Conecte-se Conosco

Cultura

Theatro da Paz receberá investimento de R$ 1 milhão

Publicado

em

O Theatro da Paz, um dos locais mais representativos e importantes da cultura paraense, passará por obras de manutenção e restauro nos próximos meses. A reforma ocorre em função de problemas na cobertura estrutural do prédio, que vem causando infiltrações e fissuras no forro de estuque, além de haver a presença de vegetação aérea na fachada. A casa completou, no último dia 15 de fevereiro, 141 anos de história.

O investimento do Governo do Estado nas obras será de R$ 1 milhão de reais, divididos em duas etapas. A primeira inicia nesta quarta-feira (13) e vai até o dia 30 deste mês, quando serão beneficiadas com melhorias a entrada e a fachada do prédio, locais de circulação de pessoas. Por conta disso, o teatro fica fechado para espetáculos e visitações até a conclusão dos trabalhos.

Na segunda fase, já com o local aberto, serão realizados serviços internos para tratar principalmente as infiltrações. Serão feitos o grampeio e a reforma da cobertura; troca da manta por um revestimento de alumínio; reforma da estrutura da calha, que está com fissuras; dos camarins; das cadeiras de palha que compõem a sala de espetáculo; e a pintura total do Theatro da Paz. A estimativa é que toda a obra seja concluída no fim do mês de julho.

A Secretária de Estado de Cultura, Úrsula Vidal (foto acima), afirma que esse será um trabalho constante e realizado dentro do tempo previsto, para liberar o espaço o mais rápido possível ao povo paraense.

“O teatro precisa de uma manutenção permanente. Estamos em uma região com muita chuva e umidade, esse cuidado tem que ser constante. A última grande reforma foi em 2002. É um prédio histórico, qualquer tipo de intervenção que se faça tem que ter cuidado com as linhas originais. Mas vamos dar celeridade, para que possamos entregar dentro do prazo previsto”, enfatizou.

Para quem é responsável por administrar o Theatro da Paz, buscar melhorias para um local tão rico em história se trata de uma oportunidade única. É o caso do diretor da casa, Daniel Araújo, que teve o Da Paz como palco da sua estreia como artista, quando viveu sua primeira experiência como cantor.

“É um teatro monumento, uma coisa suntuosa. Pisar nesse palco é uma honra. Fico feliz de poder trabalhar no reparo, porque é um patrimônio nosso, do povo, e nós que estamos passando pela administração pública e gerenciamento desse espaço estamos com o bastão nas mãos para poder manter viva essa história, para que dure mais 200 anos”, disse Daniel.

Quem tem o local como um patrimônio do estado, sabe a importância de manter o espaço sempre em boas condições. “Com certeza essa reforma será muito bem vista pela população. Um monumento desses é para manter preservado por muito tempo. Beneficia todo o povo paraense e sua história”, acredita o belenense Manoel Menezes, que costuma sempre passar em frente ao TP.

A importância desse ponto turístico é reconhecida não só pelo povo paraense, como explicam os sul-mato-grossenses Henrique Barrios e Bianca Segati, que estão na capital paraense a passeio. O casal ficou triste de não conhecer o interior do prédio, mas feliz por saber que o espaço está sendo bem cuidado pela administração pública.

“Eu tenho muito interesse por lugares históricos da região Norte do país, em especial Belém, e o Theatro da Paz é muito famoso. Quem se interessa pela cultura da região sabe da importância do local. Só de ver aqui da porta os ladrilhos e o piso já fiquei encantada”, comentou a turista.

Ações Secult – O Theatro da Paz não será o único local que será reformado. Foi escolhido como primeiro por conta das demandas devido ao calendário de eventos quase sempre cheio durante todo o ano, mas ainda será contemplado o Museu do Estado do Pará (MEP), que teve danos recentes, e, posteriormente, o Museu de Arte Sacra, que apresenta infiltrações, mas por não ter risco de desabamento será beneficiado em uma segunda etapa.

Por Raphael Graim/ Agência Pará

 

Continue lendo
Clique para comentar

Cultura

Planetário participa da 17ª Semana de Museus com ampla programação

Publicado

em

Foto: Reprodução /Fonte: Agência Pará

O Centro de Ciências e Planetário do Pará, vinculado à Universidade do Estado do Pará (Uepa), participa nesta sexta-feira (17) e no sábado (18) da 17ª Semana de Museus, promovida no Estado pela Secretaria de Cultura (Secult). A iniciativa nacional começou no último dia 13 (segunda-feira) e prossegue até 19 de maio (domingo), em 1.114 instituições de cultura de todo o País. O evento é alusivo ao Dia Internacional de Museus, celebrado em 18 de Maio. O tema deste ano é “Museus como Núcleos Culturais: O Futuro das Tradições”.

Nesta sexta-feira haverá palestras no Planetário sobre diversos assuntos, como “Museus como núcleos culturais: o futuro das tradições”, e “Entre a Tradição e a Ciência: Bruno de Menezes em experiências etnográficas”. A programação inclui ainda a exposição “Tabela Periódica dos Elementos: uma descoberta da humanidade”, em comemoração ao Ano Internacional da Tabela Periódica e aos 20 anos do Centro de Ciências e Planetário do Pará. O público participará do lançamento do Projeto Planetário Curioso, que consiste na distribuição de marcadores de páginas com uma curiosidade das áreas em que o Planetário atua, como ciência, física e matemática.

Ainda no dia 17 haverá a apresentação do Quarteto de Cordas Paulino Chaves, do ­Núcleo de Arte e Cultura­ (NAC), da Universidade do Estado do Pará (Uepa), e sessões na Cúpula Kwarahy.

No dia 18 (sábado), a programação oferece visitas gratuitas ao Centro, com o “Planetário de Portas Abertas”. As sessões na cúpula serão das 15 às 18 h. Os interessados devem ir ao local para retirar os ingressos, que serão distribuídos uma hora antes do início das sessões.

A diretora do Planetário, Sinaida Vasconcelos, ressalta a importância da participação na Semana de Museus. “Já é uma tradição fazer parte desse evento, que é uma forma de divulgar o conhecimento científico e popularizar a ciência”, disse a diretora.

Programação:

Dia 17 de maio – Abertura do Evento 17ª Semana Nacional de Museus, das 8h30 às 8h45, no Planetário, na Rodovia Augusto Montenegro, KM-03, bairro Mangueirão.

Palestra “Museus como núcleos culturais: o futuro das tradições”, às 09 h.

Palestrante: Prof. Dr. Diego Ramon Silva Machado (Uepa).

Sessão na Cúpula – às 10h30.

Palestra “Entre a Tradição e a Ciência: Bruno de Menezes em experiências etnográficas”, às 14h30.

Palestrante: Prof. Dr. Rodrigo Wanzeler (Instituto Federal do Pará – IFPA).

Abertura da Exposição “Tabela Periódica dos Elementos: uma descoberta da humanidade”, às 15h45.

Visitação à Exposição “Tabela Periódica dos Elementos: uma descoberta da humanidade”, às 16 h.

Atração Cultural – Quarteto de Cordas Paulino Chaves­, do Núcleo de Arte e Cultura­ da Uepa, às 16 h.

Dia 18 maio

“Planetário de Portas Abertas” – visitação gratuita ao Centro de Ciências e Planetário do Pará, das 15 às 18 h.

Por Ize Sena

Continue lendo

Cultura

Fumbel abre inscrições para grupos artísticos e folclóricos do Arraiá da Capitá 2019

Publicado

em

Foto: Reprodução /Fonte: Agência Belém

A Prefeitura de Belém, por meio da Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel), abriu na sexta-feira, 10, as inscrições para os grupos artísticos e folclóricos interessados em participar da programação oficial do Arraiá da Capitá 2019.

Serão contemplados pelo edital 56 grupos e o processo de seleção dos inscritos terá caráter classificatório. As vagas estão distribuídas em 12 grupos de pássaros juninos, quatro grupos de cordões de bichos, 20 grupos parafolclóricos de dança e música, oito grupos de bois-bumbá e oito grupos musicais de carimbó pau e corda.

Os grupos artísticos e folclóricos interessados em se apresentar nos eventos do Arraiá, sem participar de concurso, serão selecionados por uma comissão formada no âmbito da Fumbel.

As inscrições vão até o dia 26 de maio e são voltadas, especificamente, para os grupos que desejam fazer parte da programação junina oficial de Belém, por meio da Mostra Cultural. Os interessados devem imprimir a ficha cadastral, preenchê-la, assiná-la, digitalizá-la e envia-lá, junto com a documentação exigida, para o e-mail edital006.2019fumbel@gmail.com.

Os artistas devem preencher todos os quesitos do edital, que são trajetória artística do grupo, tempo de experiência e relevância do trabalho artístico no âmbito do município de Belém e juntar material comprobatório.

Os interessados podem acompanhar o edital, por meio do link http://www.cinbesa.com.br/site/wp-content/uploads/2019/05/EDITAL-MOSTRA-CULTURAL-N%C2%B0-006-2019-ARRAIA-DA-CAPITA-2019.pdf.

 

Texto: Jamyla Magno

Continue lendo

Cultura

Obras no RioZoo revelam peças que pertenceram a empregados do Império

Publicado

em

  Vinícius Lisboa/ Agência Brasil

Além do zoológico, a Quinta da Boa Vista abriga o Museu Nacional, cuja sede é o palácio que serviu de moradia para a família real portuguesa e para Dom Pedro I e Dom Pedro II durante o Império, que durou de 1822 a 1889. O local onde foi construído o zoológico era uma vila de empregados da realeza, que deu lugar a um quartel após a Proclamação da República.

Escavações durante reforma do Zoológico do Rio (ZooRio) encontram tesouros arqueológicos na Quinta da Boa Vista.
Escavações durante reforma do Zoológico do Rio (ZooRio) encontram tesouros arqueológicos na Quinta da Boa Vista. – Tomaz Silva/Agência Brasil

Segundo a prefeitura, que administra o zoológico, as peças encontradas serão entegues ao Museu Nacional e a estrutura do antigo quartel será incorporada ao roteiro de visitação do zoológico, uma área onde será instalada também a Biosfera dos Primatas, Ursos e Animais Aquáticos. A previsão é que a atração seja aberta ao público no fim do ano.

Embora tenham pertencido a empregados, os itens encontrados incluem objetos de valor, como cerâmicas, que provavelmente foram doados pelo palácio. Pela importância do acervo, o trabalho arqueológico vem sendo acompanhado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Obras

O zoológico do Rio de Janeiro está em obras desde junho do ano passado, e está parcialmente aberto a visitação. Apenas uma área do parque está disponível para os visitantes, aos fins de semana. A previsão é que a reinauguração do RioZoo ocorra em janeiro do ano que vem.

Continue lendo

Destaques

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com