Conecte-se Conosco

TURISMO

Restaurante na ilha do Combu sofre boicote feminino por apoiar Bolsonaro

Publicado

em

Para milhares de mulheres paraenses que costumavam frequentar, no fins de semana e feriados, o restaurante Chalé da Ilha, na idílica  Ilha do Combu, em frente a Belém, do outro lado do lendário rio Guamá,  o local ficou amaldiçoado e proibido para pessoas de bem, depois que os proprietários mostraram que estão apoiando o candidato à presidência, Jair Bolsonaro (PSL),  que no dia 7 passado levou uma vacada de um sujeito em Luiz de Fora, Minas Gerais, e que, mesmo assim, está liderando as pesquisas de intenção de votos, seguido pelo petista Fernando Haddad.

O  apoio dos donos do restaurante Chalé da Ilha, foi través da publicação de um stories no Instagram. Em poucos minutos,  mulheres que fazem parte do movimento #elenão estão publicando em suas redes sociais mensagens de repúdio contra o restaurante e convocando para um boicote, mesmo que Bolsonaro não passe para o segundo turno, o que é muito difícil, Dessa maneira, o prosaico restairante, que sempre valeu mais pela natureza em que está contextualizado que pelas iguarias – e principalmente os preços – serve a seus frequentadores, vai se juntar varejos  como as Lojas Americnsas e C&A, e a redes de fast food como a MCDonald, alvos de retalição da população, principalmente a femina, por manifestar apoio a Bolsonaro. No total, o #elenão já tem mais de um lhão de participantes. Um antigo poeta já saudoso, costumava dizer que um par de pelos pubianos de uma mulher tem mais força que uma junta de bois. Ou seja, o restaurante  do Combu – e não é o único por lá- deveria rever seus conceitos antes que seja entregue às moscas,

Continue lendo
Clique para comentar

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual