Conecte-se Conosco

Sem categoria

Vale à pena ler de novo: Dono do porto de Santos ajudou a eleger mãe de Helder Barbalho

Viagem. Helder (esq.) e Temer fazem visita oficial à Rússia  Foto: ROMERIO CUNHA 

Publicado

em

Em matéria publicada pelo jornal “O Estado de São Paulo”,  a 5 janeiro 2016, uma pista do possível  envolvimento de Helder Barbalho com o escândalo do Porto de Santos. O caso levou a PF a indiciar Michel Temer.

A matéria assegura que a campanha de Elcione Barbalho recebeu R$ 100 mil de sócio do Libra via Temer. À época do repasse de R$ 100 mil para a campanha de sua mãe, Helder não era ministro, mas candidato. Disputava, pelo PMDB, como agora, o governo do Pará. Mas consta também que a diretoria atual foi indicada por Helder e seu primo, o deputado federal José Priante.

Em setembro de 2015, o antecessor de Helder Barbalho  na pasta, o deputado Edinho Araújo (PMDB-SP), aliado de Temer, fez acordo com o Libra extinguindo as ações de cobrança do governo por inadimplência do grupo. Em vez de cobrar a dívida na Justiça, a União preferiu negociar sob arbitragem privada. Com isso, o Libra pôde renovar sua concessão para operar no Porto de Santos por mais 20 anos. Essa exceção a concessionários inadimplentes foi aberta em 2013, por emenda do então líder do PMDB, Eduardo Cunha, à Lei dos Portos.

 À época do repasse de R$ 100 mil para a campanha de sua mãe, Helder Barbalho  não era ministro, mas candidato. Disputava, pelo PMDB, o governo do Pará – que já havia sido comandado por seu pai, o hoje senador Jader Barbalho. Derrotado nas urnas, Helder Barbalho  virou ministro da Pesca do segundo governo Dilma. Ficou no cargo até outubro de 2015, quando seu cargo foi extinto e ele virou ministro dos Portos, no lugar do aliado de Temer.

Na carta enviada pelo vice a Dilma queixando-se do tratamento que recebia no governo, Temer escreveu: “A senhora não teve a menor preocupação em eliminar do governo o Deputado Edinho Araújo, deputado de São Paulo e a mim ligado”.

Repasse consta de prestação de contas de Temer 

Reuniões

 Desde setembro, os contatos pessoais entre o novo titular dos Portos e o vice se intensificaram. De janeiro a agosto, o então ministro da Pesca aparece apenas uma vez na agenda oficial de Temer. Eles estiveram juntos também em viagem à Rússia (foto). Como ministro de Portos, Helder Barbalho se encontrou oficialmente com o vice em pelo menos seis ocasiões.

Segundo as assessorias da Secretaria de Portos e da deputada Elcione Barbalho, não há conflito de interesses na doação dos sócios do Libra porque: 1) não cabe ao ministério fiscalizar o contrato com o arrendatário, mas à Agência Nacional de Transportes Aquaviários; 2) Helder Barbalho não era ministro de Portos na renovação do contrato; 3) a doação de pessoas físicas é legal; 4) o dinheiro foi para o PMDB e, daí, repassado pela campanha de Temer à de Elcione, cujas contas foram aprovadas pela Justiça.

Os doadores aos candidatos do PMDB foram os irmãos Rodrigo Borges Torrealba e Ana Carolina Borges Torrealba Affonso. Cada um do

s sócios do grupo Libra doou R$ 500 mil

CONTRATOS

Do R$ 1 milhão doado nas eleições de 2014 pelos sócios do Grupo Libra – arrendatário desde 1998 de terminal no Porto de Santos – e repassado pela campanha do vice-presidente Michel Temer a 12 políticos do PMDB, R$ 100 mil foram para a candidatura à Câmara de Elcione Barbalho (PA). A deputada reeleita é mãe de Helder Barbalho, FUTURO  ministro dos Portos e na época candidato ao governo do Pará.

DRENAGEM

Como ministro  dos Portos, Helder Barbalho assinou  contrato de dragagem do Porto de Santos, com Claudia de Carvalho Alves, diretora administrativa da EEL Infraestrutura ( foto a baixo)

Helder Barbalho e Claudia de Carvalho Alves

Porto de Santos receberá investimento de R$ 5,3 bilhões

Secretaria de Portos publicará edital de licitação de três terminais na próxima segunda, dia 26

Em 22 de outubro de 2015, já como ministro dos Portos, Helder Barbalho assinou repasse milionário para o Porto de Santos. Leiam:

O ministro chefe da Secretaria de Portos (SEP), Helder Barbalho, anunciou que o Porto de Santos receberá investimentos de R$ 5,3 bilhões nos próximos anos para a ampliação e modernização das atividades.

Entre as primeiras medidas está a publicação de editais de licitação de arrendamento de três terminais na próxima segunda, dia 26. Ele estima que o concurso deve resultar em um investimento total de R$ 640 milhões.

O ministro afirmou que a iniciativa fará a movimentação de celulose no porto a atingir 3,6 milhões de toneladas. No terminal de grãos que será licitado, a movimentação deve chegar a 6,5 milhões de toneladas.

Os editais de licitação também contemplarão o projeto de um terminal de grãos no Porto de Vila do Conde, em Bacarena, Pará. A estimativa é de um investimento de R$ 501 milhões na área.

Fonte: Assessoria/Codesp

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual