Conecte-se Conosco

Esportes

Possível fusão entre ESPN e Fox Sports pode mudar transmissões esportivas

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Estadão Conteúdo

A compra da 21st Century Fox pela The Walt Disney Company, num negócio global que deve chegar a US$ 71 bilhões (R$ 262 bilhões), pode mexer com a transmissão de eventos esportivos no Brasil. A 21st Century Fox detém os canais Fox Sports e a Walt Disney os canais ESPN.

Após análise da Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (SG/Cade), órgão ligado ao Ministério da Justiça, a conclusão foi de que a possível fusão dos canais esportivos gera “preocupações concorrenciais”. O caso, então, foi remetido para análise do Tribunal do Cade, responsável pela decisão final. O anúncio deve sair nos próximos dias. Entre as opções estão aprovação, reprovação ou adoção de eventuais medidas antitruste, como a obrigação de venda de ativos.

No parecer emitido pela Superintendência-Geral do Cade, os técnicos do órgão alertaram sobre o risco de a fusão dos canais provocar “um aumento significativo na concentração do mercado com grande probabilidade de exercício de poder”. De acordo com dados do relatório, os canais Fox Sports e ESPN têm, cada um, entre 10% e 20% do market share em audiência atualmente. Juntos, portanto, poderiam chegar a 40%.

O parecer aponta a “potencialidade de redução da qualidade e diversidade do conteúdo esportivo disponível e de aumento de custos especialmente para as pequenas operadoras de TV por assinatura. Ou seja, da operação decorre riscos não desprezíveis de diminuição do bem-estar do consumidor”.

Atualmente, entre os eventos esportivos transmitidos pela ESPN estão Campeonato Português, Campeonato Inglês, Copa da Liga Inglesa, NFL e NBA. Já a programação dos canais Fox Sports tem Campeonato Espanhol, Copa da França, Campeonato Alemão, Campeonato Argentino, Copa Libertadores e Copa Sul-Americana, entre outros.

No entendimento da Superintendência-Geral do Cade “há significativo risco de que a operação leve a um decréscimo da qualidade, diversidade e nível de investimento dos conteúdos esportivos disponíveis aos assinantes de TV por assinatura.” Procuradas pela reportagem do Estado, ESPN, Disney e Fox não quiseram se pronunciar.

Continue lendo
Clique para comentar

Esportes

Governo Helder Barbalho incentiva surf na pororoca em São Domingos do Capim

Publicado

em

Surfistas aproveitam a pororoca, que chega fazendo espuma nas águas barrentas de São Domingos do Capim.

Às margens da floresta, ribeirinhos de São Domingos do Capim se aglomeram nos trapiches para contemplar a chegada da Pororoca. E muitos não conseguem resistir, saem nas rabetas, lanchas e barcos para ver de perto a grande onda que chega fazendo espuma nas águas barrentas da Amazônia.

“Aqui tem a particularidade de ser uma pororoca que se aproxima da cidade e é muito acessível às pessoas, faz parte do cotidiano delas. E, diferente de outras pororocas, é formada pelo encontro de dois rios de água doce, o Guamá e Capim, o que acaba quebrando esse paradigma do fenômeno ser o encontro do mar com o rio”, revela o presidente da Associação Brasileira de Surf na Pororoca, Noélio Sobrinho.

O esporte sob as pranchas chegou na região há mais de 20 anos com as primeiras expedições de surfistas brasileiros renomados, como Ricardo Tatuí. Foi nessa época, que o nativo Walmecir se encantou com o surf. “O Ricardo deu pranchas pra gente e foi ensinando. Mas eu cheguei a treinar com tampa de geladeira e pedaço de isopor”, lembra.

Hoje, Walmecir é mototaxista na cidade e o surfista mais famoso da região. Ele venceu duas vezes o Campeonato Municipal de Surf e representa o Pará no Campeonato Nacional de Surf em Pororoca. “O surf é apaixonante, sou apaixonado pela pororoca, a melhor adrenalina é a do rio”, garante.

TURISMO E CULTURA – Os campeonatos de surf, que chegam a reunir cerca de 80 surfistas da região e de outros estados brasileiros, fazem parte do Festival da Pororoca, programação que chega a sua 19ª edição e é realizada pela Prefeitura de São Domingos do Capim, em parceria com Governo do Estado. O evento, que incentiva o esporte e o lazer, começou nesta sexta-feira (22) e vai até o dia 24.

“Além dos campeonatos, tem torneios de futebol, de vôlei e montamos um palco na orla da cidade para os shows musicais. O governo pretende incentivar ainda mais as ações de cultura e lazer no interior do Estado”, diz o diretor de Eventos da Secretaria Estadual de Esporte e Lazer (Seel), Júlio Vieira.

A expectativa é que circulem 15 mil pessoas na cidade durante o evento. A população fica bastante animada, porque o campeonato movimenta também o comércio local.

“O festival é algo que a gente espera o ano inteiro. E, esse ano, a pororoca veio mais forte e grande, assim, mais pessoas vêm de fora confraternizar com a gente. E o movimento no restaurante começa a aumentar”, disse cozinheira Maria de Jesus, que trabalha em um restaurante da orla da cidade.

Desde a quarta-feira (20), turistas brasileiros e até japoneses circulam pelo município. Uma equipe de produção da NGK, a maior emissora de TV do Japão, veio à São Domingos do Capim conhecer a Pororoca e estudar a possibilidade de transmitir ao vivo o fenômeno, no ano que vem, para o outro lado do mundo. “A TV japonesa já exibiu, ao vivo, um fenômeno da natureza na Antártida, agora queremos uma da Amazônia. Estamos pesquisando estrutura e logística para ver se é possível fazer aqui. A equipe está bem animada, é muito bonito”, disse o produtor de televisão, Leonardo Yamaguchi.

Para o surfista Alan Londres, de apenas 19 anos, que sonha em ser um “Medina da Pororoca”, como ele mesmo diz, não é difícil entender porque o fenômeno natural encanta tantas pessoas. “Quando a gente está lá em cima da onda, é uma sensação inexplicável, parece que estamos no céu. O rio parece que está dentro de nós. Essa pororoca de hoje foi bem grande, quase três metros, foi demais”.

Por Jackie Carrera/ Agência Pará

 

Continue lendo

Esportes

Casemiro será o capitão do Brasil contra o Panamá

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Gazeta Esportiva

Na manhã desta sexta-feira, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou que o técnico Tite já definiu quem será o capitão do Brasil para a partida amistosa deste sábado, contra o Panamá. Trata-se do meia Casemiro, que atua pelo Real Madrid.

Sem o primeiro capitão, Neymar, que ainda se recupera da lesão no quinto metatarso do pé direito, Tite teve de escolher um novo jogador para utilizar a braçadeira. Em 2017, em partida diante da Bolívia, válida pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo, o camisa 5 já havia sido o capitão, mas à época, o treinador utilizava o esquema de rodízio.

A oportunidade de Casemiro ser capitão surge justamente em um estádio que ele conhece muito bem. O jogo será realizado no Estádio do Dragão, casa do Porto, clube que o volante defendeu entre 2014 e 2015, e onde ganhou projeção mundial no futebol.

O Brasil entra em campo diante do Panamá às 14h (horário de Brasília). Logo após o jogo, a Seleção segue para Praga, onde na terça-feira enfrenta a República Tcheca, às 16h45.

Continue lendo

Esportes

Leandro Niehues comandará o Paysandu no próximo Re-Pa

Publicado

em

Texto: Jorge Luís Totti Imagem: Jorge Luiz (Paysandu)

Presente nos trabalhos diários desenvolvidos desde o dia 2 de janeiro deste ano, quando a pré-temporada bicolor começou, Leandro Niehues sempre teve participação ativa nos treinos da equipe de futebol profissional do Paysandu Sport Club, como auxiliar técnico permanente. O paranaense de 46 anos, que nesta quinta-feira (21) dirigiu as atividades na Curuzu pelo quarto dia consecutivo, vai comandar o time na tarde do próximo domingo (24), no Re-Pa, válido pela nona rodada do Parazão 2019. Ele terá o analista de desempenho, Henrique Bittencourt, como seu auxiliar à beira do campo.

Ao longo desta semana, Leandro Niehues esteve à frente dos treinamentos na preparação para o clássico, sempre cheios de pausas, repetições e orientações. “Avalio esse período de forma muito positiva. Muitas dessas informações que tenho passado aos atletas eu já fazia antes. Eu e os demais integrantes da comissão técnica permanente estamos procurando maximizar os pontos positivos da equipe e corrigindo os pontos que entendemos que devem ser melhorados”, explicou.

Com 25 anos de experiência no mundo da bola, Leandro Carlos Niehues foi selecionado para fazer parte da comissão técnica permanente, por estar alinhado com os valores do clube e acreditar na metodologia de trabalho que está sendo implantada. Em pouco mais de dois meses como funcionário do Paysandu, construiu uma relação harmoniosa e de respeito com os 29 atletas que fazem parte do elenco bicolor.

Leandro Niehues e os demais integrantes da comissão técnica ainda terão mais dois dias para preparar o grupo e manter a concentração voltada única e exclusivamente no jogo contra o maior rival.

A partida entre Paysandu e Clube do Remo será neste domingo (24), às 16h, no Estádio Mangueirão, pela penúltima rodada da primeira fase do Campeonato Paraense.

 

Continue lendo

Destaques

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com