Conecte-se Conosco

FUTEBOL

Santos enfrenta o Goiás em busca de vaga na Libertadores

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: *Folhapress

O Santos chega à 32ª rodada do Campeonato Brasileiro, pela qual enfrentará o Goiás neste sábado (9), a partir das 17h, no estádio Serra Dourada, com chance de já assegurar uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores.

Para isso acontecer, a equipe alvinegra, na terceira colocação, precisa vencer e contar com uma derrota do Internacional, em oitavo, que irá receber o Fluminense no domingo (10) no Beira-Rio. Nesse cenário, o Santos chegaria a 64 pontos, enquanto o Inter seguiria com 46 -a cinco rodadas do fim, os colorados teriam margem para empatar em pontos com os santistas, mas ficariam para trás pela diferença no número de vitórias, critério de desempate.

Vale lembrar que, nesta rodada, o Santos só conseguirá cravar ida à pré-Libertadores e que a zona de classificação se estende atualmente até o G-7, já que o Athletico-PR, campeão da Copa do Brasil e, portanto, já garantido na próxima edição do torneio continental, ocupa a sétima posição.

Em Goiânia, o Santos poderá ter até três baixas. Além do zagueiro Gustavo Henrique, expulso diante do Avaí, o clube não terá o meia Evandro, com virose. O atacante Marinho, pendurado com dois cartões amarelos, ainda pode ser poupado, visando clássico com o São Paulo na rodada seguinte.

O Goiás também estará desfalcado, sem Yago Rocha, lesionado, e Rafael Moura, suspenso. O técnico Ney Franco deve contar, em contrapartida, com retorno do zagueiro Fábio Sanches. Na décima colocação, com 42 pontos, o time esmeraldino ainda sonha com uma vaga na Libertadores.

FUTEBOL

Santos joga para manter 100% e defesa invicta nos clássicos como mandante em 2019

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Estadão Conteúdo

O clássico contra o São Paulo, sábado, na Vila Belmiro, pode render ao Santos a classificação antecipada à edição de 2020 da Copa Libertadores e também alguns feitos raros e históricos ao time. Afinal, a equipe chega ao duelo com 100% de aproveitamento como mandante nos seus confrontos em casa nesta temporada contra os seus três principais rivais e também sem ter sido vazado.

São, até agora, quatro clássicos em casa neste ano. O Santos venceu todos eles, tendo superado o Corinthians duas vezes, ambas por 1 a 0. Nos outros dois, triunfos por 2 a 0, sobre São Paulo e Palmeiras. Assim, embora o empate seja suficiente para colocar o time na próxima Libertadores, ele interromperá a série de vitórias.

Essa força como mandante do Santos diante dos rivais em 2019 se iniciou no Pacaembu. Foi lá onde o time bateu o São Paulo por 2 a 0, em 27 de janeiro, e depois o Corinthians por 1 a 0, em 8 de abril, quando foi eliminado do Campeonato Paulista na disputa de pênaltis.

No Brasileirão, atendendo a um pedido do técnico do Jorge Sampaoli por mais jogos na Vila Belmiro, o Santos recebeu seus rivais na Baixada. E repetiu os triunfos, batendo o Corinthians, em 12 de junho, por 1 a 0, e o Palmeiras, em 9 de outubro, por 2 a 0.

Agora, então, será a vez de receber o São Paulo na Vila Belmiro, um rival que não vence um clássico como visitante há mais de mil dias – esse triunfo, aliás, foi exatamente sobre o Santos, em 15 de fevereiro de 2017, quando ganhou por 3 a 1, com Cueva marcando um dos gols da equipe do Morumbi naquele duelo.

A atual sequência de vitórias do Santos como mandante remonta a 2018, pois o time também ganhou o último clássico em casa, em 13 de outubro, quando fez 1 a 0 sobre o Corinthians. E não chega ao sexto jogo por “culpa” exatamente do São Paulo, que segurou o 0 a 0 na Vila Belmiro em 16 de setembro de 2018.

São, portanto, cinco triunfos seguidos como mandante diante dos rivais e seis jogos sem ser vazado em clássicos em casa, pois em 19 de julho de 2018 havia empatado por 1 a 1 com o Palmeiras no Pacaembu.

Confira a lista de clássicos do Santos como mandante em 2019:

27/01 – Santos 2 x 0 São Paulo – Pacaembu – Gols: Luiz Felipe e Derlis González

08/04 – Santos 1 x 0 Corinthians – Pacaembu – Gol: Gustavo Henrique

12/06 – Santos 1 x 0 Corinthians – Vila Belmiro – Gol: Eduardo Sasha

09/10 – Santos 2 x 0 Palmeiras – Vila Belmiro – Gols: Gustavo Henrique e Marinho

Continue lendo

FUTEBOL

Brasil encara a França para voltar à final do Mundial Sub-17 após 14 anos

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Estadão Conteúdo

Com 100% de aproveitamento até aqui no Mundial de Futebol Sub-17, a seleção brasileira enfrenta a França nesta quinta-feira, às 20 horas, no Estádio Bezerrão, no Gama (DF), com o objetivo de avançar à decisão da competição que está sendo realizada em solo nacional.

Três vezes campeão no torneio organizado pela Fifa nesta categoria, com os títulos obtidos em 1997, 1999 e 2003, o Brasil não vai à final desde 2005, quando foi superado por 3 a 0 pelo México na luta pelo título, no Peru.

Depois disso, em sete edições realizadas do Mundial Sub-17, que ocorre de dois em dois anos, a equipe nacional teve como melhores resultados o terceiro lugar em 2017 e a quarta colocação em 2011, sendo que não conseguiu se classificar sequer para as semifinais em 2007, 2009, 2013 e 2015.

Na sua atual campanha, a seleção goleou o Canadá por 4 a 1, bateu a Nova Zelândia por 3 a 0 e depois fechou a primeira fase do torneio derrotando a Angola por 2 a 0. Na sequência, a equipe comandada pelo técnico Guilherme Dalla Déa superou o Chile por 3 a 2 nas oitavas de final e eliminou a Itália com um triunfo por 2 a 0 nas quartas.

A França também ganhou as cinco partidas que fez em sua trajetória neste Mundial, no qual vem embalada por duas goleadas no mata-mata. Primeiro bateu a Austrália por 4 a 0 nas oitavas de final e depois arrasou a Espanha por 6 a 1 para garantir o direito de lutar por uma vaga na decisão.

E Guilherme Dalla Déa aposta que essa será a partida mais complicada neste Mundial para o Brasil, que anteriormente despachou a tradicional Itália. “Acredito que no Mundial, quando vai se afunilando, o nível vai aumentando. Dentro do ciclo que estou à frente (do time nacional), a gente enfrentou grandes seleções. É a mais difícil sim (essa diante dos franceses). Estamos bem preparados para fazer grande jogo”, afirmou o treinador.

Se derrotar os franceses nesta quinta-feira, o Brasil estará presente pela quinta vez na decisão de um Mundial Sub-17, pois o País também foi vice-campeão em 1995, quando caiu diante de Gana por 3 a 2, no Equador, onde disputou pela primeira ocasião o confronto que valeu o título da competição. Este evento é realizado desde 1985, quando a equipe nacional terminou na terceira posição, na China.

O maior campeão da história do Mundial Sub-17 é a Nigéria, que faturou a taça em 1985, 1993, 2007, 2013 e 2015, sendo que ainda ficou com o vice em 1987, 2001 e 2009. Com seus três troféus, o Brasil é o segundo maior vencedor do torneio, que tem Gana e México logo atrás, triunfando duas vezes cada.

O outro finalista do Mundial Sub-17 também será definido nesta quinta. No mesmo Estádio Bezerrão, o México enfrenta a Holanda às 16h30 (de Brasília).

Continue lendo

FUTEBOL

Tite testa opções nas laterais e no meio em últimos amistosos do ano

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Notícias ao Minuto

Em meio ao processo de renovação da seleção brasileira, Tite tem duas prioridades: as laterais e o meio-campo. E é nos jogos contra Argentina e Coreia do Sul marcados para esta sexta (15) e a próxima terça-feira (19), respectivamente, que o comandante terá as suas últimas chances de fazer testes antes da abertura da chamada janela competitiva.

Depois dos amistosos, a seleção só volta a se reunir em março, já para as Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. Até lá, a ideia é ter um time minimamente diferente do que representou o país no último Mundial, na Rússia, em 2018.

As laterais têm na idade dos atletas o principal problema. Filipe Luís, o favorito de Tite para a esquerda, já tem 34 anos e estará com 37 na próxima Copa. As outras duas principais opções são Renan Lodi, do Atlético de Madri, e Alex Sandro, da Juventus, que inclusive jogou a final da mais recente Copa América. É provável, no entanto, que o flamenguista siga com algumas chances neste início.

Daniel Alves, o favorito do outro lado, é ainda mais velho e chegaria ao Qatar com 39 anos. A comissão adota a estratégia de não descartar nenhum jogador e acompanha a rotina dos atletas que já têm idade avançada. No caso do são-paulino, no entanto, o que preocupa é o desempenho recente apresentado no clube do Morumbi. Homem de confiança e capitão de Tite, ele deve ter mais chances para mostrar que pode ter melhor rendimento.

Para estes amistosos, as opções para o setor são Danilo, da Juventus, e Emerson, do Betis. Anteriormente, o botafoguense Marcinho e o corintiano Fagner foram observados pelo treinador. Fabinho e Éder Militão já executaram essas funções, mas, atualmente, jogam como volante e zagueiro, respectivamente.

No meio campo, o problema está à frente de Casemiro, que vive ótima forma física e técnica no Real Madrid. Arthur, do Barcelona, e Philippe Coutinho, do Bayern de Munique, estão em baixa nos seus respectivos clubes e não apresentam um bom futebol na seleção há muito tempo. Já há diversos questionamentos para a convocação dos dois, especialmente do meia da equipe alemã.

Para o setor, Tite já testou outros nomes, como Allan e Paquetá, mas o principal desejo do comandante não foi atendido: Gerson. O meio-campista do Flamengo não pôde ser convocado para não desfalcar a sua equipe nos importantes jogos das retas finais do Brasileiro e da Copa Libertadores.

Em outras posições, o comandante já tem boa parte das soluções. No gol, Alisson e Ederson caminham firme para continuarem entre os convocados, assim como Marquinhos na zaga. À frente, as opções para a companhia de Neymar são mais abundantes – Roberto Firmino, Gabriel Jesus, Richarlison, Rodrygo e David Neres são alguns dos nomes.

O Brasil encara a Argentina a partir das 14h (de Brasília) desta sexta, na Arábia Saudita. O confronto com a Coreia do Sul terá início às 10h30 da próxima terça, também pelo fuso do Distrito Federal, nos Emirados Árabes Unidos.

BRASIL:Alisson; Danilo, Thiago Silva, Marquinhos e Alex Sandro; Casemiro, Arthur e Coutinho; Gabriel Jesus, Willian e Firmino.

Técnico.: Tite

ARGENTINA:Andrada; Foyth, Otamendi, Kannemann e Tagliafico; De Paul, Paredes e Lo Celso; Messi, Aguero e Lautaro Martínez.

T.écnico: Lionel Scaloni

Local: Estádio Universitário Rei Saud, em Riade (KSA)Horário: 14h (de Brasília) desta sexta-feira

Continue lendo

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital