Conecte-se Conosco

POLÍTICA

Após queda de Evo, Bolsonaro volta a pedir voto impresso

Presidente Jair Bolsonaro Foto: PR/José Dias

Publicado

em

O presidente Jair Bolsonaro comentou na noite deste domingo (10) a renúncia do presidente boliviano Evo Morales. Em uma publicação em suas redes sociais, o mandatário citou as razões que levaram à queda do mandatário do país vizinho e voltou a defender a utilização de voto impresso no Brasil.

– Denúncias de fraudes nas eleições culminaram na renúncia do Presidente Evo Morales. A lição que fica para nós é a necessidade, em nome da democracia e transparência, contagem de votos que possam ser auditados. O voto impresso é sinal de clareza para o Brasil – declarou.

O mandatário é um dos grandes defensores da impressão do voto no país para uma maior transparência nas votações. Em 2015, enquanto ainda era deputado, ele apresentou uma emenda ao projeto de reforma política para implementar a medida nas eleições de 2018, mas a decisão foi parar nas mãos do Supremo Tribunal Federal (STF) que derrubou a possibilidade.

Após ser eleito, Bolsonaro também já comentou em algumas ocasiões que pretende conversar com a equipe de governo para tentar apresentar ao Parlamento um projeto de implantação do voto impresso no Brasil.

Copyright © 2018. A Província do Pará Todos Direitos Reservados . Desenvolvido por Ideia Virtual