Conecte-se Conosco
Fonte/Foto: agenciabelem

PREFEITURA DE BELÉM

Prefeito Zenaldo Coutinho visita serviços no Complexo do Jurunas e do Porto do Açaí

Publicado

em

O prefeito Zenaldo Coutinho visitou diversos locais em obras, em Belém, na manhã desta quinta-feira, 16. A visita se iniciou na rua dos Caripunas, uma das frentes de trabalho das obras de macrodrenagem, realizada pela Prefeitura de Belém, por meio do programa Sanear Belém.   

“Essa obra faz parte da sub-bacia 1 da Bacia Hidrográfica da Estrada Nova e possui três frentes de trabalho, sendo uma na rua dos Caripunas e as outras nas ruas dos Tamoios e Mundurucus”, explicou o prefeito de Belém,  Zenaldo Coutinho.

“Estamos no canteiro de obras da macrodrenagem da Estrada Nova, e aqui será o canal de descarga das águas acumuladas. Também estamos com frentes de trabalho na rua dos Tamoios e Mundurucus, para beneficiar toda essa região da sub-bacia 1 da Estrada Nova. A obra vai melhorar a qualidade de vida dessa região, eliminando o alagamento nessa área”, reforço o prefeito.

Macrodrenagem – Fazem parte da sub-bacia 1, as ruas dos Mundurucus, Veiga Cabral, Tamoios, Timbiras e Fernando Guilhon, que serão beneficiadas com a macrodrenagem. “Com a obra, vamos conseguir dar funcionalidade para a água que fica parada nesses trechos, com isso a água terá condição de chegar ao canal da rua dos Caripunas”, explicou a engenharia responsável pela obra, Beatriz Souza.

Jurunas – As vistorias nas obras continuaram no bairro do Jurunas, de onde Zenaldo seguiu para acompanhar o andamento dos serviços no Complexo do Jurunas. O local está em obras há quatro meses e com 40% dos trabalhos realizados. O investimento é de aproximadamente R$ 11 milhões, e vai atender 450 permissionários que atuam nessa feira.

“Essa grande obra, executada pela Prefeitura, avança fortemente. Este ano, vamos entregar o espaço amplo e qualificado para os feirantes e a comunidade”, comentou o prefeito.

Moradora do bairro, a doméstica  Zilda Carrera acompanhou a visita e ficou animada com a reforma do espaço. “Estou vendo uma melhoria grande aqui. Nós precisamos de um espaço como esse aqui no Jurunas e com essa reforma o Complexo vai ficar lindo“, comemorou.

Porto do Açaí – O novo Porto do Açaí está na reta final de obras. Com um investimento de R$ 4,5 milhões, o espaço vai contar com nova plataforma de comercialização, que expandiu o espaço da feira em 700 metros quadrados, novos boxes, trapiche de concreto e um novo prédio administrativo. O local também foi visitado pelo prefeito, que explicou a importância da obra.

“Dialogamos com os trabalhadores e com as secretarias envolvidas, para que essa obra seja entregue em março, com toda qualidade, para atender os trabalhadores e consumidores”, anunciou o prefeito.

Para o presidente da comissão dos trabalhadores do Porto do Açaí, Max Santos, os permissionários estão ansiosos para a entrega do novo espaço. “Essa obra vai ser importante para todos os trabalhadores do porto. Recebemos pessoas de várias localidades, como Muaná, Acará e Barcarena”, comentou.

Bernardo Sayão – A vistoria seguiu para a avenida Bernardo Sayão, que está recebendo diversos serviços, no trecho entre as avenidas Roberto Camelier e Alcindo Cacela. Em frente ao antigo Iate Clube, a Prefeitura de Belém está construindo um calçadão de 400 metros, com nova iluminação, e no outro da via, a calçada está sendo totalmente recuperada.

Na praça Princesa Isabel, no bairro da Condor, as obras  vão contemplar toda a área da praça, a área portuária com novo flutuante e cobertura do trapiche, explicou o prefeito.

“As obras da praça princesa Isabel estão dentro do cronograma. Além da obra na praça, estamos fazendo o trapiche e o flutuante, que está sendo feito no estaleiro”, destacou Zenaldo.

PREFEITURA DE BELÉM

Prefeitura de Belém participa de lançamento do Fórum Permanente Contra as Drogas

Publicado

em

O Ministério da Cidadania, do Governo Federal, lançou na última quarta-feira, 12, o Fórum Permanente de Mobilização contra as Drogas para autoridades políticas municipais, estaduais e federais e representantes da sociedade civil organizada, na sede da Associação Médica de Brasília, no Distrito Federal (DF). Idealizada há um ano, a iniciativa busca debater, cada vez mais, políticas públicas de combate ao uso de drogas, tratamento de usuários e atendimento aos familiares.

A Prefeitura de Belém, por meio do Pacto Belém Pela Vida, foi representada pelo psicólogo Nelcy Colares, coordenador do Pacto Belém Pela Vida e presidente do Conselho Municipal de Entorpecentes de Belém.

Nelcy Colares conta que o evento reprovou a discussão da legalização da maconha a partir do discurso da “maconha medicinal”, que, na verdade está voltada a um interesse meramente econômico, sob um manto de humanitarismo. E que agora, a postura é de enfrentamento às drogas.

“A Prefeitura de Belém não poderia ficar de fora dessa luta. Somos todos contra as drogas e pela vida. O evento reforçou que o Governo federal, assim como a Prefeitura de Belém, trabalha contra as drogas e a favor das pessoas. Neste governo, não vamos ter legalização das drogas”, relatou Nelcy, que destacou que em Belém, o Pacto Belém Pela Vida e Conselho Municipal de Entorpecentes vêm aumentando o número de pessoas capacitadas para o tratamento da dependência química e para a prevenção.

Dados – De acordo com o Observatório Brasileiro de Informações sobre Drogas, cerca de 20% da população admite ter usado drogas ilícitas. O secretário nacional de cuidados e prevenção às drogas, Quirino Cordeiro Junior, disse que as ações de enfrentamento precisam ser mais presentes entre os jovens.

Uma das propostas apresentadas no Fórum foi o fortalecimento do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), que leva policiais militares para dentro das escolas para conversar com os estudantes. O ministro da Cidadania, Osmar Gasparini Terra, fez a entrega simbólica da cartilha da Proerd.

Marco – Nos últimos de dois anos, a Prefeitura de Belém, por meio do Pacto Belém Pela Vida, já atingiu seis mil pessoas capacitadas e atendidas, sem contar com aquelas pessoas atendidas pelo Centro de Atendimento Psicossocial Especializado Álcool e Drogas (Caps), vinculado à Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua (Centro POP) e pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), estes, vinculados a Fundação Papa João XXIII (Funpapa).

“Na atual gestão da Prefeitura de Belém, o município passou a fazer parte do mapa nacional das cidades com programas de referência, como protagonista nas políticas públicas de combate as drogas, apresentando as iniciativas do município de Belém a outros estados, se tornando uma referência”, conclui Nelcy.

Continue lendo

PREFEITURA DE BELÉM

Prefeitura lança neste domingo, 16, o bloco Todos Por Elas

Publicado

em

Foto: Reprodução Instagram

O fim de semana será de muita folia, mas também de luta contra a violência. No próximo domingo, 16, a Prefeitura de Belém, por meio da Coordenadoria da Mulher de Belém (Combel), leva à Escadinha da Estação das Docas o bloco Todos Por Elas, com objetivo de promover um Carnaval de conscientização da população para o fim da violência contra a mulher. A concentração será às 9h.Pela primeira vez a Combel promove o bloco Todos Por Elas, juntando folia com luta por igualdade, respeito e fim da violência. O bloco sairá da Escadinha, na avenida Marechal Hermes, e seguirá pela avenida Presidente Vargas até à praça Batista Campos. Durante o cortejo, várias atrações musicais irão se apresentar, entre elas Mary Tupiassu, Mana Gorda, Thiago Rosa (Jeito Inocente), Marisa Black, Olavo, Lays Rebelo e DJ Aritanna, fazendo a alegria dos foliões e levantando a bandeira do respeito.Sugestão de entrevistados:– Sofia Couto, coordenadora geral da Combe.- Foliões.

Continue lendo

PREFEITURA DE BELÉM

Prefeitura se reúne com grupo Atacadão e trata do embargo de empreendimento

Publicado

em

Texto: Sérgio Chêne / Agência Belém

No início da tarde desta quinta-feira, 13, foi realizada na sede da Prefeitura Municipal de Belém, uma reunião sobre o embargo da obra do empreendimento de comércio atacadista, localizado no Portal da Amazônia, no bairro Cidade Velha. O empreendimento está com as obras paralisadas há um ano e meio.

O prefeito Zenaldo Coutinho recebeu o vice-presidente do grupo Atacadão, Marcos Oliveira, ao lado procurador-geral do município, Daniel da Silveira; da secretária municipal de Urbanismo, Anette Klautau, e do presidente da Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel), Fábio Atanásio, além do ex-senador Flexa Ribeiro (PSDB) e de representantes do grupo empresarial.

“Essa reunião serviu para ajustarmos o processo da obra do empreendimento do Atacadão e promover esse entendimento, fazendo ajustes no processo construtivo embargado. A Prefeitura de Belém se dispõe ao diálogo, que envolve necessariamente Ministério Público Estadual (MPE) para que, conjuntamente, possamos encontrar uma solução que contemple os interesses da cidade, as questões urbanísticas da legislação municipal e também o interesse da geração de emprego e renda, tão importante dentro de nossa cidade”, esclareceu Zenaldo Coutinho ao final da reunião.

Medidas – Diante das tratativas, a administração municipal dará início a um processo de articulação, com o MPE, a fim de se encontrar uma solução devida ao embargo.

Marcos Oliveira, representante do grupo Atacadão, afirmou que todas as medidas necessárias para se ajustar o projeto e o processo técnico a ser construído com a Prefeitura de Belém e MPE, serão consideradas.

Ainda na reunião, ficaram definidas algumas adequações a serem adotadas pelo grupo Atacadão, entre as quais, a diminuição da altura e a mudança na cor da estrutura de aço. Discussões relativas aos impactos relacionados ao patrimônio histórico e cultural, e ainda sobre a estrutura de saneamento também foram discutidas.

Posição – O grupo atua há cinco anos na capital paraense e há um ano e meio está com as obras paralisadas no Portal da Amazônia. Segundo o grupo Atacadão, o investimento na loja, localizada às margens da baía do Guajará, é de cerca de R$ 80 milhões. “A abertura que a Prefeitura está nos dando, juntamente com as secretarias municipais, e o alinhamento com o Ministério Público, nos garante que conseguiremos entregar uma loja, que será algo bastante benéfico para toda a população”, afirmou Oliveira.

“As adaptações que faremos ao projeto e na comunicação visual da loja são algumas das maiores demandas. Vamos ter que plantar árvores, tradicionalmente cultivadas na região, e trata-se de um detalhe muito importante”, destacou o representante do grupo Atacadão.

Outra reunião entre o Ministério Público, Prefeitura de Belém e o grupo Atacadão deve ocorrer nas próximas semanas, a fim de discutir o embargo do empreendimento.

Continue lendo

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital