Conecte-se Conosco

PARÁ

Segundo linhão de energia que abastece Santarém já está em operação

Foto: Créditos: (Imagem: Pixabay / Fonte: Oestado Net

Publicado

em

As linhas de transmissão Altamira/Transamazônica e Transamazônica/Tapajós II e a subestação Tapajó, localizadas no Pará, entraram em operação, informou a Equatorial (EQTL3) por meio de comunicado enviado ao mercado nesta quinta-feira (16). Para Santarém, no Oeste do Pará, a linha Transamazônica/Tapajós é o segundo linhão a entrar em operação. O primeiro foi o Tramoeste, em 1994.

Em 28 de junho do ano passado, o Portal OESTADONET antecipou a data de funcionamento da Linha Transamazônica/Tapajós. LEIA AQUI.

De acordo com a empresa, a operação foi iniciada com 30 meses de antecedência em relação ao prazo regulatório,  “evitando a necessidade de investimentos públicos em geração termoelétrica na região e melhorando a qualidade da energia no Tramo Oeste Paraense”.

Juntas, o complexo inaugurado representa R$ 86,1 milhões em RAP (Receita Anual Permitida), equivalente a 62,1% do total da SPE 08

Atualmente, a SPE 08 possui 85,1% de sua RAP já em estágio operacional.

PARÁ

ICmbio e Vale assinam acordo para regularização fundiária da Serra do Rabo

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Blog Ze Dudu

Produtores rurais da Serra do Rabo e representantes da Vale estiveram reunidos nesta quinta-feira, 20, no auditório da Agência Canaã para discutir o processo de regularização fundiária do Parque Nacional dos Campos Ferruginoso (PARNA), em Canaã dos Carajás. O encontro foi realizado depois de vários protestos da comunidade que denunciam prejuízos após o PARNA ser transformado em reserva de área ambiental pelo Governo Federal, em junho de 2017, como condicionante para a extração de minério no município.

Segundo a Associação de Produtores Rurais, as famílias que vivem na Serra do Rabo, que fica dentro do PARNA, estão impedidos de produzir em suas terras e não conseguem registrar suas propriedades no Cadastro Ambiental Rural para aderiram ao programa de regularização rural. Existem famílias que moram há 30 anos na área.

Na reunião, a Vale anunciou aos produtores que esta semana foi assinado o Acordo de Cooperação Técnica (ACT) entre o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e a Vale, para a regularização do PARNA em áreas não abrangidas pela Floresta Nacional de Carajás. O documento estabelece um Plano de Trabalho com atribuições, etapas e prazos. A mineradora vai contratar uma empresa para a realização dos levantamentos fundiários que devem começar no próximo dia 2 de março. Com as informações consolidadas do ICMBio, será iniciado o processo de negociação individual dos direitos e benfeitorias indenizáveis.

Se a negociação for concluída, a Vale efetuará os pagamentos acordados diretamente aos beneficiados e providenciar os trâmites de transferência das áreas e direitos indenizados ao ICMBio. Caso não haja um acordo na negociação, o ICMBio deverá dar continuidade ao processo para decisão judicial, conforme estabelecido no Decreto de criação do PARNA (Decreto sem nº, de 5 de junho de 2017).

Para o advogado da associação, Vinicius Borba, o ACT é um avanço para os moradores da Serra do Rabo depois de anos de luta. “Esse é o primeiro passo de um trabalho que só será concretizado se a Vale cumprir tudo o que disse na reunião”, enfatizou.

A Vale informou ainda que o ICMBio vai supervisionar e analisar os processos administrativos, a regularidade da documentação fundiária e apurar os direitos individuais dos ocupantes da área, passíveis de indenização. A mineradora, autorizada pelo ICMBio, vai realizar as negociações para a desocupação do PARNA, com base nos laudos produzidos pela empresa contratada para definir os valores praticados no mercado.

PARNA

O Parque Nacional dos Campos Ferruginosos tem uma área de 79.029 hectares voltada para a preservação de ecossistemas naturais de grande relevância ecológica, com espécies de fauna e flora raras e típicas da região. O PARNA é um dos parques nacionais com o maior número de cavernas na formação de rochas de minério de ferro no Brasil. É uma unidade de proteção integral onde não é permitida nenhuma atividade econômica, inclusive a mineração.

Continue lendo

PARÁ

Acidente mata três pessoas e deixa três feridas na BR-010, no Pará

Publicado

em

Fonte: G1 Foto: Reproducao TV Liberal

Caminhão e caçamba colidiram no quilômetro 7 da rodovia, em Dom Eliseu, sudeste do Pará, próximo da divisa com o Maranhão.


Acidente grave mata três pessoas e deixa três feridas na BR-010, no Pará

A colisão entre um caminhão e uma caçamba matou três pessoas e deixou três pessoas gravemente feridas, neste sábado (22), na rodovia BR-010, em Dom Eliseu, sudeste do Pará, próximo à divisa com o Maranhão.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o motorista do caminhão tentou desviar de dois enormes buracos na ponte sobre o rio Água Azul, no km 7 da B-R010, perdeu o controle do veículo e atingiu o outro caminhão que seguia viagem no sentido contrário.

Corpo de Bombeiro do Maranhão foi acionado e fez o resgates das vítimas. Elias dos Santos Aquino, 29 anos; James Monteiro, 39 anos; e Francisco Monteiro dos Santos não resistiram aos ferimentos e morreram no local. As outras três vítimas foram encaminhadas para o hospital com ferimentos graves.

Continue lendo

PARÁ

Carnaval no Pará terá clima instável, céu nublado e chuvas, aponta previsão

Publicado

em

Fonte: G1 Foto: Reproducao

O clima no período do carnaval no Pará dever ser de instabilidade, céu nublado e chuvas em todo o estado, variando a intensidade em cada região, segundo boletim da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), divulgado nesta sexta (21).

A previsão é feita pelo Centro Integrado de Monitoramento Ambiental (Climam) e Diretoria de Meteorologia, Hidrologia e Mudanças Climáticas e inclui horário das marés em Belém, distrito de Mosqueiro e nos balneários de Salinópolis, no nordeste do estado. Confira:

Na região metropolitana de Belém o final de semana será de céu nublado.

No sábado (22) são esperadas chuvas durante todo o dia. No domingo (23), o sol deve aparecer pela manhã. A temperatura deve chegar aos 30°C, com mínima de 23°C. Já na segunda (24) e terça-feira (25), o tempo será instável durante o dia, com chuvas moderadas a fortes, que podem vir acompanhadas de trovoadas. A temperatura vai variar entre 29°e 23°C.

No nordeste, região que concentra os corredores da folia de Vigia e Curuçá, o feriado é marcado pela instabilidade. O sábado será de tempo chuvoso e sol deve aparecer na manhã de domingo. Chuvas moderadas e fortes são esperadas no último dia da folia. Os termômetros devem oscilar entre 29°C e 24ºC, em Salinópolis, e 28°C e 23°C, em Bragança. Na segunda e terça, as chuvas devem se intensificar na região.

Baixo Amazonas e Calha Norte

Na mesorregião da Calha Norte, o carnaval será de tempo fechado e chuvas leves a moderadas desde a madrugada de sábado. Para o domingo, a previsão é de chuviscos em áreas isoladas à tarde. A máxima será de 31°C e mínima de 25ºC, em Santarém. A segunda-feira de carnaval deve amanhecer com tempo mais aberto. No decorrer da tarde e noite, são esperadas pancadas de chuvas com possibilidade de trovoadas. Na terça, são previstas chuvas durante a madrugada e com maior intensidade entre o final da tarde e noite. Os termômetros variam entre 30°C e mínima de 24°C, em Óbidos.

No sul do Pará, haverá chuviscos ao longo de sábado. No domingo (23), o sol deve aparecer durante a manhã. Já em Marabá, a máxima é de 31°C e mínima de 23°C.

Nos municípios do sudoeste, a segunda e terça-feira de carnaval será de céu nublado, com chuvas intensas previstas para o último dia de folia. Temperatura com máxima de 30°C e mínima de 23°C, em Altamira.

No Marajó e em Cametá, o tempo será instável durante todo o período da folia. Em Soure, a máxima deve chegar aos 29°C a e mínima 23°C.

Em Belém, a altura e o horário das marés altas devem atingir, no sábado, 3 metros às 11h15 e 3,2 metros às 23h08; no domingo, 3,1 metros às 11h47 e 3,3 metros às 23h47; na segunda, 3,2 metros às 12h21; e na terça, 3,3 metros à 00h17 e 3,2 metros às 12h53.

Nas praias de Mosqueiro, a preamar vai atingir, no sábado, 3,3 metros às 10h34 e 3,6 metros às 22h36; no domingo, 3,4 metros às 11h04 e 3,7 metros às 23h06; na segunda, 3,4 metros às 11h38 e 3,6 metros às 23h43; e na terça, 3,4 metros às 11h58.

Já nas praias de Salinópolis, no sábado, as marés vão alcançar 4,7 metros às 07h09 e 4,8 metros às 19h15; no domingo 4,7 metros às 07h45 e 4,8 metros às 19h49; na segunda-feira 4,7 metros às 08h09 e 4,8 metros às 20h15; e na terça-feira 4,7 metros às 08h36 e 4,8 metros às 20h39.

Continue lendo

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital