Conecte-se Conosco

PARÁ

Semas abre inscrição para processo seletivo de temporários em Belém e no interior do Pará

Publicado

em

Fonte/Foto: Semas PA
As inscrições poderão ser feitas gratuitamente até o dia 16 de novembro, no site do Sistema Integrado de Processo Seletivo Simplificado (Sipros).

Semas abre inscrições para vagas temporárias em diversos cargos

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentailidade (Semas) abriu nesta terça-feira (12) as incrições para processo seletivo de contratação de funcionários temporários. Estão disponíveis vagas para as cidades de Belém, Altamira, Marabá, Paragominas, Redenção, Santarém e Itaituba. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até o dia 16 de novembro, no site do Sistema Integrado de Processo Seletivo Simplificado (Sipros).

Entre os cargos oferecidos estão o de técnico em gestão de meio ambiente (meteorologia, engenharia sanitária, agronomia, engenharia florestal, engenharia ambiental, engenharia de minas, engenharia elétrica, engenharia química, ciências sociais, ciências biológicas, geologia) e técnico em gestão pública (administração e comunicação social). A remuneração inicial é de R$ 2.809,37, mais benefícios.

A seleção será feita por meio de análise curricular e documental. Os candidatos às vagas de nível superior também deverão passar por uma entrevista. O edital completo está disponível no site do Sipro. Seja o primeiro a comentar

PARÁ

Comissão de Finanças da Alepa acata 268 das 1.092 emendas ao PPA

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Blog Ze Dudu

Em reunião realizada na tarde de ontem (4), a Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária (CFFO) da Assembleia Legislativa aprovou parecer favorável ao projeto do governador Helder Barbalho que dispõe sobre o Plano Plurianual (PPA) para o quadriênio 2020-2023 e que recebeu 1.092 emendas, apresentadas por 25 dos 41 deputados estaduais.

Mas como era previsível, poucas emendas foram acatadas: apenas 267 de iniciativa parlamentar e uma do governador. As demais, 824, foram rejeitadas. O que não quer dizer que algum deputado não possa reverter a situação em plenário, já que as emendas rejeitadas foram ressalvadas. Mas antes será preciso negociar com o próprio governador.

“Estou feliz porque o projeto PPA 2020-2023 foi aprovado por unanimidade. Um sinal de que, apesar do não acatamento de mais de 800 emendas, as 268 propostas do nosso relatório contemplaram a maioria do corpo da Casa. Os deputados compreenderam que foi necessário rejeitar emendas para manter programas, ações e obras muito necessárias a determinado município ou região”, avaliou o presidente da CFFO e relatório do PPA, deputado Júnior Hage (PDT).

Na sessão plenária de hoje, ele explicou que o Estado não tem orçamento suficiente para atender a todos os pedidos feitos pelas emendas. Para 2020, por exemplo, os recursos para investimentos previstos na Lei Orçamentária Anual (LOA) não chegam a R$ 2,5 bilhões.

“Todas as emendas têm fundamento para existir porque é o parlamentar que passa por algum lugar e vê, por exemplo, a necessidade  de uma ponte”, exemplificou Júnior Hage. “Mas o Estado não tem capacidade para todos esses desejos e sonhos da sociedade paraense”, justificou ele.

Por Hanny Amoras

Continue lendo

PARÁ

Beto Faro toma posse como presidente estadual do PT/PA, nesse sábado (7)

O deputado Beto Faro assume a presidência do partido para os próximos quatro anos

Publicado

em

O Partido dos Trabalhadores no estado do Pará convida para a posse do deputado federal Beto Faro na presidência do PT/PA e do diretório estadual, nesse sábado, às 19h, em Belém. O ato reunirá lideranças políticas do estado, deputados, prefeitos, vereadores e a militância petista, no Clube Monte Líbano.

O deputado federal, Beto Faro, assume a presidência do PT com a missão de construir um PT forte e unido, de representação dos movimentos sociais no Estado e de Oposição ao governo Bolsonaro, além de garantir o protagonismo do PT nas eleições municipais e de trabalhar para garantir a anulação da sentença do ex-presidente Lula.

“Estou preparado e com vontade de assumir à presidência do PT- Pará. Hoje a conjuntura política no país mudou com a liberdade do ex-presidente Lula. Hoje o PT é o maior partido de Esquerda da América Latina e nós representamos a esperança do povo brasileiro. Vamos trazer Lula ao Estado. O povo brasileiro está com saudades do governo do PT. No Pará, nós temos um legado de obras e projetos sociais ”, afirmou Beto Faro.

ELEIÇÃO

A eleição do deputado federal Beto Faro, ocorreu no dia 20 de outubro, dentro do Processo de Eleição Direta (PED), por cerca de 300 delegados petistas, que foram às urnas na capital, Belém, para escolher entre três candidatos à presidência. Eram quatro, mas o ex-deputado federal Zé Geraldo abriu mão da candidatura para apoiar Faro. Na primeira etapa do PED, as chapas que apoiaram o deputado obtiveram mais de 50% dos votos, onde mais de 17.000 militantes petistas paraenses participação dessa etapa.

Evento: Posse do Presidente Beto Faro e do Diretório Estadual

Horário: 19h

Local: Clube Monte Líbano

Cidade: Belém

Endereço: Av. Almirante Barroso, nº152, São Brás.Publicidade

Continue lendo

PARÁ

Audiência discutiu paralisação de programas em comunidades extrativistas

Lideranças cobram a implementação de políticas públicas para saúde, educação e moradia para as populações que vivem nas Reservas Extrativistas

Publicado

em

Foto: Reprodução / Fonte: Blog Ze Dudu

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados realizou audiência pública para discutir as dificuldades das comunidades extrativistas, indígenas e quilombolas com a demora da reestruturação das regras de aplicação de recursos do Fundo Amazônia. A audiência foi requerida pelo deputado federal Airton Faleiro (PT-PA).  

Essas comunidades vivem em Reservas Extrativistas que são unidades territoriais de conservação ambiental, reguladas pela lei 9.985/2000 e pertencentes ao governo. O principal objetivo dessas unidades é a combinação da preservação da natureza com o uso sustentável de parcela dos recursos naturais.

Segundo o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, o ICMBio, as reservas extrativistas são utilizadas por populações tradicionais e a subsistência dessas comunidades baseia-se no extrativismo, na agricultura e na criação de animais de pequeno porte.

Airton Faleiro, disse que as comunidades extrativistas estão se sentindo ameaçadas pelo atual momento político no Brasil. “Eles também estão se sentindo ameaçados pelo capital e também com um certo medo desse discurso oficial da entrada nesses territórios para explorar os estoques minerais, os estoques madeireiros e até a própria água. Essas populações se sentem guardiões da floresta, porque, ao mesmo tempo, que eles vivem da extração dos recursos da floresta e das águas, eles convivem e preservam essa natureza”, explicou.

Raimundo Mendes, liderança da Associação da Reserva Extrativista Chico Mendes, falou das principais reivindicações das comunidades da reserva, situada no Acre.

Entre essas demandas está a continuação da captação dos recursos do Fundo Amazônia, criado em 2008, com objetivo de fomentar projetos que combatem o desmatamento da floresta.

O fundo esteve no centro de uma polêmica este ano, depois que Alemanha e Noruega decidiram suspender o envio de recursos. O motivo foi o aumento do desmatamento na Amazônia, nos últimos anos.

Mendes também comentou a importância de manter a floresta em pé na reserva, enquanto que o presidente Jair Bolsonaro sinaliza que é simpático à exportação de madeira in natura.

“Nossas comunidades nasceram e se criaram e vivem ali, há mais de 100 anos. Então, tem a necessidade de elas continuarem e para elas continuarem é preciso que a floresta esteja em pé. A floresta dizimada não nos dá condições de continuarmos lá e isso é uma das coisas que nós, nossas famílias, e as famílias dos nossos companheiros necessitam demais”, alertou.

Primo de Chico Mendes, liderança pelas causas ambientais e dos seringueiros, que foi assassinado, em 1988, Raimundo Mendes também cobrou a implementação de políticas públicas para saúde, educação e moradia para a população da Reserva Extrativista Chico Mendes.

Um representante do Incra – Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária – foi convidado para a audiência, mas não compareceu.

Reportagem: Val-André Mutran

Continue lendo

Facebook

Propaganda

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Corpes Digital