Conecte-se Conosco

MUNDO

Trump acusa China por ‘praga terrível’: ‘Estou muito bravo’

Presidente disse que país não conseguiu evitar disseminação do vírus

Foto: Reprodução / Fonte: Pleno News

Publicado

em

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez duros ataques à China por causa da pandemia do novo coronavírus. Durante coletiva de imprensa nesta quarta-feira (12), o republicano disse que está “muito bravo com a China” por ter deixado a “praga terrível” da Covid-19 se espalhar pelo mundo.

Apesar da tensão política, o relacionamento comercial entre as duas principais economias do mundo caminha bem. Na mesma coletiva de imprensa, Trump comentou que a fase 1 do acordo bilateral rendeu “dezenas de bilhões” aos Estados Unidos.

INSTITUTO CONFÚCIO
O Departamento de Estado dos EUA classificaram nesta quinta-feira (13) o Instituto Confúcio, centro de ensino de mandarim, como uma missão estrangeira da China, obrigando a entidade a se registrar como tal. O governo também acusou-a de fazer “propaganda global” de Pequim, em um novo episódio de tensão com o país asiático.

– O Instituto Confúcio é financiado pela República Popular da China e faz parte do aparelho de propaganda e influência global do Partido Comunista Chinês – informou o secretário de Estado, Mike Pompeo, em comunicado.

Pompeo ressaltou que o governo do presidente Donald Trump “priorizou buscar um tratamento justo e recíproco” para a China.

– A República Popular da China se aproveitou da abertura dos EUA para realizar esforços e operações de influência em grande escala e bem financiados neste país – acrescentou.

Atualmente, o Instituto Confúcio está presente em mais de 60 instituições de ensino nos Estados Unidos. O primeiro foi fundado em Seul, na Coreia do Sul, em 2004. Depois, o centro de ensino de mandarim se espalhou por 513 cidades de 140 países.

Nascido como uma versão chinesa do British Council, da Aliança Francesa ou do Instituto Cervantes, o Instituto Confúcio é visto por alguns como uma presença obrigatória na cultura mundial, dada a importância do mandarim, mas críticos o consideram um “cavalo de Troia” do governo chinês.

Por Gabriela Doria

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual