Conecte-se Conosco

Emprego e Renda

Quebradeiras de Coco Babaçu se reúnem em São Domingos do Araguaia (PA)

Publicado

em

Pela primeira vez em terras paraenses, o VIII Encontrão das Quebradeiras de Coco Babaçu foi realizado entre a  quinta-feira (7) e dia  o sábado (9), no município de São Domingos do Araguaia, no Pará.

Cerca de 300 quebradeiras de coco babaçu dos estados do Maranhão, Piauí, Tocantins e Pará, além de organizações e movimentos sociais parceiras do MIQCB participam do evento, cujo tema é “Mulheres quebradeiras de coco: Resistência nos babaçuais”.

Entre os temas abordados no evento estão: o desafio do acesso livre ao território onde estão os babaçuais; a queima das florestas do coco babaçu e das pindovas (palmeiras jovens de babaçu); as violências físicas e psicológicas sofridas pelas quebradeiras de coco babaçu.

Durante os três dias de programação, além da eleição para a coordenação geral do MIQCB e confirmação das coordenadoras regionais (eleitas ao longo da realização dos Encontrinhos), será definido o Planejamento Estratégico do movimento para os próximos cinco anos e apresentado o seu novo Estatuto.

Preparação

Em novembro de 2018 começaram a ser realizados os “encontrinhos” nas seis Regionais do MIQCB nos estados do Maranhão, Pará, Piauí e Tocantins. Durante as atividades foram trabalhados três eixos estratégicos para o movimento: acesso livre ao território e babaçu; educação contextualizada; e acesso ao conhecimento e economia solidária.

As dificuldades e oportunidades levantadas ao longo dos “encontrinhos” serão consolidadas no Planejamento Estratégico.

O Encontrão é realizado pelo MIQCB, e conta com o apoio da União Europeia, Fundação Ford, ActionAid, DGM Brasil, e ASW.

Fonte: CPT
Com informações do MIQCB

Continue lendo
Clique para comentar

Emprego e Renda

Março registra queda no número de empregos, revela pesquisa

Publicado

em

Por Pedro Peduzzi /Agência Brasil  Brasília

O mercado de trabalho formal apresentou, em todo o país, saldo negativo de 43.196 empregos com carteira assinada em março. Segundo dados divulgados hoje (24), em Brasília, pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), da Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia, foram registradas 1.216.177 admissões e 1.304.373 demissões no período.No mês anterior, o saldo havia ficado positivo, com 173.139 admissões (1.453.284 admissões e 1.280.145 demissões). Com isso, no acumulado do bimestre (fevereiro/março), o saldo está em 129.943.

compras_no_comercio.jpg

Pesquisa detectou que o comércio foi o setor com maior perda de empregos no país: 28.803 vagas    (Arquivo/Marcelo Camargo/Agência Brasil/EBC)

A maior perda registrada em março foi no setor de comércio, que apresentou uma diminuição de 28.803 vagas, seguido de agropecuária (-9.545), construção civil (-7.781), indústria da transformação (-3.080) e serviços industriais de utilidade pública (-662).

Três setores tiveram resultados positivos: serviços (4.572), administração pública (1.575) e extrativa mineral (528).

Os estados que apresentaram os piores resultados foram Alagoas (-9.636 vagas), São Paulo (-8.007), Rio de Janeiro (-6.986), Pernambuco (-6.286) e Ceará (-4.638).

Os que anotaram saldo positivo foram Minas Gerais (5.163), Goiás (2.712), Bahia (2.569), Rio Grande do Sul (2.439), Mato Grosso do Sul (526), Amazonas (157), Roraima (76) e Amapá (48).

O salário médio das admissões registradas em março ficou em R$ 1.571,58, valor que, se comparado ao mesmo período do ano anterior, representa perda real de R$ 8,10 (-0,51%).

Já o salário médio que era pago no momento da demissão apresenta queda maior, de R$ 29,28 na comparação com março de 2018 – valor que representa perda real de -1,69%.

Continue lendo

Emprego e Renda

Aprovados em concurso do Igeprev são nomeados

Publicado

em

Foto: Reprodução /Fonte: Agência Pará

Cumprindo com o compromisso de chamamento dos concursados, foi publicado no Diário Oficial desta segunda-feira (8), a nomeação dos 73 aprovados no concurso público C-184 do Instituto de Gestão Previdenciária do Estado do Pará (Igeprev), assinada pelo Governador Helder Barbalho. Uma aprovada já havia sido nomeada em cumprimento de ordem judicial.

Com organização do Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades), o certame ofertou 74 oportunidades para os cargos de técnico previdenciário A e B, técnico de estatística e atuária, analista de investimentos e técnico de administração e finanças. Os candidatos foram submetidos a provas objetiva e discursiva, de caráter eliminatório e classificatório, além de avaliação de títulos (classificatória) para os cargos de técnico Previdenciário A e B e Técnico de Estatística e Atuária; Analista de Investimentos e Técnico de Administração e Finanças. A remuneração para os cargos é de R$ 4.245,29. Todas as remunerações são acrescidas ainda de vale alimentação.

Os nomeados tem a disposição no site da Sead a documentação necessária para sua posse.

Por Luciana Benício

Continue lendo

Emprego e Renda

Mais de 6 mil candidatos fazem provas do concurso para o CPC Renato Chaves

Publicado

em

Foto: Reprodução /Fonte: Agência Pará

Dos 13 mil candidatos esperados para fazer o concurso C-176 do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves neste domingo (31), apenas 6.539 compareceram para realizar as provas para os cargos de nível médio e superior, no certame promovido pelo Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Administração (Sead). O concurso é organizado pela Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp). O maior número de faltosos foi registrado em Belém (1.825 ausentes).

As provas foram realizadas nos municípios de Belém, Altamira, Castanhal, Marabá, Santarém e Itaituba. Das 8 às 12 h, fizeram os candidatos aos cargos de nível médio, e à tarde, das 14h30 às 18h30, os que disputam os cargos de nível superior. “Procuramos alinhar com a organizadora todo um esquema de segurança para prevenção de fraudes que deu certo, já que não tivemos nenhuma ocorrência durante todo o dia. Tivemos o apoio da Polícia Civil e conseguimos preservar a lisura e a transparência do certame”, afirmou Thainná Alencar, secretária adjunta de Gestão de Pessoas da Sead.

Vagas – O concurso oferta 95 vagas para perito médico legista (Medicina e Medicina Psiquiátrica); perito criminal (Administração, Agronomia, Arquitetura e Urbanismo, Ciências Biológicas, Ciências Contábeis, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Engenharia Florestal, Engenharia Mecânica, Engenharia Química, Engenharia Sanitária, Farmácia, Física, Geologia, Medicina Veterinária, Odontologia e Processamento de Dados), e auxiliar técnico de perícia (Técnico em Enfermagem, Técnico em Laboratório, Técnico em Mecânica e Técnico em Radiologia).

A jornada de trabalho para todos os cargos é de 40 horas semanais, e a remuneração é de R$ 5.210,05 para auxiliar técnico de perícia, e de R$ 8.482,04 para os demais cargos.

O concurso é composto pelas seguintes etapas: prova objetiva, prova discursiva, exames médicos, prova de capacitação física, exame psicológico, investigação criminal e social e prova de títulos (apenas para os cargos de nível superior).

A prova objetiva, com 50 questões, vale 10 pontos. Para ser aprovado é necessário obter a nota mínima de cinco pontos e não zerar as questões de Língua Portuguesa. A prova discursiva vale 10 pontos. Serão aprovados os candidatos que obtiverem a nota mínima de seis pontos. Esta prova é composta por um texto dissertativo ou argumentativo com no mínimo 20 linhas e no máximo, 30 linhas.

O prazo de validade do concurso é de um ano, a contar da data de publicação da homologação do certame, podendo ser prorrogado por igual período, a critério do Centro de Perícias.

Por Luciana Benício

Continue lendo

Destaque