Conecte-se Conosco

TECNOLOGIA

Sem medo do preço! Samsung anuncia que Galaxy Fold teve unidades esgotadas no Brasil

Fonte: tudocelular

Publicado

em

Anunciado no Brasil em janeiro, o Galaxy Fold teve suas vendas iniciadas no dia 22 deste mês. Com preço sugerido de R$ 12.999, maior valor já cobrado por um smartphone no Brasil, o celular é também o primeiro dobrável a chegar oficialmente no país.

O valor, contudo, não foi problema para os usuários. A Samsung anunciou que, 24 horas depois do início de vendas no Brasil, todas as unidades do Galaxy Fold estão esgotadas. O Fold foi vendido exclusivamente nos canais online da Samsung entre às 21h da última quarta-feira (22) e 21h de ontem, 23.

Internacionalmente, o preço sugerido do Fold também é caro: US$ 1980, ou seja, R$ 8257,99. O valor praticado no Brasil equivale a US$ 3000, e o modelo foi beneficiado pela Lei da Informática, que rende isenção de impostos para modelos fabricados ou, ao menos, montados no país.

De acordo com a Samsung, consumidores que adquiriram o smartphone com tela dobrável também terão acesso aos Serviços Premium Galaxy Fold, um pacote exclusivo de serviços de atendimento com especialistas disponíveis 24h por dia, 7 dias por semana, fila expressa nas assistências técnicas, serviço leva e traz em caso de reparo do aparelho e smartphone reserva em caso de assistência.

É motivo de grande orgulho para a Samsung liderar a chegada de uma nova categoria de dispositivos móveis no mercado nacional e, além disso, obter um retorno tão positivo do público. A alta procura que tivemos pelo Galaxy Fold é um testamento da confiança que os consumidores têm em nossos produtos e serviços”
Antonio Quintas, vice-presidente da divisão de dispositivos móveis da Samsung Brasil.

Especificações técnicas – Galaxy Fold

  • Tela externa fixa Super AMOLED de 4,58″ de resolução 1960x840p
  • Tela interna dobrável Dynamic AMOLED de 7,3″ de resolução 2152x1536p e proporção 4,2:3
  • Processador Snapdragon 855 de 64 bits com 7nm
  • 12 GB de memória RAM
  • 512 GB de armazenamento interno
  • Câmera externa de 10 MP e f/2.2
  • Câmera traseira tripla
    • Lente ultra-wide com sensor de 16 MP e f/2.2
    • Lente padrão com resolução 12 MP, abertura variável de f/1.5-2.4 e OIS
    • Lente telefoto/zoom com resolução de 12 MP, f/2.4, OIS e PDAF
  • Câmera frontal dupla
    • Sensor principal com 10 MP e f/2.2
    • Sensor de profundidade com 8 MP e f/1.9
  • Bateria de 4.380 mAh com suporte para carregamento rápido
  • Android 9 Pie com interface One UI

TECNOLOGIA

Xbox Series X terá 12 teraflops de processamento, revela Microsoft

Publicado

em

Com 12 teraflops de processamento, Xbox Series X terá o dobro da capacidade da geração anterior — Foto: Divulgação/Microsoft Fonte:

O dobro de velocidade, tecnologia Ray Tracing e a possibilidade de usar jogos de consoles anteriores são algumas das confirmações antes do lançamento

O Xbox Series X teve mais novidades reveladas pela Microsoft nesta segunda-feira (24). A principal é o poder de processamento gráfico do console, que terá 12 teraflops — muito maior do que em qualquer outro aparelho de videogame. Além disso, a empresa confirmou a possibilidade de rodar jogos de gerações passadas, sem impedimentos e, ainda, a presença da tecnologia Ray Tracing, que simula a projeção de luz em cenas 3D, deixando os jogos mais realistas. O Xbox Series X será lançado no final de 2020, e vai suceder o Xbox One.

O processamento gráfico de 12 teraflops é o dobro do Xbox One X, que tem 6 teraflops, e muito maior do que o principal concorrente, o PS4 Pro (com 4.2 Teraflops). O “teraflop” é uma medida científica utilizada para calcular características de determinado processador, como poder, velocidade, qualidade, entre outros. Ou seja, o valor alto de teraflops significa mais espaço para jogos ultra-realistas.

A tecnologia Ray Tracing é uma das adições mais importantes da nova geração do console da Microsoft. A simulação do trajeto de raios de luz pode conceder realismo extremo aos gráficos, mesmo quando o jogo não preza por simular o mundo real – o Ray Tracing é utilizado em muitas artes 3D estilizadas. Vale lembrar que a técnica já está presente em algumas placas de vídeo para PC desde 2019.

Compre uma vez, continue recebendo jogos novos e antigos

A Microsoft confirmou também que o Xbox Series X será compatível com a tecnologia Smart Delivery. Ela vai permitir que um jogador, por exemplo, compre um game na versão Xbox One e receba, de graça, a versão Xbox Series X – comprando apenas uma vez, em formato digital. O primeiro título confirmado a usar este tipo de serviço será Cyberpunk 2077, mas as produtoras não serão obrigadas a adotar a tecnologia em todos os lançamentos.

Para quem já usa o Xbox Game Pass, a “Netflix de jogos” da Microsoft, a empresa também confirmou o que era esperado: o serviço continuará a pleno vapor no Xbox Series X. Assim, lançamentos e títulos antigos ficarão acessíveis pelo preço da assinatura. Vale registrar também que o novo videogame será compatível com todos os jogos da linha de consoles da companhia: Xbox, Xbox 360 e Xbox One.

Por fim, a Microsoft também revelou pormenores complementares, como a presença de suporte a HDMI 2.1, que vai permitir uma melhor comunicação entre console e TVs ou monitores, suporte a armazenamento SSD de nova geração, garantindo uma maior velocidade de carregamento, e o Quick Resume.

Em português, “Retomada Rápida”, o Quick Resume é uma função do Xbox Series X que vai permitir retomar um jogo sem demora, sem telas de carregamento adicionais e na maior rapidez possível. A novidade reafirma as intenções da nova geração na Microsoft e também na Sony: garantir a rapidez nas jogatinas, sem comprometer a qualidade.

Xbox One X: conheça as principais curiosidades do console
Xbox One X: conheça as principais curiosidades do console
Continue lendo

TECNOLOGIA

Amazon lidera ranking de marcas mais valiosas de 2020; Google passa a Apple

Publicado

em

A Amazon, pelo terceiro ano consecutivo, ocupa o topo do ranking das 500 empresas mais valiosas do mundo Fonte: UOL Foto: Reproducao

Pelo terceiro ano consecutivo, o ranking das 500 marcas mais valiosas do mundo traz a Amazon, de Jeff Bezos, no topo. A marca está avaliada em US$ 220,7 bilhões.

Na segunda colocação vem a Google, que subiu uma posição em relação ao ranking de 2019, com US$ 159,7 bilhões, ultrapassando a Apple, que caiu para terceiro, com US$ 140,5 bilhões.

Os dados são da consultoria Brand Finance, especializada em avaliação de negócios. Os números são históricos, pois é a primeira vez que uma empresa ultrapassa a marca dos US$ 200 bilhões.

No ranking de países com mais empresas no ranking em primeiro lugar está os Estados Unidos (45,4%), seguido da China (18,9%) e Japão (6,85%).

O setor de tecnologia é o mais presente no ranking (14%), seguido de perto pelos bancos (13,1%). O setor de varejo (11,3%) ocupa o terceiro lugar.

As top 10 do ranking

  1. Amazon US$ 220,7 bi
  2. Google US$ 159,7 bi
  3. Apple US$ 140,5 bi
  4. Microsoft US$ 117 bi
  5. Samsung US$ 94,4 bi
  6. ICBC US$ 80,7 bi
  7. Facebook US$ 79,8 bi
  8. Walmart US$ 77,5
  9. Ping An US$ 69 bi
  10. Huawei US$ 65 bi

A Brand Finance realiza o estudo analisando os investimentos em marketing, patrimônio e contribuições para o desempenho financeiro das empresas.

O ranking da consultoria é o mais respeitado do mundo, pois é usado por investidores, empresas e empresários para definir estratégias e ações.

Companhias brasileiras

O Brasil não aparece na lista dos 9 países com mais empresas no Top 500.

Entretanto, quatro empresas brasileiras aparecem no top 500 e todas são bancos. O primeiro a aparecer na lista é o Itaú, na 298ª posição, seguido do Bradesco (308º), Caixa Econômica Federal (428º) e Banco do Brasil (461º).

Continue lendo

TECNOLOGIA

Comparativo entre modos de 120Hz e 60Hz do S20 Ultra mostra o ‘preço’ de uma tela mais dinâmica

Publicado

em

Fonte: tudocelular Foto: Reproducao

Comparativo entre modos de 120Hz e 60Hz do S20 Ultra mostra o “preço” de uma tela mais dinâmica

A Samsung finalmente oficializou os novos Galaxy S20, e uma característica inédita da nova geração é a tela de 120Hz.

O recurso permite uma experiência mais fluída em navegação web e também em jogos em que cada FPS é crucial, mas em geral, para exibição de vídeos no YouTube, por exemplo, não é tão útil já que as plataformas limitam o upload a conteúdos de 60 FPS. Seja como for, a sul-coreana optou por limitar quando o usuário pode usar essa altíssima taxa de atualização do display.

Ela só pode ser combinada com o Full HD, sendo que em resolução Quad HD os celulares suportam no máximo 60Hz. Essa medida visa preservar a autonomia da bateria, que no S20 Ultra é de generosos 5.000mAh.

Um teste, por outro lado, provou que de fato o modo de 120Hz gosta de acabar com a autonomia do aparelho: no S20 Ultra foi mostrado que, executando as mesmas tarefas que o dispositivo em modo Full HD 60Hz, a bateria dura cerca de 20% menos, o que nos leva a pensar a duração pífia que o smartphone teria com o Quad HD e 120Hz ativado.

Em 60Hz o celular alcançou 12h23 de autonomia, enquanto em 120Hz apenas 10h02. Duas horas de diferença que foram suficientes para que ele passasse de aparelho com ótima duração para algo que fica apenas na média do mercado.

Claro, sabemos que tops de linha não prezam tanto assim pela autonomia das baterias, mas é importante uma boa performance nesse sentido pois não adianta nada ter os melhores recursos do mundo se o usuário passará por sufoco na hora de usá-lo fora de casa. Nesse sentido, as empresas tendem a investir na possibilidade de recargas ultrarrápidas, e desde a linha S10 os flagships da Samsung também contam com a possibilidade de “pegarem” bateria emprestada de outros aparelhos por indução.

Vale lembrar, a companhia agendou para março o evento de oficialização dos novos S20 por aqui. Pouco antes disso ela já havia queimado a largada confirmando a disponibilidade do Galaxy Z Flip para brigar com o Motorola Razr, ambos custando R$ 8.999.

E você, vai comprar um S20? Acredita que o modo de 120Hz é importante, ou pode ser algo a se deixar de lado por enquanto? Conte para a gente nos comentários!

O Samsung Galaxy S20 Ultra 5G ainda não está disponível nas lojas brasileiras.

Continue lendo

Facebook

Propaganda

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital