Conecte-se Conosco

TECNOLOGIA

Xiaomi bloqueia aplicativos Google nos celulares chineses

Fonte/Foto; dci.com.br

Publicado

em

A Xiaomi, fabricante chinesa de celulares, utiliza um sistema operacional próprio, baseado no Android da Google. No entanto, os usuários perceberam que depois da última atualização não conseguiam mais instalar o um serviço da Google em seus smartphones.

O bloqueio surgiu após o lançamento da versão mais recente 12.5 nos aparelhos. Em seguida, a empresa informou que não permite mais que os usuários instalem tais aplicativos, pois os serviços do Google estão proibidos na China.

Quais são os modelos Xiaomi bloqueados?

A Xiaomi não revelou a lista de modelos afetados por esta mudança de política. Entretanto, alguns usuários relataram que Redmi K30 Ultra e Redmi 10X 5G estão entre os dispositivos que deixaram de oferecer suporte aos aplicativos da Google.

Seja como for, as restrições se aplicam a dispositivos vendidos para o mercado da China. Assim sendo, usuários de outras regiões, que utilizam um software diferente, podem instalar os serviços do Google normalmente. Pelo menos, por enquanto.

China controla o Bitcoin? Existe um mito de que a China possui controle sobre a mineração de Bitcoins, no entanto, na prática, não é bem isto que ocorre. Aproveite para conhecer a tecnologia por trás do trade de criptomoedas.

Isso afeta celulares vendidos no Brasil?

xia2
Smartphones fabricados pela Xiaomi

Se você está comprando um celular Xiaomi de fonte duvidosa, preste atenção para evitar os modelos lançados para o mercado chinês. Possivelmente estes modelos podem apresentar restrições, não sendo capazes de instalar os aplicativos da Google.

Em suma, na lista de aplicativos estão o Buscador do Google, Youtube, Google Chrome, Play Store, Google Maps, Google Fotos, Gmail, Google Drive e Duo.

Xiaomi foi colocada na lista de banimentos?

Sim. Nos últimos meses da administração Trump, várias empresas chinesas entraram numa lista de banimentos. De certo, a empresa mais conhecida da lista é a Xiaomi, além da fabricante de tecnologia Huawei.

Essas empresas foram listadas como empresas ligadas ao regime militar comunistas. Inclusive, a Xiaomi ultrapassou a Apple e se tornou a terceira maior fabricante de smartphones do mundo, de acordo com o instituto IDC. No entanto, o governo Biden está revendo estes atos, e a ordem pode ser anulada.

Por que o Google sofreu retaliação?

A Xiaomi diz que implementou restrições por “motivos de conformidade”. Isto é, refere-se à proibição dos EUA, provavelmente por conta da pressão do governo chinês.

Para evitar o bloqueio, compre apenas nos revendedores oficiais. Em caso de dúvida, entre na página de autenticação da Xiaomi e digite o IMEI do aparelho. Dessa forma, você vai saber se é uma versão global ou chinês.

No entanto, se preferir fazer por conta própria, no menu de configurações, basta examinar se aparece “versão global”.

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual