Conecte-se Conosco

BELÉM

Ação solidária distribui mais de 500 máscaras na Terra Firme

Iniciativa é do Movimento Bandeirante e envolve crianças e adolescentes

Foto: Reprodução / Fonte: O Liberal

Publicado

em

Mais de 500 máscaras já foram distribuídas, de graça, no bairro da Terra Firme, em Belém. É uma ação solidária do Movimento Bandeirante Pará. Idealizadora do projeto, Sandra Lima  lembrou que,  por causa do isolamento social, muitos adolescentes queria saber o que fariam para passar o tempo em casa e evitar a propagação do novo coronavírus. E, então, os Bandeirantes do Núcleo São Domingos de Gusmão, coordenado por Sandra, organizaram uma atividade coletiva e engajada, envolvendo, também, as famílias das crianças, dos adolescentes e dos jovens. E as famílias de bandeirantes do Pará se uniram para proteger a comunidade, produzindo máscaras caseiras para doação em sistema de “pega e leva”.

Observando a necessidade de proteção e a falta de recursos, eles aprenderam com Sandra Lima a confeccionar dois tipos de máscaras caseiras confortáveis, bonitas e baratas em cinco minutos, com TNT ou de tecido de algodão, e que podem ser costuradas à mão, na máquina ou fazer com cola quente, de tecido ou de isopor.“O objetivo desta ação vai além da proteção comunitária. Também visa exercitar o senso de filantropia, base de nossa missão, ao suprir a necessidade daqueles que não podem comprar sua máscara”, disse Sandra. Segundo ela, a ideia é oferecer aos vizinhos e moradores em situação de rua uma máscara caseira sem custo que os bandeirantes produzem junto com suas famílias”, disse.

Desde que iniciaram a ação, em abril, já foram entregues mais de 500 máscaras. Após serem confeccionadas, as máscaras são embaladas e afixadas em frente às casas dos bandeirantes. “E quem estiver precisando pega e leva. Não há contato físico, respeitando as normas atuais de afastamento mínimo de dois metros”, explicou. “O objetivo da ação  é exercitar a cidadania, evitar a propagação do novo coronavírus, proteger a pessoa e proteger a comunidade. E, também, exercer a solidariedade, já que confeccionamos e distribuímos mais de 500 máscaras”, explicou Sandra.“Dependendo da necessidade, pretendemos aumentar essa meta. Incluindo os pais, bandeirantes e seus familiares, participaram da confecção aproximadamente 80 pessoas”, acrescentou. Sandra disse que o Movimento Bandeirante é um movimento filantrópico, voluntário e sem fins lucrativos, e que tem como missão ajudar crianças, adolescentes e jovens a desenvolverem o seu potencial como responsáveis cidadãos no mundo. “Existe há 100 anos e, na Terra Firme, está há 45 anos”, afirmou.

Instituição mundial centenária de educação para a cidadania, uma das primeiras de empoderamento feminino no mundo, o Movimento Bandeirante  atua há 86 anos no Estado do Pará. É um movimento social que desenvolve valo es éticos e estimula o protagonismo juvenil nas questões de interesse da sociedade.

Método de Educação Bandeirante promove cultura da paz

O Método de Educação Bandeirante instiga crianças e jovens a participarem de jogos, dinâmicas de grupo, brincadeiras tradicionais, discussões, temáticas, gincanas e excursões, de acordo com a faixa etária, orientados pelos projetos que compõem a aplicação do método. Atento às questões sociais que afetam a infância e a adolescência, o Movimento Bandeirante (MB) incentiva a realização de atividades de integração comunitária com programas elaborados para ajudar jovens a atuarem nas suas comunidades, tornando-se agentes infantojuvenis no combate à violência contra a mulher e a menina, promovendo a cultura da paz e a cidadania ativa, defendendo o meio ambiente, alertando seus pares e familiares quanto às infecções sexualmente transmissíveis IST/AIDS e a pandemia do novo coronavírus, por meio da informação quanto à prevenção, bem como o combate ao uso abusivo de álcool e outras drogas, abrindo diálogo para prevenir a gravidez na adolescência e incentivando a alfabetização cultural e a valorização do patrimônio histórico e artístico da sua cidade.

No Brasil, o MB está presente em 15 estados. E, em Belém, o MB se divide em cinco núcleos distribuídos nos bairros do Guamá, Terra Firme, Pedreira, Tapanã e Cordeiro de Farias, contando com cerca de 400 bandeirantes, entre crianças, jovens e adultos, coordenadores e dirigentes. A sede estadual do movimento fica na travessa Três de Maio, 1601, bairro de São Brás. É administrada por um Conselho Diretor, tendo, como presidente, o coronel PM da reserva remunerada Raimundo de Brito e Silva.

Por Dilson Pimentel

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual