Conecte-se Conosco

CIDADE

População paraense se solidariza com a indignação Eder Mauro

Publicado

em

Além de participar da ação que prendeu os acusados do crime bárbaro de Marituba, é tio de uma das vítimas, ao conversar com o jornalista @pimentamarcus , o deputado e delegado Éder Mauro desabafou sobre a proteção da justiça para com um menor infrator. E com certeza o seu sentimento de revolta é o mesmo da população paraenses.

O que vai acontecer com esse adolescente de 17 anos envolvido no estupro de várias mulheres e morte de uma mãe que deixou 3 filhos, saindo de casa para trabalhar dignamente?

Bem, em primeiro lugar, estamos proibidos de divulgar o nome dele.
O ECA não deixa.
Também não podemos divulgar a cara dele.
O ECA não deixa.
Ele não pode ser julgado.
O ECA não deixa.
Ele não pode ficar “internado” por mais de três anos.
O ECA não deixa.
Quando ele sair, o crime não vai aparecer em sua ficha.
O ECA não deixa.
E a sociedade vai ficar a mercê deste criminoso sem rosto em breve, é revoltante mesmo!

O delegado Éder Mauro ainda divulgou uma nota pública afirmando que solidariza com os parentes e amigos de todas as vítimas” e que a própria família está em luto pela morte de Samara Mescouto, 20 anos, encontrada atrás do terreno em que morava o preso. “Samara foi adotada, aos 3 anos, pela mãe de Éder Mauro, Maria Trindade Cardoso, com quem morou até os 16 anos de idade, quando foi morar com a mãe biológica, que também foi criada pela matriarca da família Cardoso Barra”, afirma a nota.

O sepultamento da jovem Samara Mescouto, de 20 anos

Realizado ontem na última segunda-feira (13) deixando os familiares e amigos da vítima inconformados. Samara foi uma das vítimas do caso “maníaco de Marituba” e acabou sendo assassinada.

A mãe de Samara, Cristina Duarte, muito emocionada disse que busca em Deus as forcas necessárias e o amparo para lidar com a dor. Ela agradeceu a todas orações e apoio que tem recebidos de amigos, familiares e também de pessoas desconhecidas, que ficaram solidarizadas com o fim triste da moça. 

A mãe declarou ” Você está na glória de Deus e um dia irei te encontra lá também”. 

Samara Mescouto não pôde ser velada em decorrência do estado avançado de decomposição em que o corpo estava quando foi encontrado no quintal da casa de um dos suspeitos do assassinato. Segundo informações ela foi estuprada e morta na manhã dessa sexta-feira (11).

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital

Warning: chmod() has been disabled for security reasons in /home/aprovincia/public_html/wp-content/plugins/wordfence/vendor/wordfence/wf-waf/src/lib/storage/file.php on line 47