Conecte-se Conosco

PREFEITURA DE BELÉM

Prefeitura de Belém inaugura Unidade Básica de Saúde do Castanheira

Fonte: Agencia Belém Foto: Reproducao

Publicado

em

Depois entregar a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Marambaia e o Hospital Pronto-Socorro Municipal Humberto Maradei Pereira, totalmente recuperado, a equipe da Prefeitura de Belém inaugurou na manhã desta quinta-feira, 13, a Unidade Básica de Saúde do bairro Castanheira (UBS), a 86ª entregue na gestão Zenaldo Coutinho.

A UBS vai oferecer atendimentos por meio de três equipes da Estratégia da Saúde da Família (ESF porte III), modelo de serviço que garante atenção médica de até 12 mil pessoas.

UBS – A UBS Castanheira está localizada na rua 1º de Dezembro, entre as passagens José de Alencar e Sol Nascente, e atenderá das 8h às 17h, com serviços como curativos domiciliares, exame Preventivo do Colo do Útero (PCCU), teste do pezinho, sala de vacina e consultório odontológico.

As equipes são compostas por um médico de família, um enfermeiro, um técnico em enfermagem e dez Agentes Comunitários de Saúde (ACSs). Antes de iniciar o atendimento à população, o espaço será submetido ao procedimento técnico de higienização.

Solenidade – A solenidade de inauguração teve a presença de muitos moradores, de representantes de Conselhos Municipais de Saúde e de Conselhos Tutelares, que visitaram as instalações da UBS Castanheira e conferiram de perto todo o mobiliário e equipamentos. Na obra do estabelecimento de saúde foi investido R$ 1,5 milhão.

Em seu discurso, Zenaldo Coutinho destacou que a inauguração da UBS Castanheira se trata de uma ação coletiva, na qual todos, não apenas a Prefeitura, estão envolvidas, e também as comunidades que acompanham as obras e projetos desenvolvidos pela administração municipal.

“É fundamental que reconheçamos que os avanços municipais são frutos de uma ação coletiva. A história é construída por muitas mãos e realizada por meio do trabalho em conjunto. Como mobilizar tantos desafios com tão poucos recursos diante de tantas demandas? Com a mobilização das pessoas, com a capacidade de ouvir, seja com a pessoa mais humilde”, disse o prefeito.

“Às vezes, não fazemos as obras no tempo que gostaríamos, mas todas as vezes que perguntam ‘houve algum atraso?’, eu respondo, sim, quatrocentos e quatro anos, porque antes de nós não fizeram”, refletiu o gestor 

Atendimento – A UBS terá três equipes de Saúde da Família, para prevenir doenças e promover o bem-estar das pessoas. “O intuito é evitar que as pessoas procurem, cada vez menos, a nossa rede de urgência e emergência”, destacou em sua fala o secretário municipal de Saúde, Sérgio de Amorim.

Junto com a irmã e filha Ana Carolina, de apenas 41 dias de nascida, Carla Chermont, de 29 anos, não perdeu tempo e foi ver de perto a estrutura de atendimento médico. “Estamos aqui para saber como ficou o ambiente para iniciar o tratamento de minha filha aqui neste posto”, assegurou a moradora.

Residente há 40 anos no bairro Castanheira, Bárbara Nóbrega, de 64 anos, mostrou entusiasmo por conta da inauguração. “Agora vai ser muito bom para todos daqui, pois muitos tinham que ir para o Posto 4, no bairro da Marambaia. Agora perto de casa, vai melhorar muito. A Prefeitura está de parabéns”, avaliou dona Bárbara, moradora da passagem Sol Nascente e dona de uma venda de café às proximidades da UBS.

Desde cedo no aguardo da solenidade de inauguração, Cleber de Jesus, de 40 anos, sendo cinco deles habitando o bairro Castanheira, disse estar satisfeito com a chegada de um serviço de saúde próximo de sua residência. “Agora estou a 200 metros de um atendimento médico e não vou precisar sair para o bairro da Marambaia para conseguir uma receita médica ou obter o medicamento para o tratamento que faço, aliás, nem ônibus vou precisar utilizar”, salientou.

PREFEITURA DE BELÉM

Prefeitura de Belém participa de lançamento do Fórum Permanente Contra as Drogas

Publicado

em

O Ministério da Cidadania, do Governo Federal, lançou na última quarta-feira, 12, o Fórum Permanente de Mobilização contra as Drogas para autoridades políticas municipais, estaduais e federais e representantes da sociedade civil organizada, na sede da Associação Médica de Brasília, no Distrito Federal (DF). Idealizada há um ano, a iniciativa busca debater, cada vez mais, políticas públicas de combate ao uso de drogas, tratamento de usuários e atendimento aos familiares.

A Prefeitura de Belém, por meio do Pacto Belém Pela Vida, foi representada pelo psicólogo Nelcy Colares, coordenador do Pacto Belém Pela Vida e presidente do Conselho Municipal de Entorpecentes de Belém.

Nelcy Colares conta que o evento reprovou a discussão da legalização da maconha a partir do discurso da “maconha medicinal”, que, na verdade está voltada a um interesse meramente econômico, sob um manto de humanitarismo. E que agora, a postura é de enfrentamento às drogas.

“A Prefeitura de Belém não poderia ficar de fora dessa luta. Somos todos contra as drogas e pela vida. O evento reforçou que o Governo federal, assim como a Prefeitura de Belém, trabalha contra as drogas e a favor das pessoas. Neste governo, não vamos ter legalização das drogas”, relatou Nelcy, que destacou que em Belém, o Pacto Belém Pela Vida e Conselho Municipal de Entorpecentes vêm aumentando o número de pessoas capacitadas para o tratamento da dependência química e para a prevenção.

Dados – De acordo com o Observatório Brasileiro de Informações sobre Drogas, cerca de 20% da população admite ter usado drogas ilícitas. O secretário nacional de cuidados e prevenção às drogas, Quirino Cordeiro Junior, disse que as ações de enfrentamento precisam ser mais presentes entre os jovens.

Uma das propostas apresentadas no Fórum foi o fortalecimento do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), que leva policiais militares para dentro das escolas para conversar com os estudantes. O ministro da Cidadania, Osmar Gasparini Terra, fez a entrega simbólica da cartilha da Proerd.

Marco – Nos últimos de dois anos, a Prefeitura de Belém, por meio do Pacto Belém Pela Vida, já atingiu seis mil pessoas capacitadas e atendidas, sem contar com aquelas pessoas atendidas pelo Centro de Atendimento Psicossocial Especializado Álcool e Drogas (Caps), vinculado à Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua (Centro POP) e pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), estes, vinculados a Fundação Papa João XXIII (Funpapa).

“Na atual gestão da Prefeitura de Belém, o município passou a fazer parte do mapa nacional das cidades com programas de referência, como protagonista nas políticas públicas de combate as drogas, apresentando as iniciativas do município de Belém a outros estados, se tornando uma referência”, conclui Nelcy.

Continue lendo

PREFEITURA DE BELÉM

Prefeitura lança neste domingo, 16, o bloco Todos Por Elas

Publicado

em

Foto: Reprodução Instagram

O fim de semana será de muita folia, mas também de luta contra a violência. No próximo domingo, 16, a Prefeitura de Belém, por meio da Coordenadoria da Mulher de Belém (Combel), leva à Escadinha da Estação das Docas o bloco Todos Por Elas, com objetivo de promover um Carnaval de conscientização da população para o fim da violência contra a mulher. A concentração será às 9h.Pela primeira vez a Combel promove o bloco Todos Por Elas, juntando folia com luta por igualdade, respeito e fim da violência. O bloco sairá da Escadinha, na avenida Marechal Hermes, e seguirá pela avenida Presidente Vargas até à praça Batista Campos. Durante o cortejo, várias atrações musicais irão se apresentar, entre elas Mary Tupiassu, Mana Gorda, Thiago Rosa (Jeito Inocente), Marisa Black, Olavo, Lays Rebelo e DJ Aritanna, fazendo a alegria dos foliões e levantando a bandeira do respeito.Sugestão de entrevistados:– Sofia Couto, coordenadora geral da Combe.- Foliões.

Continue lendo

PREFEITURA DE BELÉM

Prefeitura se reúne com grupo Atacadão e trata do embargo de empreendimento

Publicado

em

Texto: Sérgio Chêne / Agência Belém

No início da tarde desta quinta-feira, 13, foi realizada na sede da Prefeitura Municipal de Belém, uma reunião sobre o embargo da obra do empreendimento de comércio atacadista, localizado no Portal da Amazônia, no bairro Cidade Velha. O empreendimento está com as obras paralisadas há um ano e meio.

O prefeito Zenaldo Coutinho recebeu o vice-presidente do grupo Atacadão, Marcos Oliveira, ao lado procurador-geral do município, Daniel da Silveira; da secretária municipal de Urbanismo, Anette Klautau, e do presidente da Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel), Fábio Atanásio, além do ex-senador Flexa Ribeiro (PSDB) e de representantes do grupo empresarial.

“Essa reunião serviu para ajustarmos o processo da obra do empreendimento do Atacadão e promover esse entendimento, fazendo ajustes no processo construtivo embargado. A Prefeitura de Belém se dispõe ao diálogo, que envolve necessariamente Ministério Público Estadual (MPE) para que, conjuntamente, possamos encontrar uma solução que contemple os interesses da cidade, as questões urbanísticas da legislação municipal e também o interesse da geração de emprego e renda, tão importante dentro de nossa cidade”, esclareceu Zenaldo Coutinho ao final da reunião.

Medidas – Diante das tratativas, a administração municipal dará início a um processo de articulação, com o MPE, a fim de se encontrar uma solução devida ao embargo.

Marcos Oliveira, representante do grupo Atacadão, afirmou que todas as medidas necessárias para se ajustar o projeto e o processo técnico a ser construído com a Prefeitura de Belém e MPE, serão consideradas.

Ainda na reunião, ficaram definidas algumas adequações a serem adotadas pelo grupo Atacadão, entre as quais, a diminuição da altura e a mudança na cor da estrutura de aço. Discussões relativas aos impactos relacionados ao patrimônio histórico e cultural, e ainda sobre a estrutura de saneamento também foram discutidas.

Posição – O grupo atua há cinco anos na capital paraense e há um ano e meio está com as obras paralisadas no Portal da Amazônia. Segundo o grupo Atacadão, o investimento na loja, localizada às margens da baía do Guajará, é de cerca de R$ 80 milhões. “A abertura que a Prefeitura está nos dando, juntamente com as secretarias municipais, e o alinhamento com o Ministério Público, nos garante que conseguiremos entregar uma loja, que será algo bastante benéfico para toda a população”, afirmou Oliveira.

“As adaptações que faremos ao projeto e na comunicação visual da loja são algumas das maiores demandas. Vamos ter que plantar árvores, tradicionalmente cultivadas na região, e trata-se de um detalhe muito importante”, destacou o representante do grupo Atacadão.

Outra reunião entre o Ministério Público, Prefeitura de Belém e o grupo Atacadão deve ocorrer nas próximas semanas, a fim de discutir o embargo do empreendimento.

Continue lendo

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital