonio Carlos Magalhães Neto (ACM Neto), o partido afirma que mantém o compromisso de contribuir com a construção de um “Novo Brasil” e diz que o momento pede a substituição da prática do “toma lá dá cá” da velha política pelos verdadeiros interesses públicos. “Governar com os mais qualificados e ter responsabilidade fiscal. Encontrar uma solução para os mais de 13 milhões de brasileiros que estão desempregados. É hora de enfrentar, com coragem e determinação, o desafio de soerguer o nosso país”, disse ACM Neto.

Pelo PR, a decisão foi passada pelo líder da legenda na Câmara, deputado José Rocha. “O Partido da República decidiu liberar toda a bancada para que tome a decisão que achar melhor em cada estado. Os deputados estão liberados para seguir ou com Bolsonaro ou com Haddad”, disse Rocha. “Temos duas candidaturas em campos totalmente opostos. Temos parlamentares que apoiam Bolsonaro e que apoiam Haddad, que é, por exemplo, o meu caso”.

Continue lendo
Clique para comentar

Eleições 2018

Ibope: No 2º turno, Bolsonaro tem 59% dos votos válidos e Haddad, 41%

Publicado

em

O cálculo considera apenas os votos válidos, ou seja, exclui os nulos, brancos e indecisos.
Spread the love

Candidato do PSL abre 18 pontos de vantagem desde o primeiro turno, realizado em 7 de outubro, aponta pesquisa

 

A menos de duas semanas para o segundo turno da eleição presidencial, o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, tem 59% das intenções de voto, contra 41% do petista Fernando Haddad, segundo pesquisa Ibope/Estado/TV Globo divulgada nesta segunda-feira, 15.

O cálculo considera apenas os votos válidos, ou seja, exclui os nulos, brancos e indecisos. Levando em conta o eleitorado total, Bolsonaro lidera por 52% a 37%. Há ainda 9% dispostos a anular ou votar em branco, e 2% que não souberam responder.

Bolsonaro abriu 18 pontos porcentuais de vantagem nos votos válidos desde o primeiro turno, realizado no dia 7, quando ficou à frente do principal adversário por 46% a 29%.

Além de perguntar aos entrevistados quem é seu candidato preferido, o Ibope procurou medir o potencial de voto de cada um dos concorrentes. Após citar o nome de cada um dos candidatos, os entrevistadores perguntaram aos eleitores se votariam em cada um com certeza, se poderiam votar ou se não votariam de jeito nenhum.

Bolsonaro é o que tem mais simpatizantes convictos: 41% votariam nele com certeza, e 35% não votariam de jeito nenhum. Haddad é o que tem a maior rejeição: 47% não o escolheriam em nenhuma hipótese, e 28% manifestam certeza na escolha.

O Ibope ouviu 2.506 eleitores nos dias 13 e 14 de outubro. A margem de erro é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos, e o intervalo de confiança é de 95%. Isso significa que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro. O registro na Justiça Eleitoral foi feito sob o protocolo Nº BR-01112/2018. Os contratantes foram o Estado e a TV Globo.

Continue lendo

Eleições 2018

Bolsonaro diz que ‘quem vai mandar no Brasil são os capitães’

Publicado

em

O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro Foto: Wilton Junior/Estadão
Spread the love

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, foi à sede do Batalhão de Operações Especiais (Bope), nas Laranjeiras, no Rio. ‘Podem ter certeza, em chegando (à presidência), teremos um dos nossos lá em Brasília’

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, foi à sede do Batalhão de Operações Especiais (Bope), nas Laranjeiras, na manhã desta segunda-feira, 15. Bolsonaro chegou e saiu sem falar com a imprensa. Segundo um assessor do presidenciável, a agenda no batalhão foi uma “visita a amigos”. Bolsonaro e Fernando Haddad, do PT, disputam o segundo turno das eleições 2018 no próximo dia 28 de outubro.

Durante o encontro, que durou aproximadamente duas horas, Bolsonaro discursou brevemente e tirou selfies com homens do Bope. “Podem ter certeza, em chegando (à Presidência), teremos um dos nossos lá em Brasília”, afirmou. “Fizemos a segunda maior bancada em Brasília, sem televisão. Isso vem de gente como vocês. Então a gente tem que acreditar e tentar mudar, buscar fazer a coisa certa. Eu acho que isso é possível, afinal de contas não temos outro caminho.”

Jair Bolsonaro encerrou sua fala com o grito de “caveira”, tradicional entre os homens do Bope. No fim, ainda brincou com um coronel que foi cumprimentá-lo. “Tô dando continência pro coronel, mas quem vai mandar no Brasil serão os capitães”, disse, fazendo referência a sua patente como militar.

Antes de deixar a sede do Bope, Bolsonaro ainda almoçou com o pelotão.

 

Continue lendo

Eleições 2018

Doxa/A PROVÍNCIA: Vantagem de Helder Barbalho sobre Márcio Miranda cai para 7,4% no 2º turno

Publicado

em

Spread the love

A primeira pesquisa realizada pelo Instituto Doxa sobre  intenção de votos no segundo turno da eleição para governo do Pará e presidente da República,  aponta, no caso do Estado,  uma vantagem de apenas 7,4 pontos percentuais do candidato do MDB, Helder Barbalho,  sobre o candidato do DEM, deputado Márcio Miranda.

Estimulada

Na pesquisa estimulada, Helder  obteve 46,8% das intenções de voto; Márcio Miranda  ficou com 39,4%. Indecisos somam 6,6%; e os que pretendem votar branco ou anular o voto são 7,2%.

A pesquisa está registrada no TRE-PA sob o protocolo PA-07843/2018 e foi realizada no período de 10 a 13 de outubro com 1.896 eleitores, entrevistados nas seis (6) mesorregiões do Estado.
O nível de confiança utilizado é de 95% e a margem de erro estimada de 2,25% para mais ou para menos.

A pesquisa foi encomendada pela Gravasom Editora Ltda., responsável pela publicação de A Província do Pará. 

Espontânea

Na espontânea, Helder obteve 39% contra 31,5% dados a Márcio Miranda. E 17,9% não souberam ou não quiseram responder, Os que disseram que anulariam o voto ou votariam em branco, chegaram a 11,5%.

Presidente

Para presidente, o candidato Jair Bolsonaro (PSL) está com 47,8%,  e Fernando Haddad (PT) ficou com 37,7%. Os indecisos são 4,9% e os que pretendem anular ou votar em branco somam 9,5%.

 

Continue lendo

Facebook

Propaganda

Destaques