Conecte-se Conosco

PREFEITURA DE BELÉM

Prefeitura de Belém participa do Congresso Brasileiro de Infectologia

Publicado

em

Foto: Reprodução /Fonte: Agência Belém

Representando o prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, o titular da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), Sérgio de Amorim, marcou presença na noite desta terça-feira, 10, na cerimônia oficial de abertura do XXI Congresso Brasileiro de Infectologia (Infecto 2019), no Hangar – Convenções e Feiras da Amazônia.

Amorim ressaltou alguns avanços na saúde pública do município de Belém ao longo de aproximadamente sete anos de gestão. “Reestruturamos e reequipamos o Casa Dia para oferecer um atendimento de melhor qualidade aos pacientes. Descentralizamos os testes rápidos de HIV e sífilis para as unidades de saúde, a fim de detectar doenças e iniciar o tratamento aos pacientes. Disponibilizamos uma unidade móvel de vacina para áreas onde a cobertura vacinal ainda é escassa, dentre tantos outros investimentos já realizados para levar uma saúde de qualidade à população”.

Mais de 80 servidores municipais participam do congresso, que seguirá até sexta-feira, 13. “São médicos, infectologistas, enfermeiros, farmacêuticos, biomédicos, dentre outros que estão enriquecendo-se de conhecimento científico para aplicá-los na rede SUS (Sistema Único de Saúde) de forma a garantir o acesso à pessoa vivendo com HIV, aids, hepatites ou doenças tropicais”, informou o coordenador da Referência Técnica de IST, Aids e Hepatites Virais da Sesma, Reginaldo Júnior.

No estande da Prefeitura de Belém, profissionais da Sesma realizam trabalho de orientação educativa para os mais de 2 mil congressistas sobre profilaxia pré-exposição ao HIV (PrEP) e profilaxia pós-exposição ao HIV (PEP), além da distribuição de insumos de prevenção (preservativos e gel lubrificante).

“Este congresso é de suma importância para que possamos colocar nossos profissionais e, sobretudo, as unidades de saúde que já descentralizam o tratamento de HIV, nesse circuito de aprendizado e manuseio das práticas de HIV/Aids no município de Belém”, disse Reginaldo Júnior.

Estiveram presentes na cerimônia de abertura a presidente do Congresso de Infectologia, Maria do Perpétuo Socorro Corrêa; o secretário de Estado de Saúde Pública (Sespa), Alberto Beltrame; o presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), Sérgio Cimerman; o presidente da Sociedade Paraense de Infectologia (SPI), Alessandre Beltrão; o presidente da Sociedade Médico-Cirúrgica do Pará (SMCP), José Rufino Costa; dentre outros.

O congresso conta com uma programação científica qualificada, permitindo uma completa atualização e capacitação em doenças infecciosas, com a contribuição de renomados especialistas nacionais e do exterior.

Texto: Suênia Cardoso

Continue lendo
Clique para comentar

PREFEITURA DE BELÉM

Transporte escolar garante direito à educação de estudantes das ilhas

Publicado

em

Texto: Tábita Oliveira/ Agência Belém

Morador da comunidade do Fama, em Outeiro, o pequeno Miquéias da Cunha, de 10 anos, pedalava com sua mãe Eronilda da Rocha e a sua irmã Letícia Da Cunha aproximadamente 18 quilômetros, todos os dias por baixo de sol e chuva, para chegar à Escola Municipal de Educação Infantil e Ensino Fundamental Professor Pedro Demo, localizada em frente à Praia do Amor, no outro extremo da ilha. Ele conta que era muito cansativo.

“Era muito difícil. Tinha que pedalar uns 30 minutos. Toda vez chegava cansado e atrasado na escola. As vezes, a bicicleta quebrava e tinha que vir andando. Era muito difícil mesmo”, relata o menino que desde 2016 não precisa mais ir de bicicleta para a escola, pois já conta com o transporte escolar que vai e volta da escola com mais conforto e segurança.

“Agora com o ônibus melhorou bastante. Faço amizades com outros colegas da escola que vêm no ônibus e não chego mais cansado. Tinha dias que pegava chuva também”, lembra. A dona de casa, Eronilda da Rocha, mãe de Miquéias relembra também que sente-se mais segura com o transporte escolar. “Levava os meninos de bicicleta e pegava sol e às vezes um pouquinho de chuvisco. Com os ônibus melhorou 100 por cento”.

Kayla de Kássia Soeiro, de 11 anos, mora no bairro de Água Boa em Outeiro, e estuda na mesma escola que Miquéias. A dificuldade era a mesma enfrentada pelo estudante. Às vezes ia de transporte alternativo, outros de bicicleta e até andando por meia hora. “Chegava muito atrasada, suada e molhada, porque tinha dias que chovia. Agora, com o transporte da escola melhorou muito. Chego sempre na hora certa”, relata a menina.

Todos os dias, a estudante se diverte com a monitora Socorro que vem animando a garotada durante a viagem. “Antes, mesmo cansada, já me esforçava nos estudos e agora mais ainda”, comenta Kayla consciente da importância de frequentar a escola. Shirley Soeiro, empregada doméstica, mãe de Kayla, lembra que gastava muito para deixar a filha na escola. “Gasta, aproximadamente, 10 reais quando íamos de ônibus ou van. E agora ela é a primeira a se levantar. Antes ela não participava de nada na escola e agora está em todas as atividades da escola”, relata.

Entre tantas histórias, alunos com deficiência também se beneficiaram com a implantação do transporte escolar na Escola Pedro Demo. “Tínhamos que acordar bem mais cedo para pegar a van que as vezes demorava horas pra passar. Ele chegava muito atrasado”, comenta Cristina do Carmo, mãe de Lucas do Carmo, de sete anos, diagnosticado com autismo. Ela garante que o filho ganhou mais autonomia e fica feliz quando o ônibus chega para buscá-lo.

“Gastava 12 reais todos os dias. Não tinha mais condições de pagar o transporte. Já estava desistindo de levá-lo para a escola”, relata a dona de casa que confessa que tinha medo do filho ir sozinho no ônibus da escola. “Mas ele pedia para mim, porque via os coleguinhas pegando o ônibus da escola. Aí, conversei com a diretora e foi a melhor coisa que aconteceu”, conclui Cristina.

SÉRIE – Todas as histórias mostram a importância do transporte escolar na vida do aluno e das famílias e, a partir desta terça-feira, 12, a Prefeitura de Belém através da Coordenadoria de Comunicação Social (Comus) e Secretaria Municipal de Educação (Semec),  publica uma série de reportagens sobre a importância do investimento no transporte escolar no município.

TRANSPORTE – Em 2013, a rede de ensino de Belém possuía somente dois ônibus escolares. Atualmente, com o investimento feito pela atual gestão, a rede municipal possui 48 ônibus, que atendem aproximadamente 2,3 mil alunos de 50 escolas municipais.

A Escola Municipal Professor Pedro Demo conta com 900 alunos matriculados na unidade. Destes, 220 alunos utilizam o transporte escolar. A unidade realiza um cadastro onde o responsável se compromete a levar e buscar o estudante no ponto em que o ônibus passa.

Continue lendo

PREFEITURA DE BELÉM

Cotijuba: moradores celebram 130 anos da ilha com programação especial

Publicado

em

Texto: Talison Lima/ Agência Belém

Rica em beleza, aromas e sabores, a ilha de Cotijuba, é uma das 42 ilhas que integram o arquipélago de Belém. Situada no distrito de Outeiro, a ilha celebra 130 anos nesta segunda-feira, 11. Para comemorar a data, a Prefeitura de Belém, por meio da Administração Regional do Outeiro (Arout), preparou uma programação alusiva com ações de limpeza, show musical, serviços de cidadania e muito esporte, além do concurso Garota Cotijuba e o corte do tradicional bolo.

Logo nas primeiras horas do dia, a movimentação no porto Poeta Antônio Tavernard foi intensa. No corredor agitado, moradores e visitantes se misturaram com uma equipe extra de agentes de vias públicas da Secretaria Municipal de saneamento (Sesan), que desembarcaram na ilha para reforçar as ações de limpeza.

De acordo com Yan Miranda, administrador regional do Outeiro, cerca de 20 homens atuaram com os serviços de roçagem, capinação e refolhamentos de entulhos por vários pontos da região. “Nossa ilha de Cotijuba está em festa e motivos para comemorar não faltam. Estamos avançando com ações de limpeza e pavimentação. Além disso, vamos promover dois dias de programação para os moradores e visitantes”, contou Yan. Um grupo ficará responsável pela pintura de canteiros e calçadas.

Programação – Na próxima quinta-feira, 14, uma ação de cidadania levará os serviços de emissão de RG, agendamento da Carteira de Trabalho (Ctps), atendimentos médicos e odontológicos, orientações jurídicas e sociais, além de serviços de beleza, entre outros. O evento ocorrerá das 9h às 12h, na Igreja Pentecostal Fonte do Poder de Deus, situada na rua Magalhães Barata esquina com rua Tom Jobim.

Esporte – Na sexta, 15, haverá a programação esportiva. O campo Vila Nova, ao lado do antigo Educandário Nogueira Farias, será palco das partidas de futebol. As competições começam às 08h e seguem até às 16h, com diferentes modalidades, entre elas; Sub 14 masculino; adultos feminino e masculino e máster masculino.

Ainda pela manhã, Cotijuba receberá um grupo de ciclistas de Belém, que vão pedalar pelas principais vias da ilha, com destino a praia do “Vai Quem Quer”. Cerca de 100 atletas estão sendo aguardados. A concentração será às 09h, na praça central em frente ao antigo Educandário Nogueira Farias.

A diversão segue com as atrações do palco montado pela Prefeitura de Belém na praça principal. A partir das 19h, um culto evangélico dará início a programação. Na sequência haverá shows musicais, concurso Garota Cotijuba e o tradicional parabéns com corte do bolo.

Continue lendo

PREFEITURA DE BELÉM

Prevenção às drogas é tema de sessão especial na Alepa

Publicado

em

Texto: Andrey Araújo/ Agência Belém

Neste quinta-feira, 7, foi realizado no auditório da Assembleia Legislativa do Estado (Alepa), o segundo dia da Semana de Políticas de Prevenção às Drogas Pacto Belém Pela Vida. O objetivo, além de informar a população, é dar oportunidade para que a população se manifeste e diga o que espera do poder público, fazendo valer seus direitos.

Pela manhã, uma sessão especial no Plenário da Alepa, com o tema a “Nova Política Sobre Drogas”, contou com a presença de representantes da Prefeitura de Belém, do deputado Pastor Fábio Freitas e de representantes de autoridades nacionais.

“Essa é uma sessão especial em que é exposta um pouco da nova política sobre álcool e outras drogas do governo federal. Essa política traz uma mudança de rumos muito voltada à redução de danos. Agora tem como foco a abstinência, não excluindo que se possa trabalhar no sentido de minimizar os danos e trazer bem-estar e qualidade de vida”, explicou o coordenador do Pacto Belém pela Vida, Nelcy Colares.

Conhecimento  Durante a tarde, a política de prevenção às drogas também foi abordada, mas com outro viés: em uma audiência pública, momento de diálogo e debate entre a população e autoridades. “O objetivo da audiência é, além de informar a população, dar oportunidade para que as pessoas se manifestem e digam o que esperam das políticas e assim o Estado e seus representantes possam dar encaminhamento para que essas políticas sejam melhor executadas”, ressaltou Nelcy. 

Alunos de várias escolas públicas de Belém participaram da audiência pública. Para o  gestor geral da Federação Brasileira de Comunidades Terapêuticas (Febract), Pablo Kurlander, a iniciativa é de grande importância.

“É um evento muito importante para transmitir para os jovens uma noção sobre as políticas de drogas. Esse momento é importante para dividir esses conhecimentos com a população, pois com a população conhecendo as políticas é mais fácil de colocá-las em prática”, disse Pablo. 

Os usuários do Centro de Referência Especializado em Situação de Rua (Centro Pop) fizeram uma apresentação cultural para mostrar a importância de espaços e profissionais de ajuda e recuperação.

O Centro Pop disponibiliza serviços assistenciais, como acesso a higiene e alimentação, triagem, investigação social, encaminhamento para a rede de proteção social e de saúde e emissão de documentos, além de proporcionar os serviços de vivência e oficinas para fortalecimento de vínculos.

Pesquisa  De acordo com a última pesquisa da Fundação Oswaldo Cruz, 3,5 milhões de brasileiros consumiram drogas ilícitas em período recente. Os números mostram como o trabalho de profissionais é difícil, necessário e importante para a orientação da população.

“É um trabalho árduo. A droga vem evoluindo e junto com tudo isso o tratamento também tem que evoluir. E a gente precisa dessa ajuda dos profissionais para orientarem tanto a população quanto os profissionais da área”, disse a terapeuta em dependência química da coordenadoria Pacto pela Vida, Gisele Souza.

Continue lendo

Facebook

Propaganda

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital